UNIFAL-MG participa da elaboração de proposta de lei que consolida ações de inovação para Poços de Caldas

O prefeito de Poços de Caldas, Sérgio Azevedo, recebeu na última quarta-feira, 21/08, a proposta da lei de inovação, a qual integra uma das etapas para a criação do Programa Municipal de Inovação idealizado pela prefeitura da cidade. Entregue pela comissão especial de estudo, que é composta por representantes da UNIFAL-MG, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IF Sul de Minas) e da PUC Minas, a minuta da lei se consolida como forma de direcionamento jurídico às ações do setor de inovação do município.

A diretora e o representante da Agência de Inovação e Empreendedorismo da UNIFAL-MG, Izabella Carneiro Bastos e Cláudio Lima, que são integrantes da comissão, falaram a respeito do assunto. Para a Prof. Izabella, um dos pontos positivos, além do incentivo e avanço significativo a médio e longo prazo, é a destinação de um fundo municipal para execução das ações.

“Atualmente nosso setor na UNIFAL-MG passa por falta de recursos humanos e muito se deve à falta de destinação desses recursos do próprio município. Se for aprovada, na câmara, uma lei que regulamenta um fundo próprio para ações, podemos progredir nas ações de aceleração, coworking, startups, incubadoras e até mesmo na criação de parques tecnológicos”, explicou a professora ao falar sobre o possível desdobramento da iniciativa em outras cidades. “Inicialmente este estudo está associado à prefeitura de Poços de Caldas. Caso seja regulamentada, efetuaremos o mesmo estudo junto às prefeituras dos municípios de Alfenas e Varginha.”

De acordo com o Prof. Cláudio Lima, a comissão iniciou a integração entre instituições locais de ensino superior, como a UNIFAL-MG, a PUC e o IF Sul de Minas, que, juntas ao Sebrae e à Prefeitura, fortaleceram a tríplice hélice da inovação unindo o setor acadêmico, o governo e as empresas. “Acreditamos que, com aprovação deste marco legal, as empresas se sintam encorajadas a integrar e a consolidar a tríplice hélice, alavancando o ecossistema local de inovação para geração e proliferação de modelos de negócio inovadores, o que irá gerar mais renda e emprego para Poços de Caldas e região”, comentou o professor.

Os próximos passos para a aprovação da lei serão a análise e suas adequações pelo executivo e, em seguida, o envio ao legislativo. “A proposta foi construída envolvendo diversos segmentos e, agora, aguarda a formatação final de Projeto de Lei pelo executivo municipal”, afirmou o vice-prefeito, Flávio Faria, que é também secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET) de Poços de Caldas.

Sobre o Programa Municipal de Inovação

O Programa tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento de empresas de base tecnológica, o empreendedorismo e a consequente melhoria das condições econômicas do município de Poços de Caldas e região por meio de ações propostas pela comissão especial de estudo.

*Milena Favalli Simão é estagiária da Diretoria de Comunicação Social da UNIFAL-MG

Colaboração: Agência de Inovação e Empreendedorismo, campus Poços de Caldas

Copy link
Powered by Social Snap