Universidade Federal de Alfenas      

Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) e Suas Utilidades nos Laboratórios

 

São todos dispositivos de uso coletivo, destinados a proteger as integridades física dos trabalhadores.

 

Deve-se:

  • Usá-los apenas para a finalidade que se destina.
  • Responsabiliza-se por sua guarda e conservação.
  • Comunicar qualquer alteração que o torne impróprio para o uso.
  • Adquirir o tipo adequado a atividade do empregado.
  • Treinar o trabalhador sobre seu uso adequado.
  • Tornar obrigatório seu uso.
  • Substituí-lo quando danificado ou extraviado.

Equipamentos de Proteção Coletiva- EPC's

  • Extintores de incêndio
  • Lava-olhos
  • Capelas


EXTINTORES DE INCÊNDIO





É preciso conhecer, identificar bem o incêndio que se vai combater, antes de escolher o agente extintor ou equipamento de combate ao fogo. Um erro na escolha de um extintor pode tornar inútil o esforço de combater as chamas; ou pode piorar a situação, aumentando ainda mais as chamas, espalhando-as, ou criando novas causas de fogo (curtos-circuitos).

Os principais agentes extintores são os seguintes:

  • Água na forma líquida (jato ou neblina)

  • Espuma mecânica (a espuma química foi proibida)

  • Gases e vapores inertes (CO2, N, Vapor d ´água)

  • Pó químico

  •  

    Agentes halogenados (e respectivos alternativos)

  • Classe Exemplos de Materiais Combustíveis
    A

     

    Incêndios em materiais sólidos fibrosos, tais como: madeira, papel, tecido, etc. que se caracterizam por deixar após a queima, resíduos como carvão e cinza.


    B

     

    Incêndios em líquidos e gases inflamáveis, ou em sólidos que se liquefazem para entrar em combustão: gasolina, GLP, parafina, etc.


    C

     

    Incêndios que envolvem equipamentos elétricos energizados: motores, geradores, cabos, etc.


    D

     

    Incêndios em metais combustíveis, tais como: magnésio, titânio, potássio, zinco, sódio, etc.





 

Os incêndios, em seu início, são muito fáceis de controlar e de extinguir. Quanto mais rápido o ataque às chamas, maiores serão as possibilidades de reduzi-las e eliminá-las.

 

 

Agentes extintores

Classes de Incêndio Água Espuma Pó químico Gás carbônico (CO2)

A - madeira, papel, tecidos, etc.

Sim Sim Sim Sim
B - gasolina, álcool, ceras, tintas, etc. Não Sim Sim Sim
C- equipamentos energizados, instalações, etc. Não Não Sim Sim

Deve-se:

  1. agir com firmeza e decisão, sem se arriscar demais
  2.  manter a calma e afastar as pessoas
  3.  desligar os circúitos elétricos envolvidos
  4.  constatar não haver risco de explosão
  5.  usar o agente extintor correto
  6.  observar para que não haja reincidência dos focos

 

 

Num ambiente tomado pela fumaça, use um lenço molhado para cobrir o nariz e a boca e saia rastejando, respirando junto ao piso.
Molhe bastante suas roupas e mantenha-se vestido para se proteger.
Vendo uma pessoa com as roupas em chamas, obrigue-a a jogar-se no chão, envolva-a com um cobertor, cortina, etc.

 

 

 

LAVA-OLHOS

 

1- Em princípio, estes equipamentos devem existir em locais de manuseio de produtos químicos, em situações de maior risco de projeção ou onde houver risco maior de queimaduras por calor.


2- Enquadram-se no definido acima os seguintes locais:

  • laboratórios com manuseio de produtos químicos
  • oficinas ou áreas de manuseio de produtos químicos através de tubulações e seus acessórios.

3- Lava-olhos são equipamentos projetados de forma semelhante aos chuveiros de segurança, só que com o objetivo específico de livrar os olhos de contaminantes
 

4- É de vital importância que em áreas de manuseio de produtos químicos existam
equipamentos que proporcionem este fluxo de água, tais como: chuveiros, lava-olhos ou bisnagas.

5- Chuveiros de segurança e lava-olhos, por serem equipamentos de emergência, devem ser mantidos de forma a estarem preparados para uso imediato a qualquer instante.

6- É de responsabilidade de cada setor manter em condições de uso os chuveiros de segurança e lava-olhos em local sob sua jurisdição.

 

 

CAPELAS

 

Equipamento imprescindível onde se manuseia produtos químicos ou particulados.

Ao fazer operações nas capelas deve-se:

  • Manter as janelas com o mínimo de abertura possível.
  • Deixar na capela apenas o material a ser analisado.
  • O sistema de exaustão da capela deve ser desligado, após 10 a 15 minutos do témino dos trabalhos.

Ao iniciar um trabalho em capela, observe se:

  • O sistema de exaustão esteja operando.
  • Pisos e janelas estejam limpos.
  • As janelas estejam funcionando perfeitamente.
  • Nunca inicie trabalho que exija aquecimento, sem antes remover os produtos inflamáveis.