Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação em Física da Associação UNIFAL-MG/UFSJ

Nesta terça-feira (13/08), às 14h, acontece o Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação em Física da Associação UNIFAL-MG/UFSJ, na sala B-107, no campus Poços de Caldas. Com o objetivo de discutir uma pesquisa de ponta em cosmologia e dinâmica do universo, o programa receberá o professor canadense da McGill University de Montreal (Quebec), Ryo Namba, para ministrar sobre o tema “Injeção de energia na radiação cósmica de fundo pela dinâmica de campos de calibre do tipo axiônico” (Energy Injection into CMB from Axion-Gauge Field Dynamics).  

O evento, coordenado pelo professor do Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFAL-MG, Rodrigo Cuzinatto e pelo palestrante, Prof. Ryo, é aberto à comunidade acadêmica envolvida com atividades de pesquisa e interessadas em ações de internacionalização.

Confira abaixo o resumo do estudo que será apresentado:

“Nos últimos 50 anos, as medidas da radiação cósmica de fundo em microondas (CMB, em inglês) avançaram imensamente o nosso conhecimento e entendimento da história de nosso universo. A precisão das observações da CMB permitiram-nos mostrar a natureza da radiação remanescente como um bastante acurado espectro de corpo negro. Entretanto, qualquer forma de energia injetada na CMB para valores de redshifts entre 1000 e 1000000 poderiam causar um desvio do espectro de corpo negro. Tal assinatura serviria como uma sonda poderosa de processos físicos no universo durante o período anterior ao último espalhamento dos fótons. Neste contexto, investigamos o mecanismo de  produção de partículas sem massa de spin-1 através do acoplamento com campos axiônicos. A presença (possivelmente abundante) de axions é, de forma geral, esperada numa teoria completa no regime do ultra-violeta, e eles interagem com campos de gauge de uma forma única devido às suas simetrias. Consideramos a consequência dessa interação e mostramos que oscilações coerentes de axions levam à uma produção copiosa de calibre no universo primordial. A energia produzida pode deformar a natureza de corpo negro do espectro da CMB antes da recombinação, levando a distorções espectrais. Avaliamos os sinais desse efeito tendo em vista as missões futuras, tais como PIXIE, que devem aperfeiçoar a sensibilidade espectral em até 3 ordens de magnitude.”

Data

13 ago 2019

Horário

14:00
Categoria
Copy link
Powered by Social Snap