XII Semana Nacional de Museus da UNIFAL-MG

Sobre a Semana

A Semana Nacional de Museus é uma das ações da Política Nacional de Museus do IBRAM, construída e proposta de forma articulada, que tem como propósito mobilizar os museus brasileiros a partir de um esforço de concertação de suas programações em torno de um mesmo tema. A escolha do tema é feita pelo ICOM para o Dia Internacional dos Museus, dia 18 de maio, para que suas instituições possam utilizá-lo com o objetivo de valorizar sua posição perante a sociedade.

Segundo o ICOM (2020), é parte fundamental do valor social dos museus o potencial para criar experiências significativas para pessoas de todas as origens e diferenças. Ainda, “como agentes de mudança e instituições confiáveis, não há tempo como a atualidade para que os museus demonstrem sua relevância ao participar, construtivamente, nas realidades políticas, sociais e culturais da sociedade moderna”.

“Com o tema ‘Museus para a igualdade: diversidade e inclusão’, o Dia Internacional dos Museus 2020 tem como objetivo converter-se em um ponto de encontro para celebrar a diversidade de perspectivas que conformam as comunidades e o pessoal dos museus, assim como promover ferramentas para identificar e superar os preconceitos também mostrados pelos museus e nas histórias que contam” (ICOM, 2020).

O Museu da Memória e Patrimônio organizará a XII Semana Nacional de Museus na UNIFAL-MG, entre os dias 04 e 07 de maio de 2020. Em 11 anos de realização, já é podido inferir que trata-se de um evento anual de considerável importância para UNIFAL-MG: com média de 120 participantes por ano e com publicações de Documentos de Trabalhos nos anais seriados, essa semana de eventos tem propiciado um espaço de debates sobre questões relativas a museus, patrimônios, memórias; turismo; harmonia e mudança social; desafios/transformações na contemporaneidade; conexões por meio das coleções; sociedade sustentável; paisagens culturais; museus e histórias controversas; museus, patrimônios hiperconectados: novas abordagens, novos públicos; e Museus e patrimônios como núcleos culturais: o futuro das tradições. Sempre realizada para comemorar o Dia Internacional dos Museus, teremos como tema “Museus e patrimônios para a igualdade: diversidade e inclusão”, baseado na proposta do ICOM como tema a ser debatido em 2020, conforme mencionado acima.

Este ano também abriremos espaços para apresentação de Comunicações, com o envio prévio de Documentos de Trabalho entre os dias 20 de fevereiro e 17 de abril de 2020. Os trabalhos poderão ser enviados no âmbito da temática proposta, abrangendo discussões acerca de museus e patrimônios. Os documentos de trabalho serão publicados nos Anais da Semana, que possuem ISSN desde 2011. Os anais encontram-se no seguinte endereço: http://www.unifal-mg.edu.br/snmuseus/anais.

 

Edições anteriores

 

A décima primeira edição da Semana Nacional de Museus na Universidade Federal de Alfenas, organizada pelo Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG e ocorrida entre os dias 13 e 16 de maio de 2019, contou mais uma vez com nomes nacionais e internacionais. No dia 13 de maio, abrindo o evento, a Orquestra Popular da UNIFAL-MG, de coordenação do professor Mário Danieli Neto e coordenação adjunta da professora Helena Felício, apresentou-se com repertório de músicas populares brasileiras. Em seguida, na solenidade de abertura, a mesa composta pelo Magnífico Reitor da Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG, Prof. Dr. Sandro Amadeu Cerveira; pela Pró-Reitora de Extensão, Profa. Dra. Eliane Garcia Rezende; pela Coordenadora do evento e Diretora do Museu da Memória e Patrimônio, Dra. Luciana Menezes de Carvalho; e pelo Diretor de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Prof. Dr. Claudio Umpierre Carlan comentou, além da importância do evento, sobre sua resistência frente aos momentos de cortes e perdas enfrentadas pela UNIFAL-MG. Após a composição da mesa, uma homenagem realizada pela Câmara Municipal de Alfenas, conduzida pelo Assessor Parlamentar Ademir Junior Monteiro, foi feita à Luciana Menezes de Carvalho, na qual foi entregue uma placa de Moção de Congratulações, por seus trabalhos desenvolvidos ao longo de 11 anos na promoção e proteção de ações culturais e patrimoniais para Alfenas e Região. Na abertura, na mesma noite, foi proferida a conferência pela Profa. Sandra Escudero (UNDAV, Argentina), intitulada “Museus como núcleos culturais: o futuro das tradições”. No dia seguinte, foi apresentado o projeto “Circuito de Formação Cultura, Patrimonial e Turística no Sul de Minas Gerais”, por Eliane Garcia Rezende e Luciana Menezes de Carvalho. Na mesa “Museus e patrimônios como núcleos culturais: o futuro das tradições”, coordenada pela Profa. Dra. Marta Gouveia de Oliveira Rovai (UNIFAL-MG), os convidados Prof. Dr. Luiz Carlos Borges (Museu de Astronomia e Ciências Afins e Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio/UNIRIO-MAST), Prof. Diogo Jorge de Melo (UFPA) e Profa. Andrea Fernandes Costa (UNIRIO / Museu Nacional da UFRJ) apresentaram suas investigações, dialogando com a temática. Na tarde do dia 14, foram apresentados os trabalhos enviados para a Semana e publicados nos anais do evento, com a coordenação do Msc. Gabriel Barreto Lopes. No dia 15 de maio, foi ministrado o minicurso “Patrimônio: Memória e Identidade em disputa”, por Luiz Carlos Borges. E no dia 16 de maio ocorreu a oficina “Programa de Educação e Mediação Intercultural em Museus – PEMIM”, com a Dra. Silvilene de Barros Ribeiro Morais (Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio/UNIRIO-MAST) e Daniela Machado Millan (Mestre da FPCE/Universidade de Coimbra/Estágio UNIRIO). Fechando as atividades da semana, na noite do dia 16 de maio, foi feito o lançamento dos livros “Arqueologia e Economia Antiga no Mediterrâneo”, de autoria dos professores Cláudio Umpierre Carlan (UNIFAL-MG), Pedro Paulo Abreu Funari (UNICAMP e colaborador do Programa de Pós-Graduação em História Ibérica) e Paulo Pires Duprat (UFRJ/doutorando – UNICAMP); e “Roma Antiga”, de autoria do professor Pedro Paulo Funari e Filipe Silva (doutorando/UNICAMP). Por conta de cortes às IFES, a viagem técnica programada para Belo Horizonte, entre os dias 17 e 19 de maio, foi adiada e ocorreu entre os dias 09 e 11 de agosto de 2019.

 

A décima edição da Semana Nacional de Museus na Universidade Federal de Alfenas, organizada pelo Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG e ocorrida entre os dias 07 e 13 de maio de 2018, contou mais uma vez com nomes nacionais e internacionais. No dia 07 de maio, antes da cerimônia de abertura, foi inaugurada a exposição “Moedas e relações de cultura, sociedade e gênero”, organizada pelo Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG. Na abertura, na mesma noite, após a composição da mesa por autoridades, foi proferida a conferência pelo Prof. Dr. Daniel Schmitt (Université de Valenciennes, França), intitulada “Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos”. No dia seguinte, na mesa “Museus e Patrimônios hiperconectados”, coordenada pelo Prof. Dr. Walter Francisco Figueiredo Lowande (UNIFAL-MG), os convidados Éricka Madeira de Souza (Pós-Graduação em Memória e Acervo – Fundação Casa de Rui Barbosa), Aline Ramos Santiago Guimarães (PPG-PMUS UNIRIO) e Daniela Carvalho Sophia (Fundação Casa de Rui Barbosa), apresentaram suas pesquisas, dialogando com a temática. Na tarde do dia 08, foram apresentados os trabalhos enviados para a Semana e publicados nos anais do evento, com a coordenação de Fernanda Magalhães Pinto, do Museu Histórico Nacional. No dia 09 de maio, pela manhã, outra mesa ocorreu, desta vez intitulada “Novas abordagens, novos públicos”, sendo coordenada pela Profa. Dra. Juliana Miranda Filgueiras (UNIFAL-MG). Os participantes Clarissa Bastos de Oliveira (Projeto Vizinhos do MAR), Marcela Sanches (Museu da Vida) e Vinícius Monção (Caixa Cultural – RJ) também falaram de suas experiências de pesquisa. Na tarde do mesmo dia, foi ministrada a oficina “Análise da experiência do visitante: enriquecendo o conhecimento dos profissionais de museus”, com Daniel Schmitt. Na manhã do dia 10 de maio, ocorreu a oficina “Processos educativos em museus: possibilidades e limites para uma prática significativa e inclusiva”, com Vinícius Monção, fechando assim as atividades em Alfenas. Entre os dias 11 e 13 de maio, encerrando a décima semana, foi realizada a visita técnica às cidades históricas de São João del-Rei e Tiradentes, contando com discentes da UNIFAL-MG e membros da comunidade externa. O grupo, guiado pela museóloga e diretora do Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG Dra. Luciana Menezes de Carvalho, visitou os seguintes espaços: Igreja Nossa Senhora do Rosário, Igreja de São Francisco de Assis, Museu de Arte Sacra, Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar e Igreja Nossa Senhora do Carmo (São João del-Rei); Igreja de Santo Antônio, Casa da Cultura, Museu de San’Ana e Chafariz de São José (Tiradentes). A proposta foi de fazer visitas individuais e coletivas nesses espaços, usando como recurso principal informações oriundas da internet, como meio de discutir a proposta do tema do ICOM.

 

A nona edição da Semana Nacional de Museus na Universidade Federal de Alfenas, organizada pelo Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG e ocorrida entre os dias 08 e 14 de maio de 2017, contou mais uma vez com nomes nacionais e internacionais. Antes da cerimônia, foi inaugurada a exposição de fotografias “Dizer o indizível em Museus”, organizada pelo Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG com a participação de fotógrafos profissionais e amadores. Na abertura, após a apresentação musical com os discentes do Mestrado em Educação Júnior Roberto Faria Trevisan e Nikole M. Pereira de Almeida, foi proferida a conferência de abertura pelo Secretário Estadual de Direitos Humanos do Governo do Estado de Minas Gerais Nilmário Miranda. Após a conferência, foi lançado o livro “Narrativas sobre tempos sombrios: Ditadura militar no Brasil”, organizado pelos professores Mário Danieli Neto, Marcelo Hornos Steffens e Marta Gouveia de Oliveira Rovai, e também contando com a presença e colaboração dos professores Juliana Miranda Filgueiras, Luis Antônio Groppo e Ronaldo Auad Moreira. No dia seguinte, na mesa “Museus e Histórias Controversas: dizer o indizível em museus no Brasil”, coordenada pela Profa. Dra. Marta Rovai, os convidados Prof. Diogo Jorge de Melo (UFPA), Marcela Boni Evangelista (Memorial da Resistência), e Prof. Blonsom Faria Ramos (Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos), apresentaram suas experiências no Pará, São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente. Na tarde do dia 09, foram apresentados os trabalhos enviados para a Semana e publicados nos anais do evento, com a coordenação do produtor cultural da UNIFAL-MG Ivanei Salgado. No dia 10 de maio, pela manhã, ocorreu a palestra “Museus e Histórias Controversas: dizer o indizível no Museu da Loucura”, com Edson Brandão, responsável pela reestruturação do Museu da Loucura, de Barbacena. Ainda, esse mesmo palestrante trouxe para a UNIFAL-MG a exposição “Carregando Pedras”, disponível no hall do Prédio V entre os dias 09 e 11 de maio de 2017. Em seguida, foi aberto um espaço para apresentações e debates intitulado “Experiências museais no Sul de Minas Gerais”, com a coordenação do Prof. Dr. Claudio Umpierre Carlan, e com a presença de Haroldo Paes Gessoni, do Instituto Moreira Salles Unidade Poços de Caldas, e Sandro Adauto Palhão, do Setor de Cultura da Secretaria de Educação e Cultura de Paraguaçu. Ainda, na tarde do dia 10, foi ministrada a oficina “Uma abordagem arqueológica sobre gênero”, com Dra. Karla Fredel. Na tarde do dia 11 foi oferecida, pelo Prof. Danilo Eiji Lopes, a oficina “Museu da Pessoa: memórias e a afronta à avalanche”. As atividades na UNIFAL-MG foram encerradas com a palestra “A memória resistente em conflito com a (in) justiça de transição: o caso da Comissão Nacional da Verdade”, com Prof. Dr. Leandro Seawright Alonso (USP). Entre os dias 12 e 14 de maio, como fechamento da semana, foi realizada a visita técnica à cidade histórica de Petrópolis, contando com 49 participantes representando os seguintes cursos: História, Ciências Sociais, Odontologia, Biologia, Geografia e membros da comunidade externa. O grupo, guiado pela museóloga e diretora do Museu da Memória e Patrimônio da UNIFAL-MG Dra. Luciana Menezes de Carvalho, visitou os seguintes espaços: Museu Imperial, Casa Santos Dumont, Museu da FEB – Força Expedicionária Brasileira, com dois momentos de debates ocorridos na Universidade Católica de Petrópolis, para discussão tanto do indizível nos locais visitados quanto da Casa da Morte, local clandestino usado pelos militares durante a ditadura civil-militar.

 

A oitava edição da Semana Nacional de Museus na Universidade Federal de Alfenas, organizada pelo Museu da Memória e Patrimônio e ocorrida entre os dias 09 e 15 de maio de 2016, contou mais uma vez com nomes nacionais e internacionais. Sob o tema “Museus, Patrimônios e Paisagens Culturais”, a semana contou com os seguintes nomes: Olga Nazor (Presidente do Subcomitê Regional de Museologia para a América Latina e Caribe – ICOFOM LAM e professora da Universidade Nacional de Avellaneda em Buenos Aires), Prof. Diogo Jorge de Melo (UFPA), Drª. Aline Rocha de Souza Ferreira de Castro (Museu da Geodiversidade – UFRJ), Doutorando Clésio Barbosa Lemos Junior (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário de Formiga), Sônia Maria Sanches (Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas), Gilmara Aparecida de Carvalho (Presidente do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Paraguaçu), as discentes Carolina Prinholato Ricciopo e Mariana Loureiro, essas últimas apresentando suas experiências no Museu da Memória e Patrimônio, Dr. Maria Aparecida de Andrade Almeida (Pós-Doutoranda – UNICAMP), Doutorando Jefferson Ramalho (Doutorando em História – UNICAMP) e Prof. Dr. Luciane Munhoz de Omena (UFG e Pós-Doutoranda – UNICAMP). Ainda, foi oferecida a oficina de Conservação e Restauro, ministrada por Sandra Fosque, Diretora de Promoção e Extensão Cultural, e Carolina Concesso, Professora de Arte e Restauro, área de Papel (FAOP/UFOP); e a visita técnica à cidade de Paraty, entre os dias 13 e 15 de maio.

 

Em 2015, trabalhando o tema “Museus e Patrimônios para uma sociedade sustentável”, nossa semana de eventos contou com os seguintes convidados: Prof. Dr. Bruno César Brulon Soares (UNIRIO), Prof. Dr. Anaildo Bernardo Baraçal (UNIRIO), Dr. Lourdes Sarah Domínguez-González (Oficina Del Historiador de Habana Vieja, Cuba), Prof. Dr. Pedro Paulo Abreu Funari (UNICAMP), Anderson Marques Garcia (Doutorando, UFRJ), Prof. Dr. Eduardo Romero de Oliveira (UNESP/Assis), Dr. Juan Manuel Cano Sanchiz (Pós-Doc, FAPESP / UNESP), Dr. Karla Fredel, Prof. Monique Batista Magaldi (UNB) e Silvilene Barros Ribeiro Morais (Doutoranda, UNIRIO). Nos anais, contamos com 08 (oito) trabalhos de convidados e 05 (cinco) trabalhos recebidos para apresentações, que por sua vez foram realizadas.

 

Em 2014, na regência do tema “Museus e Patrimônios: As Coleções criam Conexões”, fomos prestigiados com a presença, na conferência de abertura, da Profª. Drª. Tereza Cristina Scheiner, então vice-presidente do Conselho Internacional de Museus – ICOM e, portanto, a segunda maior autoridade no campo dos museus, a nível internacional. Ainda, contamos com os seguintes palestrantes: Lic. Arturo Hernán Toscano Castellucci (Diretor do Museu Nacional de Antropologia em Montevidéu, Uruguai), Dr. Damon Monzavi Amroabady (Museu de Gemas do Irã), pela segunda vez em nosso evento; e Gevorg Orbelyan (vice-diretor do Museu de História de Yerevan, Armênia). Ainda, tivemos 04 trabalhos convidados e 10 trabalhos recebidos para os anais da Semana, com suas respectivas apresentações.

 

No ano de 2013, sob o tema “Museus e Patrimônio (memória + criatividade) = mudança social”, realizamos uma conferência, palestras, apresentação de trabalhos e uma oficina. Contamos com a presença dos seguintes convidados: Prof. Dr. Julio Cesar Mendonça Gralha (conferencista – UFF); Prof. Dr. Luiz Carlos Borges (palestrante – Museu de Astronomia de Ciências Afins); Dra. Rita Juliana Soares Poloni (palestrante – Unicamp); Prof. Doutorando Diogo Jorge de Melo (palestrante – UFPA); e Prof. Msc. Iuri Rocio Franco Rizzi (palestrante e ministrante da oficina – UFAL). Nos anais foram totalizados 06 trabalhos publicados.

 

Na edição 2012, discutindo a temática “Museus e Patrimônio em um mundo em Transformação – Novos desafios, novas inspirações”, contamos com a presença do Conferencista Dr. Damon Monzavi, do Museu de Gemas do Irã, para abertura. Ainda, contamos com a presença dos seguintes convidados: Eurípedes Gomes da Cruz Júnior (Museu Nacional de Belas Artes), Luciana Cristina de Souza (Unicamp), Profa. Dra. Regina Márcia Tavares, Henrique de Vasconcelos Cruz Ribeiro (Museu do Homem do Nordeste), Bernardo Novais da Mata Machado (Diretor da Secretaria de Articulação Institucional do Ministério da Cultura), Naldiney de Castro Gonçalves (Consultor da Unesco), Vilma Moreira dos Santos (Arquivo Público Mineiro – APM) e Luís Gustavo Molinari Mundim (IEPHA/MG). No âmbito dos anais da Semana Nacional de Museus, tivemos 06 trabalhos convidados (do conferencista – inclusive com versão em inglês – e dos palestrantes) e 08 documentos de trabalho, apresentados durante a Semana.

 

Em 2011, cujo tema foi “Museus e Memória”, tivemos 04 trabalhos convidados (dos conferencistas) e 13 documentos de trabalho publicados nos referidos anais, instituídos neste ano. Todos os trabalhos também foram apresentados ao longo da III Semana Nacional de Museus na Unifal-MG. Os trabalhos recebidos/apresentados representaram as seguintes instituições: UNIFAL-MG, UNIFAL-MG campus Varginha, Unicamp, Universidade Federal do Pará, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Centro Universitário de Formiga – UNIFOR/MG, Museu Parense Emílio Goeldi, Unesp campus Franca, Universidade Federal de Pernambuco entre outras.

 

Na edição de 2010, mesmo sem a existência dos anais, o evento também propiciou um espaço de debates sobre as questões permitentes a Museus e Patrimônios. Com a conferência de abertura proferida pelo Prof. Dr. Pedro Paulo Funari, uma das autoridades no campo do patrimônio, foi abordado o tema “Museus para Harmonia Social”, além de contarmos com a presença de representantes do Museu da Maré, situado em um complexo de comunidades do Rio de Janeiro. Ainda, recebemos a exposição itinerante “Brasil: Nossa História”, do Museu Histórico Nacional – um dos museus mais importantes do Brasil. Na primeira edição da Semana Nacional de Museus na Unifal-MG, em 2009, com a temática “Museus e Turismo”, procuramos introduzir, numa universidade ainda em crescimento, a temática Museus e Patrimônios. Foram previstas atividades para todos os públicos: palestras, oficinas, visitas guiadas nos espaços dos museus da Universidade, apresentação musical e roteiro turístico por Alfenas.

Nas referidas edições, contamos com os seguintes números de participantes: 71 (2009); 182 (2010); 147 (2011); 161 (2012), 88 (2013), 90 (2014), 78 (2015), 107 (2016), 175 (2017); 145 (2018) e 162 (2019).