Professor de epidemiologia comenta o cenário da covid-19 no sul de Minas após um ano de pandemia

Em março, completou-se um ano desde que o primeiro caso de Covid-19 registrado no Sul de Minas e, em matéria entrevista veiculada no 19/03, no Bom Dia Cidade, da EPTV Sul de Minas,  o professor de epidemiologia Marcos Coelho Bissoli, da Faculdade de Nutrição, comentou, ao vivo, o cenário atual da pandemia.

Na entrevista, o professor Marcos Bissoli ressaltou que o vírus, de certa forma, ainda é desconhecido, visto que a humanidade ainda está buscando entender mais sobre ele. O professor reforçou a importância das medidas preventivas e apontou que os países que atuaram de forma efetiva na prevenção, estão em situações bem melhores que a encontrada em países como o Brasil, no qual segundo ele, ocorre a minimização da gravidade da doença.

Para o epidemiologista, é necessário uma conscientização das pessoas no combate à pandemia. Segundo ele, essa postura é uma responsabilidade social, um respeito para com as pessoas que possuem mais chance de contrair o vírus. Ademais, a informação de que a Covid-19 pode deixar sequelas para toda a vida, enfatiza o professor, por si só já deveria ajudar na conscientização das pessoas.

“Observar os cenários internacionais”, sugere Marcos Bissoli, ao ser perguntado sobre os próximos passos do combate ao Covid-19. Para ele, o Sul de Minas está ainda na segunda onda. Sabendo da possibilidade de uma terceira onda acontecer no Sul de Minas, entender como se deu a terceira e a quarta onda na Europa é fundamental. “Mas se nós não nos cuidarmos, a terceira onda pode vir de forma desastrosa na nossa região”, finaliza.

Confira a reportagem completa:

Disponível no link: https://globoplay.globo.com/v/9363311

Colaboração: Túlio Rabelo, estagiário de Comunicação Social da UNIFAL-MG campus Varginha.

Copy link
Powered by Social Snap