Programacao

Corpo:

A Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), originalmente, Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas (Efoa), foi fundada no dia 03 de abril de 1914, por João Leão de Faria, com a implantação do curso de Farmácia e, no ano seguinte, com a do curso de Odontologia.
A Efoa foi reconhecida pela Lei Estadual n¬ļ 657, de 11 de setembro de 1915, do Governo do Estado de Minas Gerais. Primeira Diretoria: Jo√£o Le√£o de Faria, Diretor; Amador de Almeida Magalh√£es, Vice-Diretor; Nicolau Coutinho, Tesoureiro e Jos√© da Silveira Barroso, Secret√°rio.
Em 11 de setembro de 1916, doa√ß√Ķes angariadas por uma comiss√£o de alunos possibilitaram a cria√ß√£o da biblioteca.
O reconhecimento nacional realizado pelo ent√£o Minist√©rio da Educa√ß√£o e Sa√ļde P√ļblica consta no Art. 26 do Decreto 19.851 e, em 23 de mar√ßo de 1932, quando foi aprovado o novo regulamento, enquadrando-a nas disposi√ß√Ķes das leis federais. A Lei n¬ļ 3.854, de 18 de dezembro de 1960, determinou sua federaliza√ß√£o, estando sua dire√ß√£o a cargo do Prof. Paulo Passos da Silveira.
A transforma√ß√£o em Autarquia de Regime Especial efetivou-se por meio do Decreto n¬ļ 70.686, de 07 de junho de 1972. Essa transforma√ß√£o favoreceu a implanta√ß√£o do curso de Enfermagem e Obstetr√≠cia, autorizado pelo Parecer n¬ļ 3.246, de 05 de outubro de 1976 e pelo Decreto n¬ļ 78.949, de 15 de dezembro de 1976 e reconhecido pelo Parecer do CFE n¬ļ 1.484/79, Portaria MEC n¬ļ 1.224, de 18 de dezembro de 1979. Sua cria√ß√£o atendia, nessa √©poca, √† pol√≠tica governamental de suprimento das necessidades de trabalho especializado na √°rea de sa√ļde.
Em 1999, foram implantados os cursos de Nutrição, Ciências Biológicas e a Modalidade Fármacos e Medicamentos, para o curso de Farmácia, todos autorizados pela Portaria do MEC 1.202, de 03 de agosto de 1999, com início em 2000.
A partir das amplia√ß√Ķes dos cursos e da vis√£o da Institui√ß√£o, realizou-se a mudan√ßa para Centro Universit√°rio Federal (Efoa/Ceufe) um ano ap√≥s in√≠cio dos novos cursos (Portaria do MEC n¬ļ 2.101, de 1¬ļ de outubro de 2001).
Visando atender às exigências legais das Diretrizes Curriculares, o curso de Ciências Biológicas foi desmembrado em modalidades, originando os cursos de Ciências Biológicas (Licenciatura), com início no segundo semestre de 2002, aprovado pela Resolução 005/2002, do Conselho Superior, de 12 de abril de 2002 e Ciências Biológicas (Bacharelado), com início no primeiro semestre de 2003, baseado na Portaria do MEC 1.202, de 03 de agosto de 1999.
Dando continuidade à expansão da Efoa/Ceufe, em 2003, iniciou-se o curso de Química (Bacharelado), aprovado pela Resolução 002/2003, de 13 de março de 2003, do Conselho Superior.
A Efoa/Ceufe se preocupou n√£o apenas com a expans√£o dos cursos presenciais, mas tamb√©m dos cursos √† dist√Ęncia, criando, em fevereiro de 2004, o Centro de Educa√ß√£o Aberta e a Dist√Ęncia ‚Äď CEAD, o qual passou a construir novas propostas de cursos de gradua√ß√£o e de especializa√ß√£o a dist√Ęncia.
Em 29 de julho de 2005, a Instituição foi transformada em Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), pela Lei 11.154/2005.
Atendendo às políticas nacionais para a expansão do ensino superior, a UNIFAL-MG implantou:

ANO DE IMPLANTAÇÃO CURSOS
2006
  • Matem√°tica (Licenciatura)
  • F√≠sica (Licenciatura)
  • Ci√™ncia da Computa√ß√£o
  • Pedagogia
2007
  • Qu√≠mica (Licenciatura)
  • Geografia (Bacharelado e Licenciatura)
  • Biotecnologia
  • √änfases Ci√™ncias M√©dicas e Ci√™ncias Ambientais no curso de Ci√™ncias Biol√≥gicas
  • Aumento n¬ļ vagas: Qu√≠mica (Bacharelado) e Nutri√ß√£o
2008
  • Transforma√ß√£o do Curso de Ci√™ncias Biol√≥gicas com √änfase em Ci√™ncias M√©dicas em Biomedicina
2009
  • Hist√≥ria (Licenciatura)
  • Letras ‚Äď Licenciatura/Bacharelado (em Portugu√™s e em Espanhol)
  • Ci√™ncias Sociais (Licenciatura e Bacharelado)
  • Fisioterapia
2012
  • Pedagogia (Polos nos Estados de Minas Gerais e S√£o Paulo)
2014
  • Medicina (que faz parte do ‚ÄúPrograma Mais M√©dicos‚ÄĚ do Governo Federal)

Atendendo √†s tend√™ncias de expans√£o das Institui√ß√Ķes Federais de Ensino Superior, foi aprovada pelo Conselho Superior da UNIFAL-MG, a cria√ß√£o dos campi nas cidades de Varginha e Po√ßos de Caldas e, de outro, em Alfenas. Foram implantados, para o campus de Varginha, os cursos de Bacharelado Interdisciplinar em Ci√™ncia e Economia; que permite o ingresso nos cursos de Ci√™ncias Atuariais; Administra√ß√£o P√ļblica e Ci√™ncias Econ√īmicas com √™nfase em Controladoria, e os cursos de Bacharelado Interdisciplinar em Ci√™ncia e Tecnologia; que permite o ingresso nos cursos de Engenharia Ambiental; Engenharia de Minas e Engenharia Qu√≠mica, para o campus de Po√ßos de Caldas, com in√≠cio no primeiro semestre de 2009.
A P√≥s-gradua√ß√£o, iniciada na Institui√ß√£o na d√©cada de 1980, oferece v√°rios cursos de Especializa√ß√£o presenciais, na √°rea de sa√ļde, no campus de Alfenas: Gerontologia; Farmacologia Cl√≠nica; An√°lises Cl√≠nicas; Aten√ß√£o Farmac√™utica; Endodontia; Implantodontia; Periodontia; Terap√™utica Nutricional, entre outros. O campus de Varginha oferece Controladoria e Finan√ßas. Na √°rea de Educa√ß√£o, √© oferecido o curso ‚ÄúTeorias e Pr√°ticas na Educa√ß√£o‚ÄĚ, na modalidade a dist√Ęncia, nos polos: Bambu√≠, Bragan√ßa Paulista, Franca, Santa Isabel e Serrana.
Atualmente, a UNIFAL-MG oferece 12 (doze) programas de pós-graduação Stricto sensu, em nível de Mestrado e Doutorado, recomendados pela Capes:

ANO DE IMPLANTA√á√ÉO PROGRAMAS DE P√ďS-GRADUA√á√ÉO STRICTO SENSU
2005
  • Ci√™ncias Farmac√™uticas ‚Äď N√≠vel de Mestrado
2008
  • Qu√≠mica ‚Äď N√≠vel de Mestrado
2009
  • Ci√™ncias Fisiol√≥gicas (integrando o Programa Multic√™ntrico de P√≥s-Gradua√ß√£o em Ci√™ncias Fisiol√≥gicas da Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBFis) ‚Äď N√≠veis de Mestrado e Doutorado.
2010
  • Ecologia e Tecnologia Ambiental ‚Äď N√≠vel de Mestrado
2011
  • Enfermagem ‚Äď N√≠vel de Mestrado
  • Bioci√™ncias Aplicadas √† Sa√ļde ‚Äď N√≠vel de Mestrado
  • Engenharia dos Materiais ‚Äď N√≠vel de Mestrado
2012
  • Gest√£o P√ļblica e Sociedade ‚Äď N√≠vel de Mestrado
  • Ci√™ncia e Engenharia Ambiental - N√≠vel de Mestrado
  • Ci√™ncias Odontol√≥gicas - N√≠vel de Mestrado
  • F√≠sica (campus em Alfenas ‚Äď MG, em associa√ß√£o ampla com a Universidade Federal de Lavras e Universidade Federal de S√£o Jo√£o Del-Rei) - N√≠vel de Mestrado
  • Qu√≠mica ‚Äď N√≠vel de Doutorado
2013
  • Estat√≠stica Aplicada e Biometria - N√≠vel de Mestrado
  • Ci√™ncias Farmac√™uticas ‚Äď N√≠vel de Doutorado
  • Hist√≥ria Ib√©rica - N√≠vel Mestrado, modalidade Profissional (curso recomendado pela Capes em 2013 e previs√£o de in√≠cio: 1¬ļ semestre de 2014)
  • Mestrado Profissional em Administra√ß√£o P√ļblica em Rede ‚Äď PROFIAP (Proposto pela ANDIFES e Recomendado pela CAPES em 2013), ainda em fase de implanta√ß√£o.

Os Programas de Pós-graduação contam com o apoio da Capes e da FAPEMIG por meio de bolsas concedidas aos alunos, além do Programa Institucional de Bolsas da UNIFAL-MG.
    As atividades de pesquisa dos discentes de graduação são viabilizadas mediante os Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica, sendo eles:

  • PIBIC/CNPq (Programa Institucional de Bolsas de Inicia√ß√£o Cient√≠fica/CNPq);
  • PIBITI/CNPq (Bolsas de Inicia√ß√£o em Desenvolvimento Tecnol√≥gico e Inova√ß√£o);
  • PIBICT/FAPEMIG (Programa Institucional de Bolsas de Inicia√ß√£o Cient√≠fica e Tecnol√≥gica);
  • PROBIC/UNIFAL-MG (Programa de Bolsas de Inicia√ß√£o Cient√≠fica);
  • PAIND (Programa de Apoio √† Instala√ß√£o de Novos Docentes); PAIRD (Programa de Apoio √† Instala√ß√£o de Rec√©m-Doutores).

Para alunos procedentes do 2¬ļ Ano do Ensino M√©dio das Escolas P√ļblicas Municipais ou Estaduais ou Federais dos munic√≠pios de Alfenas, de Po√ßos de Caldas e de Varginha, est√£o dispon√≠veis o PIBICT-J√ļnior/FAPEMIG (Programa Institucional de Bolsas de Inicia√ß√£o Cient√≠fica Jr) e o PIBIC-EM (Programa Institucional de Bolsas de Inicia√ß√£o Cient√≠fica para o Ensino M√©dio).
As a√ß√Ķes de extens√£o, hoje consolidadas e a cria√ß√£o da Universidade da Terceira Idade (Unati), representam outra via de direcionamento dos trabalhos acad√™micos, a qual possibilita o contato e o interc√Ęmbio permanentes entre o meio universit√°rio e o social, intensificando as rela√ß√Ķes transformadoras entre ambas por meio de processos educativos, culturais e cient√≠ficos, visando √† melhoria da qualidade do ensino e da pesquisa, √† integra√ß√£o com a comunidade e ao fortalecimento do princ√≠pio da cidadania, bem como ao interc√Ęmbio art√≠stico-cultural.
Reconhecida nacionalmente pela qualidade do ensino aos 99 anos, a UNIFAL-MG mais uma vez, se prepara para outras conquistas com a implanta√ß√£o de novos cursos presenciais e polos para o ensino a dist√Ęncia. Dentre os cursos presenciais foram aprovados pelo Conselho Superior: Medicina, Terapia Ocupacional, Servi√ßo Social e Filosofia, em tr√Ęmite pelo MEC e sem data prevista para implanta√ß√£o.
Dessa maneira, como Institui√ß√£o P√ļblica de Ensino Superior, a UNIFAL-MG acredita responder, efetivamente, √†s demandas educacionais da sociedade e participar dos problemas e desafios impostos pelo desenvolvimento local, regional e nacional.
A UNIFAL-MG, aos 99 anos, é reconhecida atualmente como instituição de ensino superior de destacada qualidade, com bons resultados em seus cursos de graduação e de pós-graduação e apresenta para os próximos anos oportunidade de crescimento e de melhoria de suas atividades de ensino, de pesquisa, de extensão e de inovação tecnológica.

Fonte: Secretaria Geral - Última Atualização em 05/02/2014

P√°ginas