Higienização das mãos com água e sabão

Clínica de Especialidades Médicas

 

HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS COM ÁGUA E SABÃO

 

  • Retirar relógios, joias e anéis das mãos e braços (sob tais objetos acumulam-se bactérias que não são removidas mesmo com a lavagem das mãos);
  • Acionar a torneira e molhar as mãos, evitando encostar-se a pia;
  • Aplicar na palma da mão quantidade suficiente de sabonete líquido para cobrir todas as superfícies das mãos;
  • Ensaboar as palmas das mãos, friccionando-as entre si;
  • Esfregar a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda entrelaçando os dedos e vice-versa;
  • Entrelaçar os dedos e friccionar os espaços interdigitais;
  • Esfregar o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta, segurando os dedos, com movimento de vai-e-vem e vice-versa;
  • Esfregar o polegar direito, com o auxílio da palma da mão esquerda, utilizando-se movimento circular e vice-versa;
  • Friccionar as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha, fazendo movimento circular e vice-versa;
  • Esfregar o punho esquerdo, com o auxílio da palma da mão direita, utilizando movimento circular e vice-versa;
  • Enxaguar as mãos, retirando os resíduos de sabonete, no sentido dos dedos para os punhos;
  • Evitar contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
  • Secar as mãos com papel toalha descartável, iniciando pelas mãos e seguindo pelos punhos;
  • Desprezar o papel toalha na lixeira para resíduos comuns.

 

Duração do Procedimento: 40 a 60 segundos

 

Momentos para higienização das mãos:

 

  • Ao chegar à clínica;
  • Quando as mãos estiverem visivelmente sujas;
  • Antes e após remoção de luvas;
  • Antes e após uso do banheiro;
  • Antes de contato com um paciente;
  • Após várias aplicações consecutivas de produto alcoólico para as mãos;
  • Antes da realização de procedimentos assépticos;
  • Após risco de exposição a fluidos corporais;
  • Após contato com um paciente;
  • Após contato com as áreas próximas ao paciente;
  • Após encerrar as atividades na clínica.

Referências para elaboração dos informes, orientações e normas