Livro escrito por docente da UNIFAL-MG se transforma em curso on-line sobre ensino e avaliação de leitura

“Para que serve a avaliação? Prova é o mesmo que avaliação? Exame e prova são a mesma coisa? O que fazer com a nota da prova?” são algumas das perguntas que compõem o minicurso “Ensinar a Ler, Aprender a Avaliar”, ministrado pelo professor do Instituto de Ciências Humanas e Letras da UNIFAL-MG, Robson Santos de Carvalho, a pedido da Parábola Editorial. Baseado em livro de mesmo nome, publicado em 2018, o minicurso foi dividido em 5 aulas sobre ensino e avaliação de leitura e ocorre às terças-feiras, a partir das 13h, no canal da Parábola Editorial, até o dia 08/12.

A primeira aula abordou a temática “Texto, leitura, competências e habilidades”; a segunda ocorre hoje, dia 17/10, sobre a matriz de habilidades e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Os assuntos dos próximos encontros reúnem os conceitos de avaliação diagnóstica de habilidades de leitura, bem como a análise e elaboração de atividades. “A avaliação é sempre colocada no final do processo. Primeiro, ensinamos o conteúdo e, depois, damos a prova. Primeiro a teoria, depois a prova, para saber se o aluno aprendeu. Na verdade, o que proponho é a inversão. O ato de avaliar faz parte do ato pedagógico. Dessa forma, o próprio ato de avaliar é um ato de educar”, explicou o professor Robson Carvalho.

A respeito das aulas, o docente salientou que não é preciso assisti-las ao vivo, uma vez que estão disponíveis no Youtube. “Ao final, além disso, será emitido certificado aos participantes”, completou. O link para solicitação do certificado ficará disponível na descrição do vídeo publicado na última semana.

Confira a primeira aula abaixo:

Aula 1 – Texto, leitura, competência e habilidades

Sobre o livro “Ensinar a Ler, Aprender a Avaliar: avaliação diagnóstica de habilidades”

Segundo o professor Robson, a obra que deu origem ao minicurso mostra como avaliar alunos de forma mais eficaz, justa e pedagógica e apresenta um modelo de avaliação que pode transformar a sala de aula. “Com ele, você descobrirá o que seus alunos já sabem de fato (não apenas o quanto sabem) em diversos momentos do processo de ensino”, relata, acrescentando que a avaliação não é algo à parte do ato de educar. “O professor educa quando avalia. Para isso, precisa saber o que, como, quando e com que finalidades avaliar”, complementa.

As atividades de avaliação de leitura exemplificadas no livro buscam contribuir para a aquisição e o desenvolvimento das habilidades de leitura e para a construção da competência leitora dos alunos, uma vez que estas passarão a ser pensadas, elaboradas e executadas como avaliação diagnóstica de habilidades de leitura.

Colaboração: Prof. Robson Santos de Carvalho, do Instituto de Ciências Humanas e Letras da UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap