Equipe de pesquisa e extensão: 
Ana Carolina Carvalho da Silva¹, Ana Clara Figueredo Dias²,
Carolina Berraut Chiminazo², Jamile Cristina Lima¹,
Maria Nardini Menegaz¹, Olga Anastácio de Oliveira²,
Rafaela Aparecida Breves Batista¹, Thayla Eugênia da Silva Tomé¹
¹ Acadêmica de Farmácia – UNIFAL-MG  | ² Acadêmica de Biomedicina – UNIFAL-MG
Coordenadores: 
Prof. Sinézio Inácio da Silva Júnior (UNIFAL-MG) e
Prof. Luiz Felipe de Paiva Lourenção  (UNIFAL-MG)
Contato:
sinezio@unifal-mg.edu.br

ATENÇÃO: esta é uma publicação de resultados de projeto de pesquisa da Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG, mas opiniões eventualmente expressas no texto não significam necessariamente a posição oficial da UNIFAL-MG.

Com o objetivo de verificar o perfil epidemiológico e possíveis correlações entre parâmetros de saúde e a evolução da doença nacional e regionalmente, pesquisadores da UNIFAL-MG desenvolvem o projeto de Iniciação Científica “Indicadores Covid-19”, a fim de monitorar, por meio de boletins semanais, o número de casos confirmados, recuperados, internados e óbitos.

O projeto é coordenado pelo epidemiologista e professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNIFAL-MG, Sinézio Inácio da Silva Júnior, e conta com a participação das pesquisadoras Ana Carolina Carvalho da Silva, acadêmica do curso de Farmácia, e Ana Clara Figueredo Dias, do curso de Biomedicina.

A equipe verifica nas unidades da federação e em Minas Gerais – por macrorregião de saúde e municípios da macrorregião sul -, o perfil expresso por incidência, mortalidade, letalidade, coeficiente de incidência acumulada, coeficiente de prevalência e de mortalidade padronizados e não padronizados, agregados e desagregados conforme idade, sexo biológico, raça/etnia, local de residência, meses e semanas da situação epidêmica.

O estudo também apresenta indicadores de saúde que podem ser – e estão sendo – afetados pela pandemia, como internações, procedimentos hospitalares cirúrgicos e clínicos, tempo médio de internação e taxa de mortalidade hospitalar, além de dados sobre SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

Leia também: Pesquisadores da UNIFAL-MG monitoram, semanalmente, a evolução da Covid-19 no Brasil; projeto científico ajuda a compreender indicadores da pandemia

Confira a seguir os boletins:

:: Boletim Epidemiológico N° 43 – 11/10/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas
:: Boletim Epidemiológico N° 43 – 11/10/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas

O boletim IndCovid nº 43 destaca o início do controle da pandemia no estado e na região sul de Minas, mas chama a atenção para o ritmo de mortes que não acompanha a diminuição de novos casos. “Graças à vacinação, começamos a controlar a pandemia em Minas Gerais e na região Sul já há alguns meses. Contudo,…

:: Boletim Epidemiológico N° 42 – 04/10/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas
:: Boletim Epidemiológico N° 42 – 04/10/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas

Nesta edição, a análise do boletim IndCovid mostra que Minas Gerais iniciou a semana (dia 4/10) com tendência de estabilidade em novos casos e óbitos, e diminuição em internações. A média diária de novos casos na semana ficou em 2.224, novos óbitos em 50 e novas internações em 171. A região Sul, apresentou tendência de estabilidade em…

:: Boletim Epidemiológico N° 41 – 27/09/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas
:: Boletim Epidemiológico N° 41 – 27/09/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas

A edição 41 do boletim IndCovid aponta que a taxa de mortalidade por Covid-19 em Minas Gerais apresenta grande diferença entre as regiões mineiras. No estado, morreram 256 pessoas pela doença a cada 100.000 habitantes. A maior taxa foi da Triângulo do Norte com 392 óbitos por 100.000 e a menor foi da Jequitinhonha com 110 por…

:: Boletim Epidemiológico N° 40 – 20/09/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas
:: Boletim Epidemiológico N° 40 – 20/09/2021 – Situação epidêmica de Covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas

O número 40 do boletim IndCovid apresenta resultados de comparação de taxas de mortalidade por Covid-19 entre faixas etárias. Considerando toda a pandemia em Minas Gerais, o risco de uma pessoa de 60 anos ou mais morrer por Covid-19 foi 512 vezes maior do que para os adolescentes (10 a 19 anos). Quando essa comparação considera apenas…

Copy link
Powered by Social Snap