Submissão de Artigos Científicos

PROROGAÇÃO DO PRAZO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS!!

Novo Prazo dia 22 de Outubro de 2021!!!

Nesta edição, as submissões serão no formato de artigo completo e acontecerão de 12 de julho a 12 de outubro de 2021.

Os trabalhos completos devem possuir um limite de 12 páginas, incluindo título, dados iniciais dos autores, texto, figuras, tabelas e referências bibliográficas.

Os artigos submetidos devem seguir este template fornecido pela comissão organizadora, o qual contempla as normas de estruturação e formatação.

As submissões devem ser realizadas via Sistema CAEX (Controle de Ações da Extensão) da UNIFAL-MG.

Informamos ainda, conforme definido pela comissão científica do evento, um limite de submissão de 3 artigos por pessoa, sendo um como primeiro autor(a) e outros dois figurando como coautores.

Por fim, salientamos que os artigos devem ter número igual ou inferior a cinco autores, portanto, máximo de 5 pessoas por artigo, composto por um autor e mais quatro coautores.

 

EIXOS TEMÁTICOS DE SUBMISSÃO DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS

1. Eixo Geoambiental (Geografia Física)

Eixo temático que possui como foco e escopo a abordagem de discussões teóricas-metodológicas vinculadas às diversas possibilidades da pesquisa pura e aplicada em Geografia Física. Os trabalhos submetidos a este eixo devem procurar promover discussões teórico-metodológicas no âmbito dos avanços de novos métodos de pesquisa em Geografia Física. Neste eixo são tratadas as tradicionais áreas do conhecimento e da análise ambiental, tais como a Biogeografia, Climatologia, Geomorfologia, Hidrologia, Pedologia e Uso e Ocupação das Terras. Além de temáticas específicas voltadas à geodiversidade, patrimônio natural, estudos paleoambientais, estrutura e dinâmica das paisagens, riscos e desastres naturais, planejamento ambiental entre outras relacionadas ao meio ambiente.

2. Eixo Pedagógico (Ensino de Geografia)

A articulação entre a geografia e a pedagogia é essencial para a formação inicial e continuada dos professores de Geografia, em momentos em que o movimento neoliberal interfere diretamente na educação ampliando o processo de mercantilização do mesmo, é necessário reforçar a luta por uma educação transformadora e emancipadora. O eixo Pedagógico tem como objetivo ampliar a discussão sobre educação, política educacional, metodologias de ensino, psicologia de aprendizagem, educação inclusiva, cartografia escolar, educação do campo, educação quilombola, etc. Sempre articulando essas temáticas com a Geografia, seja articulada a Geografia Escolar, ao Ensino de Geografia ou a Educação Geográfica, seja por meio de pesquisas teóricas ou relatos de experiências realizados em projetos de extensão, estágios, PIBID e Residência Pedagógica.

3. Eixo das Geotecnologias (Geotecnologias na Geografia)

O eixo das Geotecnologias objetiva fomentar o debate teórico-prático acerca da utilização de ferramentas de obtenção, tratamento e disponibilização de dados geoespaciais, utilizando plataformas desktop, web e em computação em nuvem, com o intuito de subsidiar o ganho de informação e o suporte à decisão nos diversos recortes territoriais e escalares. Receberemos contribuições nas áreas de Cartografia Temática, Hidrologia Orbital, Análise Espacial de Dados Geográficos, Geoprocessamento, Geoestatística, Sensoriamento Remoto, Geotecnologias no Ensino, Veículo Aéreo não Tripulado, Google Earth Engine, Topografia, Sistemas de Informação Geográfica dentre outras relacionadas à temática geotecnológica.

4. Eixo socioespacial (Geografia Humana)

O eixo das socioespacial objetiva fomentar o debate teórico-prático e receber contribuições vinculadas aos Aspectos Políticos, Econômicos e Culturais no Espaço; Organização e Produção do Espaço Agrário, Rural e Regional; Dinâmica Urbana: Agentes, Redes, Escalas e Processos Espaciais; Dinâmicas Populacionais, História da Geografia; Teoria e Método.