Conjurações e revoltas no Brasil Colonial

Aqui você encontra um rico acervo para preparar suas aulas sobre Conjurações e revoltas no Brasil Colonial.

Como baixar os arquivos para preparar suas aulas?

Clique sobre a imagem do arquivo e ela será ampliada. Em seguida, basta clicar com o botão direito do mouse sobre a imagem ampliada e escolher a opção Salvar Imagem em ou Salvar imagem como. Em tablets e smartphones basta pressionar o dedo sobre a imagem ampliada e segurar por alguns segundos até aparecer a opção Salvar imagem. Bom trabalho!


Neste trecho, João Pinto Furtado propõe uma revisão da interpretação já consagrada de que a Inconfidência Mineira lutava por uma República democrática e igualitária.

Sugerido pela Equipe REMADIH em 28/11/2019.

 

 

 

 

 


 

No trecho a seguir, o historiador João Pinto Furtado refuta a ideia de que os inconfidentes mineiros tenham se inspirado no movimento de Independência das treze colônias britânicas na América do Norte e, por conseguinte, que visavam implementar o mesmo modelo de República no Brasil.

Sugerido pela Equipe REMADIH em 28/11/2019.

 

 

 

 


 

Neste trecho, Sérgio Buarque de Holanda sugere que a maioria das conjurações e revoltas ocorridas entre o século XVI e o início do século XIX não possuíam a intenção de proporem a separação em relação à metrópole portuguesa.

Sugerido pela Equipe REMADIH em 28/11/2019.