Pesquisa da UNIFAL-MG estuda nova alternativa para o controle dos sintomas de náusea e vômito em gestantes sem medicação

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação da UNIFAL-MG está desenvolvendo uma pesquisa de mestrado que visa tratar os sintomas de náusea e vômito em gestantes de forma conservadora, ou seja, sem medicação. A metodologia envolve avaliação fisioterapêutica especializada, tratamento e acompanhamento.

Segundo professora Simone Botelho, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, para receber o tratamento, as gestantes participantes devem inicialmente responder a dois questionários para facilitar a compreensão do impacto da náusea em sua qualidade de vida. “Esses sintomas são comuns em 80% das mulheres gestantes e tendem a comprometer a sua qualidade de vida, afetando não somente a saúde física, mas também as relações sociais, familiares, atividades de vida diária e a relação emocional com o bebê”, explica. Tais sintomas, de acordo com Profa. Simone, são responsáveis pelo isolamento físico, social e emocional entre 8 e 12% das mulheres e, atualmente, a abordagem terapêutica é medicamentosa, necessitando de uso contínuo como tentativa de controle dos sintomas.

“O tratamento proposto nessa pesquisa é realizado a domicílio com equipamento que faz estimulação na região do punho esquerdo, o que, tende a inibir a sensação de enjoo e diminuir a quantidade de medicamento ingerido na gestação. Como benefícios adicionais, as gestantes são convidadas para participar de outras atividades desenvolvidas na Universidade, como a hidroterapia e o curso para gestantes”, detalha.

Para mais informações, horários de atendimentos e encaminhamentos de pacientes, entrar em contato com a Secretaria da Clínica de Fisioterapia, na Unidade Santa Clara da UNIFAL-MG, pelo telefone (35) 3701-1900 ou com a fisioterapeuta Adriana Piccini pelo telefone/Whatsapp: (35) 99743-3342.

Copy link
Powered by Social Snap