“É a primeira vez que pude participar de uma visita técnica e fiquei encantada com a Flipoços 2019”, afirma residente do curso de Letras sobre a oportunidade agregadora da atividade formativa

Aproximadamente 50 estudantes do curso de Letras da UNIFAL-MG, entre discentes e residentes, participaram de uma visita à Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas (Flipoços), ação que integra o projeto pedagógico do curso como atividade formativa e cultural.

Ocorrida no sábado (04/05), a visita foi proposta pelo professor Italo Oscar Riccardi León, que acompanhou os acadêmicos juntamente à professora Elíria Quaresma Fugazza. “Flipoços é considerada uma das feiras literárias mais importantes do sul de Minas Gerais e na atualidade do Brasil, e representa uma oportunidade regional única para ter contato com uma multiplicidade interessante de títulos de livros e também de se aproximar dos escritores favoritos”, afirma, acrescentando que a feira possibilita também aos visitantes, a chance de folhearem livros, participarem de lançamentos e promoções de obras, oficinas, conferências e mesas-redondas, bem como de saborearem as deliciosas degustações que oferece a culinária poços-caldense.

Para o professor, um dos momentos marcantes da visita à feira foi o lançamento do livro “Tarsila do Amaral, a modernista”, da professora Nádia Batella Gotlib, pesquisadora, ensaísta mineira e livre-docente pela Universidade de São Paulo (USP).  “A proposta do livro tem como finalidade resgatar a trajetória considerada ‘libertária’ daquela que é uma das maiores artistas plásticas do Brasil”, conta. “O livro está divido em oito partes: Esboço, Primeiros Traços, Circuito Modernista, Pau-Brasil, Antropofagia, O Social, Últimos Traços e Moldura. Em sua configuração editorial estão presente as imagens e as informações que vão dos primeiros tempos da pintora às suas viagens e estudos, vida pessoal, amores e seu papel no cenário das artes plásticas, numa visão de mundo em sintonia com o contexto artístico além das fronteiras nacionais”, destaca.

Sintetizando a importância da realização de atividades formativas como essa, da visita à Flipoços, Profa. Elíria salientou: “Esse tipo de atividade representa todo um esforço enorme de formação, empreendedorismo pedagógico, ampliação de horizontes culturais e visão de mundo, tão importantes na vida acadêmica de um discente que atua e se profissionaliza na área das Letras, visando atuar num futuro vindouro como professor no contexto da escola básica brasileira, com ótima formação fornecida pela universidade pública.”

As palavras da professora podem ser confirmadas no relato da residente do curso Letras/Espanhol do 7º período, Juliana Oliveira Pessoa, que participou da atividade compartilhando suas impressões. “É a primeira vez que pude participar de uma visita técnica (viagem) para algum lugar e fiquei encantada com a Flipoços 2019. Essa experiência docente de formação de professores me colocou dentro de um espaço de conhecimento do mundo atual, poucas vezes oferecido ou explorado, e também vinculado à literatura. Adorei a feira, o contato com os livros e palestras que pude assistir. Tenho certeza que, se tiver outras oportunidades, não vou perder”, enfatizou.

Vale destacar que a acadêmica participa do Programa de Residência Pedagógica das Instituições de Ensino Superior (IES)/Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica (DEB/MEC), o qual propõe induzir a reformulação do estágio supervisionado nos cursos de licenciatura, por meio da experiência da residência pedagógica e da implementação de projetos inovadores que estimulem articulação entre teoria e prática nos cursos de licenciatura, conduzidos em parceria com as redes públicas de educação básica. A residência pedagógica é uma atividade de formação realizada por um discente regularmente matriculado em curso de licenciatura e desenvolvida numa escola pública de educação básica, denominada escola-campo.

A caminho da cidade de Poços de Caldas-MG, a presença de um grupo descontraído de discentes do curso de Letras (Licenciatura em Português e em Espanhol), acompanhado pelos professores Italo Oscar Riccardi León e Elíria Quaresma Fugazza (Foto: arquivo pessoal Prof. Italo)

Sobre a Flipoços

Com o tema “Literatura sem fronteiras”, e pensando em ultrapassar as fronteiras brasileiras e conhecer também a cultura e a literatura latino-americana, assim como outras literaturas, como a indígena, a Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas (Flipoços) se consolida como um evento literário que busca cada vez mais, atrair um número maior de pessoas ao universo transformador do livro e da leitura por meio da Literatura que, nas palavras do insigne (notável) professor Antônio Candido, parece corresponder a uma necessidade universal, que precisa ser satisfeita, e cuja satisfação constitui um direito. O evento procura levar para Poços de Caldas, não só escritores ilustres e reconhecidos nacional e internacionalmente, como também os expoentes que têm conteúdo agregador e que precisam de oportunidade para apresentar seus trabalhos. Na edição deste ano, foi escolhido como patrono o professor, escritor e crítico literário Jorge Schwartz, chamado de o “escritor sulfuroso”, uma referência às águas sulfurosas que fizeram a fama da cidade.

Outras informações:  http://www.flipocos.com/

 

Copy link
Powered by Social Snap