Enfermagem

 

Curso de Enfermagem, autorizado em 16/12/1976 sob o Decreto Federal No. 78.949, teve seu início em 8/3/1977 e foi reconhecido em 18/12/1979 sob a Portaria do MEC No. 1224.

 
Duração: 4,5 anos
Período: Integral       
Entrada: Anual (1º Semestre)
 Nº Vagas:40
 
AVALIAÇÕES DO MEC:
ENADE: 5/2016
CPC: 4/2016
CC: 5/2009
 
Objetivo: Formar profissional generalista com consciência crítico-reflexiva integrante da equipe multiprofissional, capaz de atuar e intervir na construção e transformação da sua própria prática, fundamentado nas reais necessidades do homem como ser individual e coletivo dentro de uma visão legal e ética da profissão; articular o ensino, a pesquisa e a extensão desde o primeiro período do curso.
 
Perfil: Enfermeiro generalista com capacidade crítica, reflexiva, humanística, com competências técnica, científica, ética, política, social e educativa, para atuar no processo de cuidar, nas práticas educativas e administrativas, na pesquisa científica em todos os níveis de atenção à saúde individual e coletiva.
 
Campo de Atuação: Hospitais, rede pública e privada de saúde, forças armadas, escolas de enfermagem.
 
Competências e Habilidades:
  • Atuar profissionalmente compreendendo a natureza humana em suas diferentes expressões e fases evolutivas;
  • Compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo o perfil epidemiológico da população;
  • Identificar as demandas para propor ações no âmbito da Enfermagem e da Saúde;
  • Incorporar a ciência e a arte do cuidar, a ética e a estética como instrumentos de interpretação e de intervenção profissional;
  • Dar respostas às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente;
  • Comprometer-se com os investimentos voltados à solução de problemas sociais;
  • Implementar projetos voltados ao processo de trabalho da Enfermagem, na Atenção à Saúde e na gerência dos serviços de saúde;
  • Estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões;
  • Desenvolver o domínio das tecnologias de informação, preservar o sigilo e a acessibilidade nas comunicações entre os profissionais da equipe de saúde e os usuários/clientes;
  • Participar dos movimentos sociais e entidades de classe das áreas da saúde e da educação;
  • Sentir-se membro do seu grupo profissional;
  • Perceber-se como responsável pela equipe de enfermagem;
  • Identificar fontes, buscar e produzir conhecimentos para o desenvolvimento da prática profissional;
  • Implementar estratégias para o trabalho em equipe, envolvendo os multiprofissionais de saúde, direcionando o foco para o cliente e a comunidade;
  • Reconhecer as relações de trabalho e sua influência na saúde;
  • Conduzir o processo de trabalho em Enfermagem para a gerência com princípios éticos e políticos, buscando a resolutividade, tanto para as questões individuais como coletivas, em todos os âmbitos de atenção à saúde e da atuação profissional;
  • Buscar sua constante capacitação e atualização.
  • Reconhecer-se como sujeito no processo de formação de recursos humanos;
  • Planejar, implementar e participar de Programas de Educação Continuada na rede de serviços de saúde;
  • Agir, profissionalmente, articulando Saúde e Educação como conexões inerentes ao cotidiano de seu trabalho;
  • Compor coletivamente, a criação de metodologias que gerem, desenvolvam e divulguem pesquisas e outras formas de produção do conhecimento relativo à sustentação e renovação das práticas profissionais na assistência, na gerência, na educação e na inovação da iniciação científica.

Coordenadora do Curso de Enfermagem
Profa. Dra. Cristiane Aparecida Silveira Monteiro
Telefone: (35)3701-9471
cristiane.monteiro@unifal-mg.edu.br
Currículo Lattes