UNIFAL-MG publica novo Plano de Dados Abertos que prevê cinco novas bases

A UNIFAL-MG acaba de divulgar o segundo Plano de Dados Abertos (PDA) da Instituição, o qual reúne novas bases indicadas pelas comunidades interna e externa.

Disponibilizado no Portal de Dados Abertos da UNIFAL-MG, no endereço http://sistemas.unifal-mg.edu.br/app/si3/home.php, o PDA cumpre o Decreto 8.777/2016, cujo objetivo é dar publicidade às informações institucionais e facilitar o acesso a todos os usuários internos e externos à Universidade de forma aberta, proporcionando o intercâmbio de dados entre órgãos e entidades públicas.

Segundo a autoridade de monitoramento da Lei de Acesso à Informação (LAI) da Universidade, Profa. Kellen Rocha de Souza, o PDA nada mais é que um inventário de bases de dados, elencando em um documento o conjunto de dados extraídos dos sistemas desenvolvidos pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI). “Assim como os dados já disponibilizados no Portal de Dados Abertos da UNIFAL-MG, os novos dados também serão disponibilizados em um formato que possibilita o uso e o reuso dos mesmos, transformando-os, portanto, em um conjunto de informações relevantes  aos usuários internos e externos da Universidade. As novas bases de dados serão publicadas no prazo de dois anos, a contar da publicação do PDA”, informa.

Para se chegar à nova base de dados, a UNIFAL-MG realizou consulta pública no mês de junho, o que de acordo com Profa. Kellen cumpriu a Resolução nº 03, de 13 de outubro de 2017, do Comitê Gestor da Infraestrutura Nacional de Dados Abertos (CGINDA), identificando os dados prioritários. “Os resultados da consulta pública, realizada por meio de enquete e divulgada nos meios de comunicação da UNIFAL-MG, via Facebook institucional, e-mail de colaboradores e discentes, cartazes afixados nos locais de acesso ao público e na Rádio Federal FM 101.3 MHZ, contribuíram para a priorização da nova base, tendo em vista que revelou o que o público deseja saber da Instituição”, afirma.

São cinco novas bases de dados que envolvem os seguintes temas: “Orçamento”, “Ações de Extensão”, “Contratos”, “Alunos bolsistas” e “Alunos assistidos pelo PNAES”. Tais dados têm até julho de 2021 para serem completamente disponibilizados no Portal de Dados Abertos que, atualmente, dispõe de dados sobre servidores (titulação, sexo, situação, unidade etc.), cursos (número de vagas, tanto na Graduação quanto Pós-Graduação, cursos por turno etc.), discentes (por nível, curso, campus, por cota ingresso etc.) e espaço físico (bens imóveis e áreas correspondentes ao espaço físico de cada unidade da UNIFAL-MG). Todas as bases de dados já disponibilizadas são apresentadas em tempo real e em período histórico. Além disso, o usuário pode criar sua própria tabela a partir dos diversos filtros de pesquisa existentes no Portal.

Profa. Kellen ressalta que as informações restritas e sigilosas protegidas pela legislação não serão disponibilizadas como dados abertos, entretanto, o PDA tem como premissa ser um instrumento capaz de tornar público o compromisso da Universidade na abertura, gestão, monitoramento e fomento ao uso de suas bases. “A Política de Dados Abertos do Governo Federal visa à publicação das bases de dados dos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional sob a forma de dados abertos, o aprimoramento da cultura de transparência pública e a disponibilização do acesso para os cidadãos, de forma aberta, aos dados produzidos ou acumulados pelo Poder Executivo Federal”, comenta. “O PDA da UNIFAL-MG está em harmonia com toda a legislação que o permeia”, conclui.

Conheça o Portal de Dados Abertos da UNIFAL-MG (http://sistemas.unifal-mg.edu.br/app/si3/home.php) e acesse o novo Plano de Dados Abertos.

Copy link
Powered by Social Snap