Instituto de Ciências Humanas e Letras celebra 10 anos e prepara evento comemorativo remoto para setembro com debates, lançamento de livros e exibição de documentários

Em setembro, o Instituto de Ciências Humanas e Letras da UNIFAL-MG, o ICHL, completa 10 anos de existência. Para celebrar a data, a direção programou o “Ciência e Consciência: 10 anos de ICHL”, evento remoto que reunirá uma série de atividades que serão transmitidas pelo canal do Instituto no YouTube no período entre 14 e 19/09.

Entre os destaques da programação comemorativa, está a realização de mesas-redondas sobre o papel das humanidades na Universidade, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), a Residência Pedagógica, a Prodocência, as políticas de pesquisa e os projetos e programas. Haverá também roda de conversas com orientandos de Iniciação Científica e pós-graduandos, egressos, lançamento de livros, exibição de documentário, entre outras atividades.

Para resgatar a história de implantação do ICHL, a equipe do Portal da UNIFAL-MG conversou com o professor Paulo César de Oliveira, atual diretor da unidade, que compartilhou como se deu a criação do Instituto.

Segundo Prof. Paulo César, o Instituto de Ciências Humanas e Letras foi constituído a partir do Departamento de Ciências Humanas, implantado em 2009 na Instituição. “O ICHL resulta do antigo Departamento de Ciências Humanas, criado em 2009, ainda na estrutura exclusivamente departamental remanescente da EFOA/CEUFE, que teve como primeiro chefe, o professor Fábio de Barros Silva, posteriormente, substituído pelo professor Paulo Denisar Vasconcelos Fraga, que viria a ser o primeiro diretor do Instituto”, explica.

Antes da criação do ICHL, os docentes que atuavam na área de Ciências Humanas na Instituição ficavam lotados no Departamento de Ciências Biológicas ou no Departamento de Clínica e Cirurgia. O primeiro curso a ser oferecido na área de Humanidades foi Pedagogia.

A decisão de ampliar o campo de Humanidades foi consequência de demandas da própria comunidade acadêmica, levadas para debate ao Conselho Superior, o qual deliberou pela criação dos cursos de História, Ciências Sociais e Letras, inicialmente abrigados pelo Departamento de Ciências Humanas e a partir de 2010, pelo Instituto de Ciências Humanas e Letras.

O Instituto de Ciências Humanas e Letras da UNIFAL-MG foi a primeira unidade acadêmica da área de Humanidades a ser criada nas Instituições de Ensino Superior (IFES) da mesorregião sul de sudoeste de Minas Gerais, a qual abrange 146 municípios.

Atualmente, o ICHL conta cerca de 80 docentes, uma servidora técnico-administrativa em Educação e um colaborador terceirizado para atender aproximadamente 500 estudantes matriculados nos quatro cursos de graduação e nos dois de pós-graduação stricto sensu oferecidos pela unidade. Os cursos de graduação são: Ciências Sociais, História, Letras e Pedagogia. Os programas de pós-graduação stricto sensu oferecem mestrado em Educação e mestrado em História Ibérica.

Prof. Paulo César ressalta que uma das características do ICHL, seus departamentos e cursos, é o compromisso com participação e democracia internas. Conforme o diretor, a contribuição do ICHL para a comunidade acadêmica e público em geral está nos debates em torno do papel da Humanidades na vida da sociedade e da Universidade, além de manifestações públicas diante de situações regionais e nacionais.

“Podemos destacar também os variados projetos de pesquisa e extensão, como as Jornadas Universitárias em Defesa da Reforma Agrária (JURA) e o Cineclube; a criação de dois programas de mestrado, além dos laboratórios dos cursos de Ciências Sociais, História, Letras, Pedagogia”, salienta.

A Brinquedoteca, espaço que integra o Laboratório de Brinquedos (Labrinque) da Universidade, também foi lembrada pelo professor Paulo César, como uma grande realização do ICHL nesses 10 anos, uma vez que atende a comunidade externa oferecendo brinquedos interativos para crianças a fim de exercitar os vários tipos de linguagem, como escrita, matemática, movimento, artes, natureza, sociedade e música, sob a monitoria de graduandos da Pedagogia.

Ao comentar a importância da existência do Instituto de Ciências Humanas e Letras para a população regional e para o ensino superior nas grandes áreas de Ciências Humanas e de Linguística, Letras e Artes, o diretor reforça: “Sua importância capital nasce da sua natureza de participar efetiva e ativamente da construção de uma universidade não apenas qualificada tecnicamente, mas crítica e reflexiva.”

Acesse a Agenda da UNIFAL-MG para conferir detalhes da programação

Copy link
Powered by Social Snap