Linhas de pesquisa

1. Estado, sociedade e movimentos sociais

As tensões e conflitos existentes na interface entre o público e o privado são definidoras e reveladoras da conformação dos espaços, das relações sociais, suas trajetórias e da própria construção das narrativas de Estado e sociedade. Esta linha de pesquisa se dedica ao estudo e à produção de conhecimento sobre configurações e mudanças no Estado e suas respectivas relações com a sociedade. A construção do Estado Nacional bem como as diversas reformas do aparelho de Estado podem servir como pano de fundo à compreensão das dinâmicas sociais conflitos e ao tratamento da questão social, cujos diagnósticos são apresentados tanto por governos quanto por movimentos sociais. Nesse sentido, busca-se investigar tanto aspectos internos pontuais inerentes às organizações estatais e não-estatais, como também aspectos culturais e políticos em perspectiva histórico-social. Desse modo, a linha se propõe a construir embasamentos teóricos a respeito de uma diversidade de dinâmicas sociais, englobando estudos sobre as mutações do trabalho, os trabalhadores, as formas de organização coletiva, as relações de poder nos níveis infra e supra estruturais (incluindo-se aqui relações de gênero e raciais), a produção de lugares identitários e de espaços sociais e/ou de territórios urbanos e rurais, as práticas sociais discursivas, as formas e dinâmicas culturais e os aspectos subjetivos e psicossociais do indivíduo. Esta forte relação entre a gestão pública e a sociedade pressupõe uma perspectiva de pesquisa crítica e interdisciplinar, colocando em diálogo os campos do saber da Administração e Administração Pública, das Ciências Sociais (Sociologia, Antropologia e Ciência Política) e da Psicologia Social.

 

2. Gestão, Instituições e Políticas Públicas

A ação estatal na promoção do desenvolvimento econômico e social tem passado por transformações nos últimos anos. A ampliação do espaço de atuação conjunta com o setor privado, incluídas aí outras organizações sociais, apresenta a necessidade de se refletir tanto de maneira teórica como aplicada sobre a inter-relação entre o setor público e o setor privado. Nesse sentido, esta linha de pesquisa enfatiza o estudo da gestão pública, entendida também como exercício do poder estatal, especificamente em sua relação com o setor privado, ou seja, questões associadas a temas como gerenciamento, redes sociais, negociação, cultura e ética. Articulado a isso, analisa o papel das instituições na relação entre o setor público e privado e suas implicações para o desenvolvimento econômico e social. A partir desse quadro estruturante, estuda a formulação e execução de políticas públicas em interface com o setor privado, buscando refletir sobre as complementaridades e os conflitos da ação pública e privada.

Atualizado em 22/03/2018.