Pesquisadores do Instituto de Química da UNIFAL-MG produzem protetores faciais para profissionais de saúde no combate ao Covid-19

Para ajudar profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à pandemia do Covid-19, o professor Eduardo Tonon, do Instituto de Química da UNIFAL-MG, iniciou a fabricação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Trata-se de máscaras de proteção facial, do tipo “face shield”.

Prof. Tonon entrega as máscaras ao médico Carlos Marcelo de Barros, professor da Faculdade de Medicina da UNIFAL-MG e diretor-clínico da Santa Casa. (Foto: arquivo pessoal Prof. Tonon)

Doações já foram feitas para profissionais do hospital Santa Casa de Alfenas e para profissionais da Odontologia, que receberam, respectivamente, oito protetores faciais na semana passada. A expectativa é que ao final desta semana, outras 10 unidades sejam entregues à Santa Casa.

Conforme o idealizador do projeto, o protetor facial é uma máscara adicional que, embora não substitua as máscaras convencionais respiratórias, funciona como uma barreira para diminuir a possibilidade de circulação do vírus. “Há várias atividades nos meios hospitalares e clínicos que não se exigem um grau máximo de proteção e este protetor facial foi desenvolvido para isso”, esclarece Prof. Tonon.

A produção das máscaras face shield é feita por uma impressora 3D pessoal do professor, a partir de filamentos em ABS, PLA ou PETG, que são materiais semelhantes a acrílico ou de uma garrafa pet de refrigerante. “A face shield é composta de duas partes principais: o suporte impresso e a folha de acetato, sendo esta última adquirida no comércio”, detalha o pesquisador.

O projeto conta com o apoio da professora Claudia Torres, também do Instituto de Química, que por meio de um grupo de WhatsApp, consegue angariar doações de matéria-prima e sugestões para a fabricação dos protetores. “Estamos recebendo valiosas contribuições tanto intelectuais como materiais”, comenta Prof. Tonon, acrescentando que parte do acetato foi doada pelo professor Marcelo Taveira, da Faculdade de Odontologia da Universidade.

“Acabei de atender uma emergência e a máscara de proteção facial foi fundamental para o atendimento”, afirmou o cirurgião-dentista Kléryson Martins, um dos beneficiados pela doação. (Foto: arquivo pessoal Prof. Tonon)

Segundo o pesquisador, o modelo da máscara é baseado em um protótipo desenvolvido pela indústria tcheca Prusa Research, com a participação de muitas pessoas entusiastas da impressão 3D. “Os arquivos de impressão são disponibilizados gratuitamente no site da Prusa e muitas modificações, adaptações e melhorias também são encontradas no site da Thingiverse [site dedicado ao compartilhamento de arquivos de design digital]”, relata.

Um dos beneficiados pela doação dos protetores faciais foi o cirurgião-dentista Kléryson Martins, que agradeceu a iniciativa dos professores da UNIFAL-MG. “Acabei de atender uma emergência e a máscara de proteção facial foi fundamental para o atendimento. Os profissionais de saúde agradecem iniciativas como essa, que contribuem de forma tão significante”, manifestou.

E o objetivo do projeto não para por aí. Prof. Tonon deseja ampliar a impressão dos protetores faciais e outras peças utilizadas inclusive nos respiradores hospitalares como, por exemplo, as conexões dos tubos. “Pretendemos também imprimir máscaras respiratórias que já estão sendo feitas em países como Itália, França e Espanha”, anuncia o pesquisador.

Prof. Tonon diz que está imprimindo em tempo integral para suprir a demanda. “Atualmente, consigo imprimir um protetor facial de boa qualidade estrutural em 3 horas e 30 minutos. A produção ainda é baixa, pois muitas impressoras 3D dos nossos colegas apoiadores não possuem volume de impressão suficiente para imprimir o protetor”, diz. “Compramos outra impressora 3D para ajudar”, completa, afirmando ser possível fabricar de 10 a 20 protetores faciais por semana em cada impressora 3D.

Caso alguém precise do EPI, tenha impressora 3D disponível para as impressões ou queira colaborar de outra forma no combate ao Covid-19, o professor orienta para entrar em contato com a Fundação de Apoio à Cultura, Ensino, Pesquisa e Extensão de Alfenas (FACEPE) pelo telefone (35) 3291-7197 ou e-mail: facepe@facepealfenas.org.br.

Vale destacar que a UNIFAL-MG está com chamada pública aberta pela FACEPE para estabelecer novas parcerias com entidades públicas, empresas e pessoas físicas. O edital visa obter recursos financeiros e insumos para subsidiar projetos de pesquisa e de extensão da Universidade, envolvidos diretamente no enfrentamento e prevenção à pandemia de Covid-19. Para participar, as organizações e pessoas físicas devem encaminhar uma proposta de apoio conforme modelo disponível neste link. Acesse mais detalhes aqui.

Fotos: arquivo pessoal Prof. Tonon

Copy link
Powered by Social Snap