Discentes do curso de Geografia realizam trabalho de campo sobre o barroco mineiro em Ouro Preto e Mariana

Os alunos das disciplinas “História do Brasil” e “Arte, Cultura e Colonização no Império Português”, ministradas pelo professor do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), Alisson Eugênio, visitaram recentemente as cidades de Ouro Preto e Mariana. Com o propósito de conhecer o barroco mineiro, os discentes fizeram um trabalho de campo em pontos turísticos dos municípios.

Estudantes fazem pose em frente à Igreja de São Francisco de Assis, considerada uma das mais importantes igrejas coloniais do país. (Foto: arquivo pessoal Prof. Alisson Eugênio)

As turmas foram ao Museu da Inconfidência, ao Museu da Casa dos Contos, às igrejas de Nossa Senhora do Pilar e de São Francisco de Assis e à Praça Tiradentes, que ficam em Ouro Preto, bem como à Casa de Câmara e Cadeia e à Praça Minas Gerais, em Mariana.

“Nesses lugares, fomos analisar as características da arte e cultura barrocas, após um estudo teórico em sala de aula no qual foi explicado o surgimento do Barroco como forma de expressão, ideologia e visão de mundo, e o contexto histórico que permitiu seu início tanto na Europa quanto no Brasil, particularmente em Minas Gerais”, relata o professor Alisson.

A experiência foi uma oportunidade para os alunos conhecerem os locais mais importantes de Ouro Preto, que foi uma potência brasileira na época colonial, como afirma Mariana Cupini, discente do 1° período do curso de Geografia (Bacharelado). “Conhecer a história, a arquitetura, os museus e as igrejas é poder voltar a vivenciar um pouco desse período, entender o contexto e apaixonar-se pela arte barroca expressa nas igrejas. Um trabalho de campo incrível!”, finaliza.

Durante o trabalho de campo, o grupo também prestigiou oficinas e palestras da Semana de Artes da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), realizada de 04 a 12/05.

*Milena Favalli Simão é estagiária da Diretoria de Comunicação Social da UNIFAL-MG 

Copy link
Powered by Social Snap