Manifestação de Repúdio aos ataques virtuais a eventos promovidos por universidades e por outros setores da sociedade

A UNIFAL-MG sofreu interferências externas em eventos realizados por webconferência, assim como outras universidades e movimentos sociais do Brasil vêm sofrendo. Na sala de virtual de uma atividade de Acolhida ao Calouro, um grupo organizado de quatro pessoas proferiu ofensas, utilizou linguagem de cunho misógino e veiculou áudios com conteúdos pornográficos para ofender e constranger as mulheres presentes no evento.

A UNIFAL-MG, por meio do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI), já acionou a plataforma Google na tentativa de identificar o grupo de ódio que interferiu no evento. O caso foi, rapidamente, encaminhado para a Procuradoria Federal junto à Universidade para formalização de denúncia no Ministério Público, para assim, juridicamente, encontrar os culpados, para que estes, na forma da Lei, respondam pelos atos criminosos.

A UNIFAL-MG ressalta  que,  por meio Departamento de Direitos Humanos e Inclusão, alocado na Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Prace), planeja, executa, monitora, avalia e promove medidas para o combate à discriminação e para promoção do respeito à diferença, da igualdade de oportunidades e da equidade. As atividades do DDHI são realizadas pelo Núcleo de Acessibilidade (NAI), pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI), pelo Núcleo de Diversidade Sexual e Gêneros (Diverges) e pelo Núcleo de Atenção à Mulher (NAM). Na Universidade também são desenvolvidos diversos projetos de ensino, pesquisa e extensão que atuam na luta pelos direitos humanos e pelo respeito às diferenças.

A UNIFAL-MG enfatiza que repudia, de forma veemente, qualquer atitude misógina, machista, homofóbica, transfóbica, racista e qualquer forma de preconceito que coloque em constrangimento a dignidade da pessoa.

UNIFAL-MG, por meio da Reitoria, presta solidariedade às mulheres participantes do evento e coloca a estrutura administrativa à disposição de todos e todas que necessitem de apoio jurídico e psicológico pelo ocorrido.

Juntos e juntas somos mais fortes!

Sandro Amadeu Cerveira
Reitor da UNIFAL-MG

Veja o vídeo do Reitor sobre o assunto:

 

 

 

Copy link
Powered by Social Snap