Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF/UNIFAL-MG) comemora 100ª defesa de dissertação; curso de Doutorado do Programa tem início ainda em 2020

Com a defesa da dissertação “Grupos de educação em saúde e morbimortalidade materna: uma revisão integrativa”, o Programa de Pós-Graduação em Enfermagem alcançou a marca de 100 dissertações defendidas! O trabalho foi apresentado pela pesquisadora Ana Beatriz Ribeiro, no dia 25/11, na linha de pesquisa “Gestão em Serviços de Saúde e Educação”. A dissertação foi orientada pela professora da Escola de Enfermagem da UNIFAL-MG, Simone Albino da Silva, e coorientada pelo professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Instituição, Sinézio Inácio da Silva Júnior.

O objetivo do estudo foi analisar as evidências científicas disponíveis sobre a relação dos grupos de educação em saúde realizados com gestantes de risco habitual e a morbimortalidade materna, por meio de uma revisão de literatura nas bases de dados Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Web of Science, PubMed e Scopus. “Foram incluídos, na revisão, artigos primários que respondiam à questão norteadora da revisão integrativa, sem distinção do delineamento metodológico, publicados nos idiomas inglês, português e espanhol, no período compreendido entre outubro de 2009 e outubro de 2019. Foram incluídos, no total, 24 estudos”, explicou Ana Beatriz Ribeiro à Dicom.

Com a revisão integrativa, foi possível evidenciar que a realização de atividades educativas em grupo, destinadas a gestantes, é capaz de proporcionar troca de experiências, formação de redes de apoio, autoconhecimento, autocuidado, empoderamento e autoconfiança. “Esses fatores proporcionam maior qualidade do cuidado que é prestado de forma integral à gestante, com maior adesão ao pré-natal, bem como maior satisfação das mulheres em relação à assistência recebida e à continuidade do cuidado mesmo depois do parto”, continuou a discente.

Tema da pesquisa de Ana Beatriz Ribeiro

Para ela, foi uma honra realizar a 100ª defesa do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, na banca que contou com a presença da orientadora da pesquisa, Profa. Simone Albino da Silva, e das professoras Christianne Alves Pereira Calheiros e Patricia Scotini Freitas, também da Escola de Enfermagem. “Antes mesmo de ser discente do programa, já sabia da conceituação e da qualidade de ensino. Quando tive a oportunidade de ser discente, pude conhecer os docentes, que são extremamente competentes, bem como a coordenação e o colegiado do PPGENF. Acredito que todas essas questões foram essenciais  para que o programa tenha se consolidado”, finalizou.

De acordo com a coordenação do PPGENF, a 100ª defesa de dissertação foi comemorada com satisfação e júbilo. “Ao atingir esse número, fica evidente a maturidade do Programa nos seus 10 anos de funcionamento. Essa maturidade também proporcionou a aprovação do curso de doutorado, que se inicia neste ano de 2020, a fim de proporcionar, aos docentes, o crescimento da produção científica, parcerias com outras instituições de pesquisa, captação de recursos para projetos e internacionalização. Para os discentes egressos do mestrado, o curso de doutorado proporciona a oportunidade de continuar a formação na pós-Graduação stricto sensu, que, até então, era oferecida em instituições que ficam a mais de 250 km de Alfenas”, reforçou a equipe.

Para a UNIFAL-MG, a aprovação do curso de Doutorado do PPGENF demonstra atingir uma das metas do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI): o aumento de cursos de Pós-Graduação e a projeção de cursos bem avaliados pela Capes. “Além disso, por ser uma instituição pública, ela cumpre o seu compromisso – a devolutiva para a sociedade de formação de recursos humanos qualificados, que desenvolvem pesquisas importantes para solucionar problemas de saúde da população e para direcionar políticas públicas de saúde”, finalizou a equipe de coordenação do PPGENF.

Saiba mais sobre o Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

A aprovação do curso de doutorado, que se inicia com 8 vagas, conta com um corpo docente de 13 docentes permanentes e 4 colaboradores, bem como duas linhas de pesquisa: Processo de Cuidar em Enfermagem e Gestão em Serviços de Saúde e Educação. O projeto pedagógico do curso está fundamentado na abordagem da prática baseada em evidências, e a dinâmica curricular é composta por 20 disciplinas; 4 delas são obrigatórias.

O objetivo do Doutorado em Enfermagem é formar pesquisadores e docentes na área da Enfermagem com competência para a produção de conhecimento científico, por meio da valorização da interprofissionalidade e da capacidade de tomar decisões clínicas baseadas nas melhores evidências, considerando as preferências do paciente e o melhor custo-efetividade para aplicação à prática, de acordo com as necessidades do indivíduo e da sociedade. Os mestres e doutores formados pelo PPGENF poderão atuar em instituições públicas e privadas, na assistência, na gerência ou no ensino, para a melhoria da qualidade dos serviços, bem como na formação de competentes enfermeiros. “Nesse contexto, há de reconhecer o comprometimento daqueles que fizeram parte e história no Programa como docentes, coordenadores e egressos, e do seu atual corpo docente, discente e coordenação, que, com o apoio da UNIFAL-MG, não tem medido esforços para o alcance das métricas da Capes”, reforçou a coordenação do PPGENF.

O resultado final do processo seletivo para o Doutorado em Enfermagem, cujas inscrições se iniciaram em setembro, por meio do Edital 013/2020, sairá no dia 11/12. Para outras informações, acesse o site do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. 

*Milena Favalli Simão é estagiária da Diretoria de Comunicação Social da UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap