Forplad participa de reunião no MEC para tratar de obras paralisadas

Current Size: 100%

Versão para impressãoEnviar por email
Referência em construção de prédios, UNIFAL-MG também foi representada

O MEC, por meio da Coordenação Geral de Planejamento e Orçamento (CGPO), reuniu em Brasília, no dia 13/12, representantes do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Planejamento e de Administração (Forplad), bem como engenheiros e arquitetos do Ministério da Educação, com o objetivo de propor encaminhamentos para as obras paralisadas nas Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Convidado pelo MEC, também esteve presente o arquiteto da UNIFAL-MG, José Mário Barbosa Alves, além do pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Desenvolvimento Institucional, Prof. Tomás Dias Sant’Ana, que é coordenador nacional do Forplad.

Na oportunidade, o MEC apresentou as bases para um novo sistema de gestão e monitoramento das obras, em fase de desenvolvimento, quando foi iniciada uma discussão sobre a padronização de construções modulares para as instituições federais de ensino.

Um dos aspectos enfatizados na abertura da reunião, conduzida pelo coordenador geral de Planejamento e Orçamento do MEC, Weber Gomes de Souza, da qual participaram também os representantes do Forplad, Nidia Majerowicz (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ)  e Tania Mara Francisco (Universidade Federal de São Paulo – Unifesp), foi o de que a temática é de Estado, devendo ser tratada de modo imparcial, em benefício da Educação Pública Federal do país. De acordo com ele, as obras paralisadas constituem um tema relevante e a sua solução permitirá amenizar muitas dificuldades das IFES, além de evitar a perda de investimentos já realizados.

Segundo o MEC, existem 742 obras em andamento e 210 obras paralisadas em 41 IFES. Durante a reunião também foi apresentada a situação das obras nas 10 IFES mais novas, em confronto com o seus quadros de engenheiros e arquitetos.

O convite para participação da UNIFAL-MG nessa reunião, na pessoa do arquiteto, José Mário, foi feito, tendo em vista o padrão de construção dos prédios da Universidade que é referenciada pela equipe de Engenharia do Ministério da Educação desde 2012, o fato de que, no momento, não há nenhuma obra paralisada na Universidade.

Com informações e foto: Coordenação do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Planejamento e de Administração (Forplad)