Morre Prof. Afrânio Caiafa de Mesquita, diretor na gestão 1985-1989

Current Size: 100%

Versão para impressãoEnviar por email
Corpo está sendo velado no auditório Dr. João Leão de Faria

Morreu nesta sexta-feira, 07/04, aos 89 anos o ex-servidor e ex-diretor geral da UNIFAL-MG, Prof. Afrânio Caiafa de Mesquita. O corpo está sendo velado na sede da Instituição, no auditório Dr. João Leão de Faria. Seu sepultamento será hoje, às 18h, em Alfenas. 

Trajetória

Formado em Farmácia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde conquistou vários prêmios da Universidade e do Diretório Central dos Estudantes oferecidos aos melhores alunos. Na formatura, foi o orador de sua turma. Sempre quis ser professor e esse seu sonho se realizou a partir de 1950. Ingressou na EFOA em 1956. Afrânio foi muito querido e admirado por seus alunos, pois além do conhecimento partilhado, sempre demonstrou carinho e amizade por todos.

Juntamente com outros nomes empreendeu grandes batalhas para que a EFOA se desenvolvesse e pudesse levar benefícios à cidade de Alfenas e região.  E para que tivesse condições de ministrar um ensino de qualidade aos jovens. Em 1985 foi nomeado Diretor da EFOA pelo presidente da República, cargo que ocupou até o ano de 1989.  Além de várias realizações, proporcionou a criação da FACEPE (Fundação de Apoio da EFOA); da ACCEL, (Associação Científica, Cultural de Esportes e Lazer) que congrega professores e técnicos. Apoiou a realização do Primeiro Concurso de Poesia; exposição de quadros; lançamento de livros e apresentações artísticas de alunos, servidores e comunidade externa. Além de prestar grandes serviços ao Conselho Regional de Farmácia. 

Professor Afrânio Caiafa de Mesquita é parte da história de Alfenas e da EFOA, hoje, UNIFAL-MG.

O reitor da Universidade Federal de Alfenas, Prof. Paulo Márcio de Faria e Silva, declara luto oficial por três dias. 

Acesse na íntegra Portaria nº 722 de 07/04/2017