Realização de sonhos: cerca de 200 acadêmicos de diversos cursos colam grau em solenidades na UNIFAL-MG

“Nem parece que é verdade a conclusão desse ciclo. É a realização de um sonho!” Com estas palavras, a formanda Lara Daniela Moreira Rocha resumiu o seu sentimento de satisfação por alcançar o diploma de “farmacêutica” pela UNIFAL-MG.

Assim como ela, outros cerca de 200 concluintes, acompanhados por familiares e amigos, participaram das cerimônias de colação de grau realizadas na sexta-feira, 06 de março, no auditório Dr. João Leão de Faria. As solenidades foram organizadas pela equipe do cerimonial, formada por integrantes da Secretaria Geral e da Diretoria de Registros Gerais e Controle Acadêmico (DRGCA).

Pela manhã, a outorga de grau foi concedida a formandos dos cursos de Biomedicina, Biotecnologia, Ciências Biológicas, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição, Odontologia e Pedagogia (Licenciatura).

Participaram do momento junto ao reitor, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, os professores: Alexandre Giusti Paiva, coordenador do curso de Biomedicina; Breno Régis Santos, coordenador do curso de Biotecnologia; Cristiane Aparecida Silveira Monteiro, coordenadora do curso de Enfermagem; Sandra Maria Oliveira Morais Veiga, diretora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas; Lígia de Sousa Marino, coordenadora do curso de Fisioterapia; Flávia Della Lucia, coordenadora do curso de Nutrição; Victor Humberto Orbegoso Flores, coordenador do curso de Odontologia, e André Luiz Sena Mariano, vice-coordenador do curso de Pedagogia (Licenciatura).

No período da tarde, foi a vez de concluintes dos cursos de Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, Ciência da Computação, Ciências Econômicas, Ciências Sociais (Bacharelado), Química (Bacharelado), Ciências Sociais (Licenciatura), Letras, Matemática, Pedagogia e Química (Licenciatura).

A mesa solene foi presidida pelo reitor, acompanhado pelos professores: Flávio Barbieri Gonzaga, coordenador do curso de Ciência da Computação; Adriano Pereira Santos, coordenador do curso de Ciências Sociais (Licenciatura); Rosângela Rodrigues Borges, coordenadora do curso de Letras (Licenciatura); Ângela Leite Moreno, representante do curso de Matemática; André Luiz Sena Mariano, vice-coordenador do curso de Pedagogia; Cláudia Torres, coordenadora do curso de Química (Licenciatura), e Márcia Cordeiro, representando o curso de Química (Bacharelado).

A partir das 17h, colaram grau formandos da Biomedicina, de Ciências Biológicas, da Geografia, de Física e de História (Licenciatura). A solenidade contou com a participação dos professores: Lívia Maria Rosatti Moda, coordenadora do curso de Ciências Biológicas (Bacharelado); Luisa Dias Brito, coordenadora do curso de Ciências Biológicas (Licenciatura); Anibal Thiago Bezerra, coordenador do curso de Física; Estevan Leopoldo de Freitas Coca, coordenador do curso de Geografia (Licenciatura), e Marta Gouveia de Oliveira Rovai, vice-coordenadora do curso de História (Licenciatura).

Em pronunciamento, o reitor, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, compartilhou a alegria dos formandos e familiares presentes, ressaltando o papel da universidade pública. “Este é o momento de fechamento de ciclos, de um processo que foi longo, de grandes transformações e grande aprendizado”, declarou. “A Universidade tem esse papel de poder realizar o sonho de uma família, de um jovem, de um idoso ou de uma pessoa de meia idade”, pontuou.

Durante as cerimônias, Prof. Sandro teceu reflexões sobre o que é feito nas universidades públicas e a importância de haver investimentos nessas instituições para o desenvolvimento científico e tecnológico do país.

Ao finalizar o discurso, o reitor pediu aos formandos para guardarem o juramento proclamado não apenas como protocolo, mas para ser aplicado na prática profissional. “Nós inserimos os objetivos da República no nosso juramento para nos ajudar a lembrar que, seja qual for a nossa profissão, do médico ao cientista social, do engenheiro ao nutricionista, o exercício da nossa profissão não pode ser apenas focado na realização de nossos desejos individuais, mas também precisa contribuir para a construção de um país melhor, para uma sociedade mais livre, mais justa e mais solidária. Meus parabéns, que sejam muito felizes”, encerrou.

Experiências dos formandos

“Na UNIFAL-MG, para mim, foi maravilhoso. Eu vim de longe, e aí pensei que ia ser complicado, mas foi ótimo. Se não fosse o ENEM, eu não estaria aqui.”

Júlia Gentil Lima – Formanda do curso de Fisioterapia

 

 

“Como a Biotecnologia é uma área grande de atuação, espero que a gente consiga abrir cada vez mais caminhos, tanto na área industrial, como na área acadêmica. Que a gente possa mostrar para as pessoas o que é, bem como inovar. Estou ansioso e feliz de estar aqui e por poder ingressar na área de trabalho. Espero que possamos dar resultados bons para a Universidade”.

André José Fernandes – Formando do curso de Biotecnologia

 

 

“Eu espero ser uma profissional competente e tenho certeza de que o curso que a UNIFAL-MG oferta dá uma grande base pra isso. Estar na UNIFAL-MG foi uma experiência de crescimento, não só técnico, mas de formação humana”.

Lara Daniela Moreira Rocha – Formanda do curso de Farmácia

 

“No curso, eu me encontrei. Como expectativa, quero aplicar, de uma forma boa, tudo o que aprendi. Foram, no total, 5 anos. No começo, mudar de cidade e ficar longe de casa, tudo isso é difícil, mas foi uma transformação, foi maravilhoso. Não acredito que 5 anos se passaram, estou realizada”.

Gabriela Benatti de Oliveira – Formanda do curso de Nutrição

 

 

“As minhas expectativas são as melhores, esse é um sonho muito grande. Foi muito difícil chegar até aqui. Entrar em uma universidade pública é difícil, por eu ter estudado em escola pública. Todo mundo fala que é impossível, se é o sonho, dá certo sim. Então, é muito emocionante eu estar aqui, a gente aprende muito na universidade e tem muita gente boa aqui que para ajudar e incentivar. É com imensa felicidade que eu falo isso: eu consegui, por mais difícil que tenha sido. A caminhada foi difícil, mas agora que acabou dá saudade. É uma sensação de dever cumprido. Foi ótimo estar em Alfenas”.

Letícia Marcondes – Formanda do curso de Odontologia

 

“Estou realizando um sonho de criança! Hoje eu estou com 54 anos e esse curso para mim foi maravilhoso.  Eu era técnica em Enfermagem, mas quando vi como era “ensinar”, eu  me deslumbrei. Eu saio daqui com a certeza de que era isso mesmo que eu queria para minha vida. E eu quero dizer para outras pessoas que queiram cursar um curso superior que não tenham  medo. A gente consegue, pois existem pessoas dispostas a ajudar.”

Luzenilda Rosária Alves – Formanda do curso de Pedagogia

 

“Eu venci barreiras para chegar até aqui. Não é um curso fácil, mas eu ganhei muito conhecimento, conheci várias pessoas e, a partir de agora, é continuar estudando. Fazer um mestrado e não parar de estudar. Para mim, o mais gostoso da vida universitária foi fazer amigos. Aqui, a gente faz amigos para vida.”
Danielle Cristina de Castro – Formanda em Matemática

“Tivemos ótimos professores, aprendemos muito, superarmos muitas barreiras, pois Matemática não é um curso fácil. Mas deu tudo certo! E posso dizer que tudo que vivemos na Universidade foi muito intenso.”
Ronaldo André Lopes – Formando em Matemática

 

“A experiência universitária é muito rica. A possibilitou-me fazer parte de diversos grupos que, normalmente, eu não faria, seja na sala de aula com os professores e colegas ou projetos de extensão. A Universidade agrega muito na nossa formação para além da formação profissional. Agrega enquanto ser humano e cidadão.  Claro que houveram dificuldades,  mas sempre gostei de me dedicar ao máximo às coisas e isso me proporcionou alguns momentos muito interessantes. Um deles foi apresentar o TCC, que dá muito medo, mas é muito bom. Eu entrei no curso de ciências sociais e no primeiro momento eu tentei conciliar com o que eu mais gosto de fazer que é música. E a possibilidade de participar desses projetos da área de música aqui na UNIFAL-MG foi a melhor coisa que aconteceu comigo. Tanto a Orquestra Popular, o Madrigal Renascentista e a Banda Histórias Cantadas são ambientes bem diferentes que agregam muito para nossa formação.”

Grégor Castro Erbiste – Formando em Ciências Sociais – Bacharelado

 


“Eu não acreditava que eu conseguiria chegar nessa etapa da minha vida, pois no começo eu achava que o curso não era para mim. E com o tempo, o curso da UNIFAL-MG me ensinou como gostar de Ciência da Computação. Hoje eu sei que eu realmente pertenço a essa área. “

Denner Azevedo Rocha –  Formando em Ciência da Computação

 

 

“Cursar Letras foi a realização de um sonho. É a minha segunda graduação. Eu sou formada em Direito, mas sempre quis estudar algo na área de línguas. A UNIFAL-MG me abriu muitas portas. Foi um período maravilhoso e, apesar de todas as dificuldades, colar grau é algo sempre emocionante. Eu sou muito grata a todas oportunidades que a UNIFAL-MG me proporcionou na residência pedagógica, estágio e na extensão. Poder trabalhar com o programa Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI) foi uma experiência muito enriquecedora ao longo da vida acadêmica.”

Giovana Marques Araújo –  Formanda em Letras  – Licenciatura

 

“Quando eu comecei, eu ainda tinha dúvidas. Mas com o passar do tempo, eu vi que a profissão fazia sentido para mim. A Iniciação Científica me ajudou muito nisso.  Agora, formada,  eu vou procurar crescer profissionalmente cada vez mais.”

Pâmela Silva Cândido – Formanda em Química – Bacharelado

 

“Estou sentindo muita emoção, pois não é todo dia que a gente se forma em uma universidade  pública, em um curso de excelência, com professores dedicados e com ótima formação. É muito emocionante compartilhar esse momento especial com a família e amigos. O que eu mais gostei no meu período de Universidade, foi o aprendizado, as amizades e, principalmente, a compreensão da importância de estar cursando uma universidade federal, uma universidade pública e, a partir disso, poder adentrar no ‘universo’ como geógrafa”.

Clara Ribeiro Silva – Formanda em Geografia  – Bacharelado

 

“Me ingressei na UNIFAL-MG em 2011, então já faz nove anos que estou aqui. Não foi fácil chegar onde eu cheguei. Estou com 49 anos, três filhos. Eu vejo que a idade não é uma barreira para gente alcançar os objetivos. Hoje estou aqui com muita satisfação e alegria. Quero agradecer a todos os professores que me acompanharam na minha caminhada. Eu insisti, persisti e não desisti.  Se a gente tiver persistência, a gente consegue. E eu quero dizer para outras pessoas que venham e acreditem em seu potencial. Basta dar o primeiro passo. Chegando na Universidade, você tem suporte, apoio e infraestrutura. Acreditando você consegue. Não importa que você ainda não tenha o segundo grau ou que ainda não seja alfabetizado. Alfabetize-se! Se prepare! E venha para Universidade!”

Paulo César Rocha – Formando em História – Licenciatura

Fotos: Dicom/UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap