Áreas De Concentración

Físico-Química

 

      Nesta área os enfoques principais serão na área de eletrocatálise; estudo fenômenos de adsorção; estudo físico-químico de macromoléculas com ênfase em cinética e estabilidade conformacional de enzimas e estabilidade termodinâmica de proteínas; estudo dos mecanismos de formação e ação patofisiológica de oxidantes radicais livres e desenvolvimento de biomarcadores; cristalografia aplicada ao estudo de líquidos e sólidos cristalinos e amorfos; química computacional.

 

Química Analítica

 

      Nesta área será dada ênfase ao desenvolvimento de metodologias espectroanalíticas e eletroanalíticas, contemplando as técnicas espectométricas de absorção atômica e molecular, bem como técnicas voltamétricas e amperométricas. Cabe salientar que, além das duas áreas referidas, sistemas de extração/pré-concentração fazendo uso de sistemas mecanizados e/ou automatizados em fluxo poder-se-ão investigados. Os principais analitos a serem estudados são aqueles de interesse ambiental, farmacêutico, alimentício e clínico.

 

Química Inorgânica

 

     Nesta área será dada ênfase à síntese e caracterização física, química, biológica e estrutural de novas espécies químicas com potencialidades farmacológicas e/ou catalíticas, bem como a preparação de materiais vítreos e vitrocerâmicos com propriedades ópticas e materiais cerâmicos com propriedades elétricas. As principais técnicas que serão utilizadas para a caracterização destes materiais serão a difração de raios X de monocristal e pelo método do pó, análise térmica, RMN, análise elementar (CHN), técnicas espectroscópicas de infravermelho, Raman e ultravioleta-visível assim como técnicas de absorção de raios X (XANES, EXAFS). Além destes estudos, as propriedades espectroscópicas de lantanídeos incorporados em sólidos, como sondas estruturais e amplificadores de luz também serão investigadas.

 

Química Orgânica

 

     Nesta área será enfatizada a pesquisa em produtos naturais e química medicinal. O estudo fitoquímico e bioprospectivo de espécies vegetais terá por objetivo a busca por novos metabólitos secundários bioativos, com potencial terapêutico e estudo quimiotaxonômico, utilizando técnicas modernas de fracionamento químico e cromatografia, visando à identificação e determinação estrutural por RMN, IV, UV, massas, CG-MS-MS, polarimetria, dentre outras. A pesquisa em química medicinal enfocará o emprego de novas técnicas de planejamento e síntese de novos protótipos de candidatos a fármacos, como hibridação molecular, bioisosterismo, planejamento baseado em estudos computacionais, estudo de relação estrutura-atividade, otimização de protótipos ativos sintéticos e de origem natural, buscando, além disso, o desenvolvimento de novos candidatos a fármacos que representem inovação tecnológica e/ou terapêutica como anti-inflamatórios, analgésicos, inibidores de acetilcolinesterase, antitrombóticos, antiasmáticos, antimicrobianos, além do interesse por doenças tropicais negligenciadas.