Conselho Universitário da UNIFAL-MG divulga nota em defesa dos princípios constitucionais de garantia de um ensino público, gratuito e de qualidade

Em nota divulgada nesta quinta-feira (30/05), o Conselho Universitário da UNIFAL-MG, reitera sua posição em defesa dos princípios constitucionais de garantia de um ensino público, gratuito e de qualidade, e expressa seu repúdio contra o sucateamento das instituições públicas.

Confira a nota:

“O Conselho Universitário da Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG, reunido em 30 de maio de 2019, tendo em vista as recentes medidas de contingenciamento de recursos por parte do Governo Federal, que impacta um percentual de 30% das verbas discricionárias da Universidade, manifesta sua preocupação com o comprometimento das atividades de ensino, de pesquisa, de extensão e administrativas.

O referido contingenciamento afeta diretamente inúmeras atividades de pesquisa, de ensino, de extensão, e de prestação de serviços à comunidade e, consequentemente, impacta na qualidade que confere a universidade pública sua importância junto a sociedade brasileira.

A universidade pública é um patrimônio legítimo do povo brasileiro, espaço democrático de construção de inúmeros saberes, caracterizado pela liberdade de expressão e pela luta contínua da garantia de todos os direitos constitucionais. A manutenção desse espaço é de fundamental importância para o processo de consolidação dos princípios democráticos de nossa sociedade.

Nesse sentido, reitera sua posição em defesa dos princípios constitucionais de garantia de um ensino público, gratuito e de qualidade, e expressa seu repúdio contra o sucateamento das instituições públicas, realizado por meio do contingenciamento de verbas fundamentais para o seu funcionamento, e reafirma seu compromisso com uma gestão democrática e com um ensino de qualidade.”

Acesse na íntegra: Nota Conselho Universitário

 

Copy link
Powered by Social Snap