Comunidade científica discute os avanços em pesquisas sobre insetos sociais

Current Size: 100%

Versão para impressãoEnviar por email
Grupo de pesquisa da UNIFAL-MG organizou evento que reuniu pesquisadores da área em Poços

Aproximadamente 150 pessoas, entre estudantes e pesquisadores, participaram do 4º Workshop sobre Insetos Sociais, realizado em Poços de Caldas, nos dias 08 e 09/02. Organizado pelos membros do Grupo de Pesquisa Biologia da Socialidade da UNIFAL-MG, o evento é promovido anualmente pela Seção Brasileira da organização International Union for the Study of Social Insects (IUSSI), que investiga abelhas, vespas, formigas e cupins.

Segundo explicam os professores Angel Roberto Barchuk e Lívia Maria Rosatto Moda, do Instituto de Ciências Biomédicas da UNIFAL-MG, que coordenaram a organização do evento em Poços de Caldas, além de se caracterizar por ser uma excelente oportunidade para apresentar e discutir os trabalhos sobre os diferentes grupos de abelhas feitos nos últimos anos, a realização do workshop buscou contribuir para a consolidação e o fortalecimento da Seção Brasileira da IUSSI, e permitir o contato de alunos de diferentes níveis de formação com seus pares e com profissionais especializados nas diversas áreas do estudo da biologia da socialidade com foco em insetos.

“O evento foi muito rico para todos os participantes e para os laboratórios e instituições a que estes estão vinculados. Eles puderam apresentar os resultados mais recentes de suas pesquisas sobre seus modelos de estudo, que foram oportunamente criticados e/ou elogiados. Por outro lado, alguns deles apresentaram hipóteses novas sobre conceitos tidos até o momento como imutáveis e outros conseguiram apresentar novas abordagens sobre temas de atualidade”, comentou Prof. Angel Roberto.

O workshop contou com 22 palestras, 44 trabalhos apresentados na forma de painel, exibição de colmeias de abelhas nativas sem ferrão, estandes com produtos apícolas, e a Assembleia Anual da Seção Brasil da International Union for the Study of Social Insects.

Entre os temas abordados, ganharam destaque: “Comunicação entre membros de colônias de insetos e o estabelecimento de hierarquias”; “Nutrição, reprodução e longevidade de insetos sociais”; “Ecologia e conservação de insetos sociais”; “Morfologia e Genética do Desenvolvimento de insetos sociais”. Convidados nacionais e internacionais marcaram presença compartilhando suas pesquisas na área. Veja a programação completa. “Os estudantes de graduação e de pós-graduação, os mais numerosos no evento, puderam ter a oportunidade de interagir pessoalmente com estes pesquisadores e ficar por dentro tanto de conceitos teóricos de alto nível quanto de abordagens metodológicas, clássicas e modernas”, conta Prof. Angel Roberto. “Entre os palestrantes, a maioria esteve constituída por pesquisadores do CNPq e/ou pesquisadores vinculados a centros de excelência do exterior”, acrescenta.

De acordo com o coordenador, a troca de experiências também foi produtiva para os pesquisadores. “Ao encontrar-se num ambiente onde se discutia a biologia de insetos sociais, os pesquisadores tiveram a oportunidade de realizar sínteses, identificar fenômenos comuns e específicos e estabelecer generalizações, algo que não pode acontecer em eventos científicos mais específicos, que são restritos a um tema ou grupo de espécies em particular”, avaliou.

Na opinião da professora Lívia, o encontro foi importante por possibilitar que muitos estudantes, tanto de graduação como de pós-graduação, conhecessem pesquisadores influentes da área e suas linhas de pesquisa. “Devido ao fato de estarmos em um ambiente pequeno e de muita confraternização, ficou favorável essa troca de experiências”, disse. “Além disso, o evento foi importante para divulgar o congresso da IUSSI em 2018, onde pela primeira vez na América latina traremos pesquisadores, alunos de graduação e pós graduação de todo o mundo que estudam os insetos sociais”, completou.

Organização internacional para o estudo de insetos sociais

A IUSSI, International Union for the Study of Social Insects (www.iussi.org), é uma organização internacional para o estudo de insetos sociais, que incluem as abelhas, vespas, formigas e os cupins. Estes insetos possuem importância biológica e agronômica e, por isso, também econômica, e muitos pesquisadores do Brasil e região os tem como modelo de estudo. Anualmente, a Seção Brasileira da IUSSI organiza workshops em diferentes locais do país com o objetivo de apresentar e discutir com a sociedade e o resto da comunidade científica, os últimos avanços nas pesquisas sobre estes insetos e criar um ambiente que possibilite o surgimento de algum tipo de produção.

Pesquisadores de todo o mundo que possuem interesse em insetos sociais fazem parte de 15 seções regionais que integram a International Union for the Study of Social Insects. A IUSSI foi fundada em Amsterdam em 1951 durante um Congresso Internacional de Entomologia e, desde então, organiza congressos quadrienais em várias partes do mundo. O próximo será no Brasil em 2018, em Guarujá, São Paulo (http://www.iussi.org/meetings.html). Além disso, a IUSSI possui um renomado periódico científico, Insectes Sociaux (http://link.springer.com/journal/40), que publica resultados de pesquisas a cada quatro meses.   
 
Repercussão

O evento em Poços de Caldas ganhou destaque na mídia local, com a reportagem produzida pela TV Poços, que foi ao ar no dia 08/02. Confira abaixo:

Reportagem também disponível no portal da TV Poços, link: http://www.portalamirt.com.br/tv-pocos/workshop-insetos-sociais/

Acesse a página do evento no Facebook

Com informações e fotos: membros do Grupo de Pesquisa Biologia da Socialidade da UNIFAL-MG, organizadores do evento