Monitoramento de casos de Covid-19 na região sul de Minas

Boletim nº 16 – 31 de julho de 2020

Na semana entre 24 e 31/07:

Confirmações, óbitos e ativos

  • 05 localidades apresentaram as primeiras confirmações. Atualmente 136 municípios Sul Mineiros possuem acumulados de confirmações, ou seja, 93,1% da região.
  • Houve um aumento de 1.913 novas confirmações em uma semana, a soma total de casos confirmados chega a 8.986. Destes, 214 vieram a óbito, um aumento de 54 registros em relação à semana anterior, e 6.568 se recuperaram, sendo assim no dia 31, 2.204 pessoas estavam com a doença ativa no organismo, maior valor já registrado desde o início da pandemia.
Incidência
  • Nota-se que os maiores valores de taxa de incidência estão concentrados nos municípios do eixo Itajubá/Pouso Alegre e Extrema/Pouso Alegre. As concentrações também se estendem nos eixos Pouso Alegre/Alfenas e Varginha/Alfenas, e continuam em crescimento nos municípios que fazem contato com o estado de São Paulo.
Letalidade
  • A letalidade representa os óbitos pela Covid-19 em relação às contaminações, pesquisas apontam que a letalidade da doença pode variar de 0,5 a 3%, qualquer valor que extrapola estes, pode sugerir uma subnotificação dos casos, quando este não é um caso importado. Na semana do dia 31, os municípios de Arantina e Conceição da Aparecida se destacaram com altas taxas de letalidade.
Mortalidade
  • A taxa de mortalidade é capaz de mostrar a proporção de pessoas que vêm a óbito em relação à população. Para o cálculo, utiliza-se a base de 100.000 habitantes. Na semana do dia 31, letalidades expressivas se concentravam-se no eixo Alfenas/Pouso Alegre e Poços de Caldas/Alfenas.
Boletins Municipais
  • A correlação dos dados tabulados no dia 31 pela Secretaria do estado de Minas Gerais e dos dados emitidos pelos boletins das prefeituras municipais aponta uma divergência em 40 dos 136 municípios com casos confirmados. Com 109 casos confirmados e 07 óbitos a mais do que os informados pela Secretaria do estado naquele dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 9.095 infecções e 221 óbitos.

 

Fonte: Base de dados da Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais,
Brasil IO e Boletins epidemiológicos municipais. Acesso em 31/07/2020 e 01/08/2020.
Casos recuperados
Taxa de mortalidade
Taxa de letalidade
Taxa de incidência

 

Boletim nº 15 – 24 de julho de 2020

Na semana entre 17 e 24/07:

Confirmações, óbitos e Ativos

  • 03 localidades apresentaram as primeiras confirmações. Atualmente, 131 municípios sul-mineiros possuem acumulados de confirmações, ou seja, 89,1% da região.
  • O total de casos confirmados chega a 7.073. Destes, 160 vieram a óbito e 5.027 se recuperaram, sendo assim, no dia 24, 1.931 pessoas estavam com a doença ativa.

Incidência

  • Nota-se um aumento nos valores das taxas de incidência nos municípios entre Alfenas/Poços de Caldas, e Guaxupé/Cássia.
Letalidade
  • A letalidade representa os óbitos pela Covid-19 em relação às contaminações, pesquisas apontam que a letalidade da doença pode variar de 0,5 a 3%, qualquer valor que extrapola estes, pode sugerir uma subnotificação dos casos quando este não é importado. Na semana do dia 24, alguns municípios se destacaram com altos valores de letalidade, são eles: Baependi e Carvalhos.
Mortalidade
  • A taxa de mortalidade é capaz de mostrar a proporção de pessoas que vêm a óbito em relação à população do município. Para o cálculo, utiliza-se a base de 100.000 habitantes. Na semana do dia 24 se destacam com crescentes índices os municípios de Botelhos, Campestre, Poço Fundo e Carvalhos.
Boletins Municipais
  • A correlação dos dados tabulados no dia 24 pela Secretaria do estado de Minas Gerais e dos dados emitidos pelos boletins das prefeituras municipais aponta uma divergência em 51 dos 131 municípios com casos confirmados. Com 161 casos confirmados e 04 óbitos a mais do que os informados pela Secretaria do estado naquele dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 7.234 infecções e 164 óbitos.
Fonte: Base de dados da Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais,
Brasil IO e Boletins epidemiológicos municipais. Acesso em 24/07/2020 e 25/07/2020.

 

 

Casos recuperados
Taxa de mortalidade
Taxa de letalidade
Taxa de incidência

 

Boletim nº 14 – 17 de julho de 2020

Confirmações, Óbitos e Ativos

Na semana entre 07 e 17/07:
  • 02 localidades apresentaram as primeiras confirmações. Atualmente 128 municípios Sul Mineiros possuem acumulados de confirmações, ou seja, 87,6% da região.
  • Houve um aumento de 1.152 novas confirmações em uma semana, a soma total de casos confirmados chega a 5.306. Destes 134 vieram a óbito, um aumento de 22 casos em relação à semana anterior.
  • Deste total de 5.306 casos, 3.716 se recuperaram, sendo assim, no dia 17, 1.456 pessoas estavam com a doença ativa no organismo, maior valor já registrado desde o início da pandemia.
Incidência
  • Nota-se um aumento nos valores das taxas de incidência nos municípios do eixo Itajubá/Pouso Alegre, tal tendência pode ser observada na distribuição espacial destas taxas.
  • As concentrações também se estendem nos eixos Pouso Alegre/Alfenas e Varginha/Alfenas, e continuam em crescimento nos municípios que fazem contato com o estado de São Paulo, como Passa Quatro e Guaxupé.
Letalidade
  • A letalidade representa os óbitos pela Covid-19 em relação às contaminações, pesquisas apontam que a letalidade da doença pode variar de 0,5 a 3%, qualquer valor que extrapola estes, pode sugerir uma subnotificação dos casos.
  • Na semana do dia 17, alguns municípios se destacaram com altos valores de letalidade, são eles: Alpinópolis, Capitólio e Gonçalves.
Mortalidade
  • A taxa de mortalidade é capaz de mostrar a proporção de pessoas que vêm a óbito em relação à população. Para o cálculo, utiliza-se a base de 100.000 habitantes.
  • Na semana do dia 17 as maiores letalidades concentravam-se no eixo Extrema/Pouso Alegre.
Boletins Municipais
  • A correlação dos dados tabulados no dia 17 pela Secretaria do estado de Minas Gerais e dos dados emitidos pelos boletins das prefeituras municipais aponta uma divergência em 43 dos 129 municípios com casos confirmados. Com 176 casos confirmados a mais do que os informados pela secretaria do estado naquele dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 5.482 infecções e 134 óbitos.
Fonte: Base de dados da Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais,
Brasil IO e Boletins epidemiológicos municipais. Acesso em 17/07/2020 e 18/07/2020.

 

Localização dos municípios
Casos confirmados
Óbitos
Casos recuperados

 

Taxa de mortalidade
Taxa de letalidade
Taxa de incidência
Distribuição espacial

 

Boletim nº 13 – 11 de julho de 2020
Na semana entre 03 e 11/07:
  • 07 localidades apresentaram as primeiras confirmações. Atualmente 126 municípios Sul Mineiros possuem acumulados de confirmações, ou seja, 86,3% da região.
  • Houve um aumento de 881 novas confirmações em uma semana, a soma total de casos confirmados chega a 4.154. Destes, 112 vieram a óbito, um aumento de 24 casos em relação à semana anterior.
  • Deste total de 4.154 casos, 3.094 se recuperaram, sendo assim, o número de casos ativos no dia 10 era de 948.
  • A distribuição espacial das taxas de incidência mostra que as maiores concentrações continuam próximas à região metropolitana de São Paulo, no eixo da Fernão Dias entre Extrema e Pouso Alegre, e começa a se elevar no trecho entre Alfenas e Varginha.
A correlação dos dados tabulados no dia 19 pela secretaria do estado de Minas Gerais e dos dados emitidos pelos boletins das prefeituras municipais mostra divergência em 37 dos 126 municípios com casos confirmados. Com 133 casos confirmados e 5 óbitos a mais dos que informava secretaria do estado naquele dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 4287 infecções e 117 óbitos.

 

Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos

 

Boletim nº 12 – 03 de julho de 2020

Na semana entre 26 e 03/07:

  • 5 localidades apresentaram as primeiras confirmações da doença. Atualmente, 119 municípios do sul de Minas Gerais possuem acumulados de confirmações, isto é, 80,9% da região.
  • Houve um aumento de 618 novas confirmações em uma semana. A soma total de casos confirmados chega a 3273. Destes, 88 vieram a óbito, um aumento de 13 casos em relação à semana anterior.
  • Do total de 3273 casos, 2398 se recuperaram. Sendo assim, o número de casos ativos no dia 03/07 era de 949.
  • Nota-se que a incidência dos casos começa a se elevar nos municípios próximos ao Vale do Paraíba paulista, bem como no eixo entre os municípios de Alfenas e Varginha.
  • Quando se analisa a distribuição espacial das taxas de incidência, percebe-se que as maiores concentrações ainda estão próximas à região metropolitana de São Paulo, no eixo da Fernão Dias entre Extrema e Pouso Alegre.

A correlação dos dados tabulados no dia 19, pela secretaria do estado de Minas Gerais, e dos dados emitidos pelos boletins das prefeituras municipais mostra divergência em 43 dos 119 municípios com casos confirmados. Com 181 casos confirmados e 3 óbitos a mais dos que informava secretaria do estado naquele dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 3454 infecções e 91 óbitos.

Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos
Fonte: Base de dados da Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais e Brasil IO. Acesso em 03/07/2020 e 04/07/2020
Boletim nº 11 – 26 de junho de 2020

Na semana entre 19 e 26/06:

  • Na semana entre 19 e 26/06, 8 localidades apresentaram as primeiras confirmações da doença. Atualmente, 114 municípios sul-mineiros possuem acumulados de confirmações, isto é, 77,5% da região.
  • Houve um aumento de 663 novas confirmações em uma semana, novo recorde de contaminações semanais: o total de casos chega a 2655. Destes, 75 evoluíram para óbito, um aumento de 16 casos em relação à semana anterior.
  • Na última semana, a base de dados da Secretaria de Saúde de Minas Gerais estava em manutenção. Deste modo, não foi possível obter os valores de casos ativos e recuperados.
  • Nota-se um aumento nos valores da taxa de incidência em Borda da Mata, Botelhos, Campos Gerais, Cristina, Delfinópolis e Guaranésia.
  • Quando se analisa a distribuição espacial das taxas de incidência, percebe-se que as maiores concentrações estão nas proximidades à região metropolitana de São Paulo, no eixo da Fernão Dias entre Extrema e Pouso Alegre, contudo existe, também, um aumento nos eixos entre Alfenas e Pouso Alegre, Boa Esperança e Varginha.

Correlacionando os valores tabulados no dia 19, pela Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais e pelas prefeituras municipais através dos boletins locais, percebem-se divergências em 35 dos 114 municípios com casos confirmados. Com 125 casos confirmados e 1 óbito a mais dos que informava a Secretaria de Saúde do estado de Minas Gerais neste dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 2780 infecções e 76 óbitos.

Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos
Taxa de letalidade
Taxa de mortalidade
Fonte: Base de dados da Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais e Brasil IO. Acesso em 26/06/2020 e 27/06/2020
Boletim nº 10 – 19 de junho de 2020

Na semana entre 12 e 19/06:

  • 04 localidades apresentaram as primeiras confirmações da doença. Atualmente, 106 municípios sul-mineiros possuem acumulados de confirmações, isto é, 73,6% da região.
  • Houve um aumento de 378 novas confirmações em uma semana, representando mais um recorde de contaminações, o montante de casos chega a 1.992. Destes, 59 evoluíram para óbito, um aumento de 10 casos em relação à semana anterior.
  • Deste total de 1.992 casos, 1274 se recuperaram, sendo assim, o número de casos ativos é de 681.
  • Nota-se um aumento nos valores da taxa de incidência em Piranguinho e Pratápolis.
  • Quando se analisa a distribuição espacial das taxas de incidência, percebe-se que as maiores concentrações ainda se encontram nas proximidades à região metropolitana de São Paulo, no eixo da Fernão Dias entre Extrema e Pouso Alegre.

Correlacionando os valores tabulados no dia 19 pela Secretaria do Estado de Minas Gerais e pelas prefeituras municipais por meio dos boletins locais, percebe-se divergências em 48 dos 106 municípios com casos confirmados. Com 160 casos confirmados e 4 óbitos a mais dos que informava a Secretaria do Estado neste dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 2.152 infecções e 63 óbitos. Veja aqui

 

Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos
Taxa de letalidade
Casos recuperados

 

Boletim nº 09 –  12 de junho de 2020

Na semana entre 05 e 12/06:

  • 06 localidades apresentaram as primeiras confirmações da doença. Atualmente 102 municípios Sul Mineiros possuem acumulados de confirmações, isto é, 69,3% da região.
  • Houve um aumento de 366 novas confirmações em uma semana, representando mais um recorde de contaminações, o montante de casos chega a 1614. Destes 49 evoluíram para óbito, um aumento de 10 casos em relação à semana anterior.
  • Deste total de 1614 casos, 1009 se recuperaram, sendo assim, o número de casos ativos é de 599.
  • Nota-se um aumento nos valores da taxa de incidência em Carmo do Rio Claro, e Passa Quatro.
  • Quando se analisa a distribuição espacial das taxas de incidência, percebe-se que as maiores concentrações estão próximas à região metropolitana de São Paulo, no eixo da Fernão Dias entre Extrema e Pouso Alegre.
  • Ao analisar os boletins municipais do dia 12, percebe-se houve divergências em 33 municípios. Com 99 casos confirmados e 2 óbitos a mais dos que informava secretaria do estado neste dia, os dados dos boletins municipais apontam um montante de 1746 infecções e 51 óbitos.

Taxa de infectados

Distribuição espacial da incidência

Casos confirmados

Óbitos

Taxa de letalidade

Casos recuperados

 

Boletim nº 08 – 05 de junho de 2020

Na semana do dia 29/05 a 05/06:

  • 05 localidades apresentaram as primeiras confirmações da doença, com isso 96 municípios Sul Mineiros que já possuem casos confirmados, isto é, 65,3% da região
  • Houve um aumento de 300 novas confirmações em uma semana, o montante de casos chega a 1248. Destes 39 evoluíram para óbito, um aumento de 10 casos em relação à semana anterior. Estiva, Monte Sião e Munhoz apresentaram os primeiros óbitos por Covid-19.
  • Do total de 1248 casos, 763 já se recuperaram, sendo assim, o número de casos ativos é de 473. Assim como na semana anterior, foram tabulados os dados dos boletins municipais, espelhando com os dados repassados pela secretaria estadual, no dia 5 houve divergência em 38 municípios, estar divergências representam 150 casos confirmados e 4 óbitos a mais dos que tabulamos com a planilha da secretaria do estado.
  • Os valores da taxa de incidência correspondem à proporção de infectados nos municípios em função da população destes. O parâmetro de calculo utilizado é o de 100 mil habitantes. Dentro desta categoria, nota-se um aumento nos valores dessa taxa em Carmo da Cachoeira, Cruzília, Itapeva e Itajubá, quando comparados os dados da semana anterior.
  • Quando se analisa a distribuição espacial das taxas de incidência, percebe-se que as maiores concentrações localizam-se nas proximidades com a região metropolitana de São Paulo, no eixo da Fernão Dias entre Extrema e Pouso Alegre.
Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos
Casos recuperados

 


Boletim nº 07 – 29 de maio de 2020

Na semana do dia 22 a 29/05:

  • 08 novos municípios apresentaram as primeiras confirmações da doença, portanto, 92 municípios já possuem casos confirmados, representando 62,5% dos municípios da região.
  • Houve um aumento de 294 novas confirmações de Covid-19 no sul de Minas, representando maior salto de confirmações desde o início da pandemia, o montante de casos agora é de 948 casos em toda a região.
  • Destes 948 casos, 29 evoluíram para óbito, um aumento de 2 em relação à semana anterior.
  • Dos 948 casos acumulados, 515 já se recuperaram da doença, e dentro desta última semana 149 pessoas foram dadas como curadas, sendo assim, 404 pessoas estão com a doença ativa.

Os valores de incidência de infecção correspondem à proporção de infecções nos municípios em função da população destes. O parâmetro de cálculo utilizado é o de infecções por 100 mil habitantes. Em relação à semana anterior, percebe-se um aumento dos valores nos municípios de Monte Sião, Itamonte e Guaxupé. Analisando a distribuição espacial da taxa de incidência por Covid-19 no sul de Minas, é possível observar que os maiores valores concentram-se nas proximidades com a região metropolitana de São Paulo.

Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos
Casos recuperados

 

Boletim nº 06 – 22 de maio de 2020
Na semana do dia 15 ao dia 22/05:
  • 11 novos municípios apresentaram as primeiras confirmações de Covid-19, portanto, agora 83 da região apresentam ou já apresentaram manifestações da doença, 56% da região.
  • Houve um aumento de 162 casos em relação à semana anterior. O acumulado de confirmações chega a 649 casos.
  • Destes 649 casos, 27 evoluíram a óbito. Dentro desta semana 3 óbitos foram confirmados na região, Andradas e Jacutinga tiveram seus primeiros registros.
  • Quando observa-se os dados referentes à taxa de incidência de Covid-19, nota-se que os valores proporcionais a 100.000 habitantes se elevam nos municípios de Andrelândia, Boa Esperança, Córrego do Bom Jesus, Guaxupé e Muzambinho.

Em toda a região, 362 pessoas já estão curadas da doença. Foram 119 casos recuperados no intervalo de tempo deste boletim, portanto, até a última sexta (22/05) existiam 261 casos ativos em todo o Sul de Minas.

Taxa de infectados
Distribuição espacial da incidência
Casos confirmados
Óbitos
Casos recuperados

 


Boletim nº 05 – 15 de maio de 2020
Na semana do dia 08 a 15/05:
  • 24 novos municípios apresentaram as primeiras confirmações da doença, com isso 72 municípios já possuem casos confirmados, representando 49,3% dos municípios da região.
  • Houve um aumento de 162 novas confirmações de Covid-19 no Sul de Minas, o montante de casos, portanto, já foram confirmados 486 casos em todo o Sul de Minas. Destes 490 casos, 28 evoluíram para óbito, um aumento de 10 casos quando comparado à semana anterior que possuía 28 óbitos confirmados.
  • Itanhandu, Boa Esperança, Caxambu, Itajubá e Itapeva apresentaram em registro seus primeiros óbitos pela doença, com um destaque a Itanhandu que em uma única semana saltou de 0 a 4 óbitos.
  • Os valores de taxa de infecção correspondem à proporção de infecções nos municípios em função da população destes. O parâmetro de cálculo utilizado é o de infecções por 100 mil habitantes. Nota-se um aumento nos valores de taxa de infecção ao norte da região, nos municípios próximos a Guapé. A mesma consideração vale para os municípios de Paraguaçu, Elói Mendes, Andrelândia, Brasópolis, São Vicente de Minas e Wenceslau Braz.

Nesta última semana, a Secretaria Estadual de Minas retirou de sua base de dados os casos suspeitos de Covid-19, sendo assim, não conseguiremos mais ter acesso à esses dados para realizar os mapeamentos nesta categoria.

 


Boletim nº 04 – 08 de maio de 2020
Na semana do dia 01 a 08/05 houve um aumento de 108 casos confirmados de Covid-19 no Sul de Minas:
  • 9 municípios tiveram as primeiras confirmações da doença, são eles: Alpinópolis, Brasópolis, Elói Mendes, Licínia, Itaú de Minas, Lambari, São Vicente de Minas, Piranguçu e Wenceslau Braz.
  • O acumulado de confirmações da Covid-19 no Sul de Minas (Casos ativos + Óbitos) chega a 324.
  • Os total de óbitos cresce de 13 para 18 casos nesta semana, Toledo e Bueno Brandão tiveram seus primeiros registros.
  • Verificou-se a notificação de 2.198 casos suspeitos em uma semana, o montante de suspeitos nesta semana passou a 8.346 casos.

 


Boletim nº 03 – 01 de maio de 2020

Na semana do dia 27/04 a 01/05:

  • 13 municípios do Sul de Minas confirmaram os primeiros casos de Covid-19, sendo eles: Alterosa, Bom Repouso, Bueno Brandão, Divisa Nova, Espírito Santo do Dourado, Itamonte, Muzambinho, Poço Fundo, Santa Rita do Sapucaí, São Gonçalo do Sapucaí, São João Batista do Glória, Senador José Bento e Três Corações.
  • Os números oficiais de óbitos passaram de 11 para 14 em uma semana na região. Capitólio e São João Batista do Glória apresentaram os primeiros óbitos por Covid-19.
  • 86 novos casos foram confirmados, totalizando 218 casos ativos da doença.
  • 1.459 casos suspeitos foram notificados, agora são 7258 casos suspeitos em todo o Sul de Minas.

 


Boletim nº 02 – 24 de abril de 2020

Na semana do dia 17 ao dia 24/04, 639 casos suspeitos de Covid-19 foram descartados:

  • 06 municípios do sul de Minas apresentaram as primeiras confirmações, são eles: Arceburgo, Carmo da Cachoeira, Estiva, Ouro Fino, São Thomás de Aquino e Três Pontas.
  • 34 novos casos foram confirmados na região, o total de casos ativos é de 132.
  • Os municípios de Alagoa, Caldas e Itamonte deixaram de apresentar casos confirmados, indicando a cura de 8 indivíduos.
  • 5 municípios apresentaram novos casos de óbito, o total de mortes subiu de 4 para 11 casos em uma semana.

 


Boletim nº 01 – 17 de abril de 2020

 


 

O monitoramento de casos no sul de Minas é feito por estudantes do curso de Geografia da UNIFAL-MG,
que integram a empresa júnior Geoativa Jr. – Atividades e Soluções,
sob a tutoria do professor Rodrigo Pisani, coordenador do curso de Geografia – Bacharelado e
vice-diretor do Instituto de Ciências da Natureza (ICN).
Acompanhe os boletins também pela página da GeoAtiva no Facebook.
Conheça o projeto

Copy link
Powered by Social Snap