Discente do campus Poços de Caldas realiza intercâmbio na França para desenvolvimento de pesquisa sobre propriedades ópticas de vitrocerâmicas

O mestrando do Programa de Pós-Graduação em Química da UNIFAL-MG, Renato Oliveira Evangelista, realizou, de outubro de 2019 a fevereiro de 2020, pesquisas experimentais no Instituto de Química da Matéria Condensada (ICMCB), da Universidade de Bordeaux, na França. O objetivo principal do projeto foi estudar as propriedades ópticas de novas composições de vitrocerâmicas não reportadas na literatura por meio de técnicas de preparação de materiais e medidas experimentais não disponíveis no Brasil.

“Foram identificadas novas fases cristalinas nessas vitrocerâmicas, as quais apresentaram propriedades ópticas inusitadas. O trabalho do Renato foi a caracterização e entendimento do comportamento óptico desses materiais”, informou o orientador do discente, o professor do Instituto de Ciência e Tecnologia do campus Poços de caldas, Gael Y. Poirier.

O estudo contou com a orientação dos pesquisadores do Institut de Chimie de la Matière Condensée de Bordeaux, Thierry Cardinal e do Institut des Sciences Moléculaires, Marc Dussauze e Vincent Rodriguez. “Nosso discente pôde complementar uma parte de sua pesquisa em um laboratório reconhecido mundialmente. Isso, além de ter grande relevância na parte científica, pois possibilitará a publicação de artigos em revistas com alto fator de impacto, também contribuirá para o desenvolvimento da Cooperação Internacional da Instituição, um dos objetivos da CAPES para as universidades brasileiras”, explicou o Prof. Gael, que favoreceu a parceria ao realizar, no mesmo laboratório em Bordeaux, um estágio de pós-doutorado de julho de 2017 à julho de 2018.

Para Renato, o intercâmbio para desenvolvimento do projeto de mestrado foi gratificante. “Por meio desse acordo, como acadêmico e profissional, fui capacitado e pude manipular e compreender os princípios de inúmeros equipamentos e técnicas que antes conhecia apenas por nome. Umas das experiências mais marcantes nesse tempo foi estar inserido em um meio em que, para cada questionamento, tive o prazer de trabalhar com um profissional especializado”, disse, revelando que a convivência com inúmeros professores, pesquisadores e técnicos foi algo marcante para sua formação.

Já em relação ao crescimento pessoal, o mestrando afirmou que o convívio com os estrangeiros ampliou seus conceitos: “foi interessante estar inserido em um meio com diferentes pessoas, cada uma com suas peculiaridades culturais. Isso me proporcionou uma expansão dos meus horizontes, uma melhor percepção do outro e respeito à diversidade. Sou extremamente grato aos órgãos de fomento CAPES, CNRS, LAPHIA, aos laboratórios ISM e ICMCB (vinculados a Universidade de Bordeaux) e Labmaq (vinculado a UNIFAL-MG), bem como ao meu orientador Gael Yves e demais pessoas envolvidas que me proporcionaram esse experiência incrível”.

Em agosto de 2020, está prevista a vinda do colaborador do projeto, Dr. Marc Dussauze, para uma missão científica no campus de Poços de Caldas. Vale lembrar que, a Diretoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (DRI) é responsável por dirigir e operacionalizar a celebração de acordos, convênios e parcerias de âmbito nacional e internacional, relacionados às atividades acadêmico-científicas. Segundo o diretor da DRI, Prof. Cláudio Umpierre Carlan, o convênio com a Universidade de Bordeaux está sendo renovado.

Colaboração: Fábia Castro Cassanjes, professora do Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap