UNIFAL-MG abre mais de 1.000 vagas para cursos de pós-graduação no Programa Trilhas do Futuro – Educadores; iniciativa é resultado de uma parceria com o governo de Minas que visa promover a formação continuada de servidores da rede estadual

A UNIFAL-MG é uma das instituições de ensino superior participantes do programa “Trilhas do Futuro – Educadores”, lançado pelo governo de Minas Gerais, com o objetivo de promover a formação continuada, a capacitação e o aperfeiçoamento profissional de servidores da Educação do estado. São mais de 40 mil vagas ofertadas em cursos de pós-graduação lato sensu (especialização e MBA) e stricto sensu (mestrado e doutorado) em instituições de ensino superior públicas e privadas.

Pelo programa, a UNIFAL-MG vai oferecer 1.065 vagas em cinco cursos de pós-graduação: quatro especializações e um mestrado, nas modalidades a distância e presencial.

Segundo o reitor, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, participar do programa Trilhas do Futuro – Educadores é uma oportunidade de proporcionar uma formação continuada qualificada aos profissionais da rede estadual de ensino. “É uma parceria muito importante que nos alegra por mais de um motivo. Em primeiro lugar, termos nossos projetos aprovados sinaliza para a qualidade dos nossos cursos, da oferta de nossa Universidade; e, em segundo, porque ao participar desse programa, levamos a qualidade de nossas pesquisas e do nosso ensino para os colegas da rede estadual”, comenta.

As inscrições vão até o dia 23/05. Os interessados podem realizar o cadastro pelo site do programa em: trilhaseducadores.mg.gov.br. Neste endereço, o profissional deverá, inicialmente, informar documento e data de nascimento e, em seguida, informar as opções de curso.

Conheça os cursos da UNIFAL-MG no programa: 
  1. Didáticas e metodologias participativas na construção da prática pedagógica
    Objetivo:
    refletir sobre os processos de ensinar e aprender, contextualizando o cotidiano dos estudantes e professores, já em exercício, que serão reconhecidos como profissionais que portam saberes e fazeres de uma prática real tendo como eixo central a participação como elemento que articula as propostas didáticas e metodológicas na construção de uma prática pedagógica alicerçada no desenvolvimento de investigações com uso de ferramentas da pesquisa e da tecnologia. 

  2. Modelagem em Matemática/Estatística na Educação
    Objetivo: ser uma oportunidade para os professores de matemática atualizarem seus conhecimentos, além de serem convidados a refletir/discutir/aprender formas de potencializar a aprendizagem dos conteúdos trabalhados nas escolas. Trata-se de um curso que visa, por um lado, revisar conceitos importantes, inclusive os de estatística (que nem sempre estiveram presentes na formação destes profissionais); e, por outro lado, trabalhar a modelagem matemática/estatística como uma ferramenta para aproximar os conceitos matemáticos do cotidiano dos alunos.

  3. Neurociências aplicadas à Educação
    Objetivo: integrar conteúdo da área da neurociência e da educação e proporcionar estudos de neurobiologia do sistema nervoso e das implicações psicossociais, éticas, estéticas e afetivas, a fim de potencializar a formação permanente de profissionais da educação e saúde, principalmente professores da Educação Básica, buscando a atualização e ampliação dos saberes da neurociência e suas descobertas com e para a educação.

  4. Ensino de Sociologia e Projeto de Vida
    Objetivo: possibilitar o estudo sobre o ensino dos componentes curriculares Sociologia e Projeto de Vida na Educação Básica, bem como desenvolver estudos para apropriação de conhecimentos especializados sobre a Sociologia e Projeto de Vida na perspectiva do ensino-aprendizagem, promover a compreensão acerca do percurso do ensino dessas áreas, estimular o estudo sobre métodos e processos de elaboração de metodologias de ensino-aprendizagem, estimular o uso crítico e eficaz de recursos e materiais para dinâmicas do ensino de Sociologia e Projeto de Vida na Educação Básica, entre outros. 
    Acesse outras informações do curso em: Ensino de Sociologia e Projeto de Vida

  5. Gestão Pública e Sociedade
    Objetivo: formar recursos humanos por meio de atividades de ensino, pesquisa e extensão abrangendo as múltiplas interações entre os setores público, privado e sociedade; busca formar profissionais de elevado nível acadêmico (formação apoiada num arcabouço científico sólido, no pensamento crítico e em saberes significativos para os atores envolvidos e para aqueles impactados pelo processo de conhecimento) com capacidade para atuar em diversas organizações públicas e privadas e segmentos da sociedade; e contribuir para a formação dos quadros profissionais do serviço público.

Quem pode participar?

A oportunidade é destinada a servidores da Secretaria de Estado de Educação com graduação em licenciatura, bacharelado ou superior tecnológico, ocupantes de cargo efetivo e estável das carreiras de:

  • Professor de Educação Básica (PEB);
  • Especialista em Educação Básica (EEB);
  • Analista Educacional (ANE) / Analista Educacional/Inspetor Escolar (ANEI);
  • Analista de Educação Básica (AEB);
  • Técnico da Educação (TDE);
  • Assistente Técnico de Educação Básica (ATB);
  • Assistente de Educação (ASE).

Conforme regras do programa, para participar é necessário que o servidor esteja em exercício na Unidade Central, Superintendências Regionais de Ensino ou unidade escolar da SEE, entre outros.

Os profissionais que participarem do projeto deverão se comprometer em continuar prestando serviço para a SEE durante um período de três anos. Além disso, está previsto o ressarcimento ao Estado do valor correspondente ao financiamento do curso, nos casos de desistência ou evasão, após início do curso; desempenho insatisfatório ou reprovação; exoneração do cargo efetivo da SEE/MG, durante o período do curso ou após o seu término, sem cumprir a contraprestação.

Para mais informações, acesse o Manual do Candidato ou Perguntas e Respostas que esclarece dúvidas a respeito da participação nos cursos.