Universidade Federal de Alfenas      

Classe de Produtos Quimicos Perigosos

 

Classe 1- Explosivos

 

Subclasses 1.1, 1.2 e 1.3

 

Símbolo (bomba explodindo) em preto;

 

**local para indicação da subclasse;

 

*local para indicação do grupo de compatibilidade;

 

fundo em laranja;

 

número "1" no canto inferior.

 

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 1.4

*Local para indicação do grupo de compatibilidade;

fundo em laranja;

número "1" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 1.5

*Local para indicação do grupo de compatibilidade;

fundo em laranja;

número "1" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 1.6

Fundo em laranja;

números em pretos;

número "1" no canto inferior;

**local para indicação da subclasse;

*local para indicação do grupo de compatibilidade.

Fonte: Brasil (1997)

  

Classe 2- Gases

 

Gases Inflamáveis:

Símbolo (chama)

Subclasse 2.1

em preto ou branco;

fundo em vermelho;

- número "2" no canto inferior em preto ou branco.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 2.2

Gases Não-Inflamáveis, Não-Tóxicos:

Símbolo (cilindro para gás) em preto ou branco;

fundo em verde;

-número "2" no canto inferior em preto ou branco.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 2.3

Gases Tóxicos:

Símbolo (caveira) em preto;

fundo em branco;

número "2" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

 

 

Classe 3- Líquidos Inflámaveis

 

 

Símbolo (chama) em preto ou branco;

fundo em vermelho;

-número "3" no canto inferireto ou branco ou em preto.

 

Classe 4- Sólidos Inflámaveis

 

Subclasse 4.1

Sólidos inflamáveis:

Símbolo (chama) em preto;

fundo em branco com sete listras verticais vermelhas;

número "4" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 4.2

Substâncias Sujeitas a Combustão Espontânea:

Símbolo (chama) em preto;

fundo - metade superior branca, metade inferior vermelha;

número "4" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 4.3

Substâncias que, em contato com a água, emitem gases inflamáveis:

Símbolo (chama) em branco ou preto; fundo em azul

número "4" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

 

Classe 5- Substâncias Oxidantes e Peróxidos Orgânicos

 

 

Subclasse 5.1

Substâncias Oxidantes: Símbolo (chama sobre um círculo) em preto;

fundo: amarelo;

número "5.1" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 5.2

Peróxidos Orgânicos: Símbolo (chama sobre um círculo) em preto;

fundo: amarelo;

número "5.2" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

 

Classe 6- Substâncias Tóxicas e Infectantes

 

Subclasse 6.1

Substâncias Tóxicas (Venenosas) - Grupos de Embalagem I e II: Símbolo (caveira) em preto;

fundo em branco;

número "6" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 6.1

Substâncias Tóxicas (Venenosas) - Grupo de Embalagem III:

Na metade inferior do rótulo deve constar a inscrição "NOCIVO";

Símbolo (um "X" sobre uma espiga de trigo) e inscrição em preto; fundo em branco;

número "6" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

Subclasse 6.2

Substâncias Infectantes:

A metade inferior do rótulo deve conter a inscrição: "SUBSTÂNCIA INFECTANTE";

Símbolo (três meias-luas crescentes superpostas em um círculo) e inscrição em preto;

fundo em branco;

número "6" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)

 

Classe 7- Materiais Radioativos

 





Categoria I

Branco: Símbolo (trifólio) em preto;

fundo em branco;

texto em preto na metade inferior do rótulo "RADIOATIVO...", "Conteúdo..." e "Atividade...";

colocar uma barra vermelha após a palavra "Radioativo";

número "7" no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)






Categoria II

Amarela: Símbolo (trifólio) em preto;

fundo - metade superior em amarelo com bordas brancas, metade inferior em branco;

texto em preto, na metade inferior do rótulo "RADIOATIVO...", "Conteúdo"..., "Atividade"...;

em um retângulo de bordas pretas - "Índice de Transporte";

colocar duas barras verticais vermelhas após a palavra "Radioativo";

número 7 no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)






Categoria III

Amarela: Símbolo (trifólio) em preto;

fundo - metade superior em amarelo com bordas brancas, metade inferior em branco;

texto em preto, na metade inferior do rótulo "RADIOATIVO...", "Conteúdo"..., "Atividade"...;

em um retângulo de bordas pretas - "Índice de Transporte";

colocar três barras verticais vermelhas após a palavra "Radioativo";

número 7 no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)


 

Classe 8- Corrosivos

 





Símbolo (líquidos pingando de dois recipientes de vidro e atacando uma mão e um pedaço de metal) em preto;

fundo - metade superior em branco, metade inferior em preto com bordas brancas;

número "8" em branco no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)


  

Classe 9- Substâncias Perigosas Diversas

 





Símbolo (sete listras na metade superior) em preto;

fundo em branco;

número "9", sublinhado no canto inferior.

Fonte: Brasil (1997)





 

Diamante de Hommel

 

Uma outra simbologia bastante aplicada em vários países, no entanto sem obrigatoriedade, é o método do diamante de HOMMEL.

Diferentemente das placas de identificação, o diamante de HOMMEL não informa qual é a substância química, mas indica todos os riscos envolvendo o produto químico em questão.

Os riscos representados no Diamante de Hommel são os seguintes:


VERMELHO - INFLAMABILIDADE, onde os riscos são os seguintes:

4 - Gases inflamáveis, líquidos muito voláteis, materiais pirotécnicos

3 - Produtos que entram em ignição a temperatura ambiente

2 - Produtos que entram em ignição quando aquecidos moderadamente

1 - Produtos que precisam ser aquecidos para entrar em ignição

0 - Produtos que não queimam


AZUL - PERIGO PARA SAÚDE, onde os riscos são os seguintes:

4 - Produto Letal

3 - Produto severamente perigoso

2 - Produto moderadamente perigoso

1 - Produto levemente perigoso

0 - Produto não perigoso ou de risco mínimo


AMARELO - REATIVIDADE, onde os riscos são os seguintes:

4 - Capaz de detonação ou decomposição com explosão a temperatura ambiente

3 - Capaz de detonação ou decomposição com explosão quando exposto a fonte de energia

severa

2 - Reação química violenta possível quando exposto a temperaturas e/ou pressões elevadas

1 - Normalmente estável, porém pode se tornar instável quando aquecido

0 - Normalmente estável


BRANCO - RISCOS ESPECIAIS, onde os riscos são os seguintes:

OXY Oxidante forte

ACID Ácido forte

ALK Alcalino forte

Evite o uso de água

 

 




Uma observação muito importante a ser colocada quanto à utilização do Diamante de HOMMEL é que o mesmo não indica qual é a substância química em questão mas apenas os riscos envolvidos; ou seja quando considerado apenas o Diamante de HOMMEL sem outras formas de identificação este método de classificação não é completo.