UNIFAL-MG credencia agricultores e agricultoras para Feira Agroecológica e Cultural 2020

Até o dia 27/03, a UNIFAL-MG recebe inscrições de propostas para ocupação de espaço na Feira Agroecológica e Cultural da UNIFAL-MG (FACU). Serão disponibilizadas 15 vagas para agricultores e agricultoras organizados ou não em associações, cooperativas, sindicatos e redes de produção agroecológica. A inscrição deve se realizada por meio de formulário próprio disponível como anexo do edital.

A UNIFAL-MG não exige contrapartida financeira para o credenciamento dos feirantes. O requisito básico é produzir de acordo com os princípios da Agroecologia e comercializar somente produtos oriundos de sua propriedade rural.

A FACU é uma ação do projeto “Circuitos curtos de Agroecologia: produção, cultura e comercialização de alimentos no Sul de Minas Gerais”, vinculado ao programa de extensão “Semeando a terra: ações de fortalecimento da cadeia agroecológica e da soberania alimentar no Sul de Minas Gerais”. A iniciativa começou em 2019 com edições quinzenais e possibilitou a venda de produtos agroecológicos no campus sede da UNIFAL-MG.

De acordo com o professor Adriano Pereira Santos, coordenador do projeto, a feira representa um compromisso social da Universidade Pública com as políticas da Reforma Agrária, com as estratégias de desenvolvimento da Soberania Alimentar e Segurança Nutricional das pessoas. “É uma forma de valorizar e incentivar a agricultura familiar e camponesa da região e anunciar a agroecologia como forma de conhecimento, prática, saber e movimento alternativo ao modelo vigente do agronegócio”, explica.

Para o docente, a FACU representa também a recusa dos produtores e dos consumidores em relação a alimentos produzidos com o uso intensivo e indiscriminado de agrotóxicos. Segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo, publicada em 27 de dezembro do ano passado, em 2019 o Brasil registrava 474 tipos de agrotóxicos liberados, sendo que alguns deles são proibidos em outros países.

“Nesse sentido, ao promover a FACU como espaço livre de agrotóxicos e de encontro entre o campo e a cidade, a UNIFAL-MG chama a comunidade para refletir sobre o fato de que alimentar-se é um ato político e, também, fomenta a cultura e o desenvolvimento rural sustentável da região a partir de incentivo às cadeias agroecológicas locais e regionais”, ressalta Adriano Santos.

Segundo a técnica em assuntos educacionais Nayhara Juliana Aniele Pereira Thiers Vieira, a FACU oferece a possibilidade para população de Alfenas adquirir alimentos saudáveis e livres de agrotóxicos. “Além de apresentar a agricultura familiar e constituir um passo importante para reflexão sobre o impacto do consumo na vida do planeta, é também um espaço de troca de saberes e afetos, e de fortalecimento do diálogo entre Universidade, movimentos populares da região e a sociedade”, conclui.

Informações sobre o processo de credenciamento para Feira Agroecológica e Cultural da UNIFAL-MG (FACU) podem ser obtidas na Pró-Reitoria de Extensão da UNIFAL-MG ou pelo telefone (35) 3701-9300.

Copy link
Powered by Social Snap