Linhas de Pesquisa

Linha 1 – Química de Produtos Naturais, Bioprospecção, Metabolômica e Bioprocessos
Descrição: Análise metabolômica de extratos obtidos de fontes naturais visando estabelecer correlação entre as amostras e identificação de biomarcadores e de substâncias inéditas ou farmacologicamente ativas. Isolamento de substâncias para avaliação de atividades biológicas diversas a partir de produtos naturais oriundos de plantas e microorganismos. Além da obtenção de compostos de interesse industrial empregando enzimas e células.

Linha 2 – Química Medicinal e Síntese de Compostos Bioativos
Descrição: Planejamento, aplicando diversas estratégias e abordagens da Química Medicinal, e síntese de substâncias orgânicas e inorgânicas para avaliação de atividade biológica. Esta é uma linha altamente interdisciplinar, que agrega as áreas da química computacional, a síntese que objetiva a preparação destas em escala laboratorial e a avaliação das atividades em potencial.

Linha 3 – Química de Materiais, Química de Coordenação, Engenharia de Cristais, Nanotecnologia.
Descrição: Pesquisa básica e/ou aplicada envolvendo materiais avançados que apresentam propriedades inovadoras e de interesse para aplicações tecnológicas. Visa estudar materiais/sistemas macromoleculares, supramoleculares e nanoestruturados. Os materiais/sistemas de interesse incluem cerâmicas, vidros, vitrocerâmicos, polímeros, compósitos, materiais eletroquímicos, superfícies funcionalizadas, sistemas micelares, nanopartículas, formas sólidas cristalinas mono e multicomponentes, isomorfismo e polimorfismo cristalino, híbridos metalorgânicos, bioprodutos.

Linha 4 – Desenvolvimento e aplicação de métodos analíticos
Descrição: Esta linha de pesquisa tem como objetivo desenvolver e aplicar métodos que envolvam as diversas técnicas analíticas, tais como espectroscópicas, eletroquímicas, cromatográficas, eletroforéticas, para a determinação de constituintes inorgânicos e orgânicos, de interesse ambiental, farmacêutico, alimentício e clínico, nos mais variados tipos de matrizes. Ademais, envolve o emprego de diferentes estratégias analíticas para o preparo de amostras e calibração, bem como o desenvolvimento de instrumentação e automação, para a obtenção de metodologias mais rápidas, robustas, econômicas, sustentáveis e eficientes.

Linha 5 – Química Teórica e Computacional
Descrição: Aplicação e desenvolvimento de métodos teóricos e computacionais, clássicos ou quânticos, para responder a desafios químicos atuais. Os temas de interesse incluem, entre outros, cálculo de estrutura eletrônica, geometria molecular, espalhamento, propriedades de transporte, cinética e espectroscopia.

Linha 6 – Educação em Química
Descrição: Investigar os processos de ensino e aprendizagem em Química nos níveis de ensino básico e superior, a partir de diversas perspectivas teóricas; investigar a formação inicial e continuada de professores de Química nos diferentes níveis de ensino, contemplando temáticas tais como concepções, saberes docentes, práticas pedagógicas, recursos didáticos, políticas de formação, currículo, entre outras; desenvolver produtos didáticos para o ensino de Química.