Famílias afetadas pela crise causada pela pandemia recebem cestas arrecadadas pelo projeto UNIFAL-MG em Sintonia em Alfenas; mais de 50 cestas já foram doadas

Em um momento em que diversas pessoas enfrentam dificuldades em decorrência da pandemia do coronavírus, ações de solidariedade fazem a diferença. O projeto de extensão UNIFAL-MG em Sintonia tem ajudado a garantir a comida na mesa de famílias de Alfenas.

Sob a coordenação das professoras Marisi Gomes Soares (Instituto de Química) e Ana Rute do Vale (Instituto de Ciências da Natureza), a iniciativa surgiu no Instituto de Química e expandiu para toda a Universidade, recebendo o apoio de professores, técnicos administrativos e colaboradores.

O projeto envolve visitas de uma equipe de assistentes sociais voluntárias, coordenada pela assistente social Leonora Guarda Resende, às casas de famílias de Alfenas para identificar as necessidades e selecionar as mais necessitadas. As doações são feitas por meio da Fundação de Apoio à Cultura, Ensino, Pesquisa e Extensão de Alfenas (FACEPE), a qual facilita a personalização das cestas pela equipe do projeto, uma vez que permite que as cestas sejam montadas de acordo com a necessidade de cada família. “Existem famílias com três membros, pessoas sozinhas e já atendemos até famílias com nove membros, além de necessidades como fralda geriátrica ou um remédio”, conta Profa. Marisi. “As necessidades são diferentes e precisamos oferecer cestas diferenciadas; a quantidade de alimentos para uma família com duas pessoas não pode ser igual a uma família com nove pessoas”, esclarece.

Mais de 50 cestas já foram doadas, contemplando 46 famílias e o educandário Santa Inês. “Algumas famílias recebem itens dobrados ou triplicados por serem muito numerosas”, pontua a coordenadora do projeto.

Segundo Profa. Marisi, o trabalho de visitas às casas é feito durante todo o tempo, o que leva a encontrar cada vez mais famílias com dificuldades. “Algumas receberam auxílio do governo, então essas não serão contempladas, mas algumas que já atendemos não conseguiram, então vamos continuar ajudando dependendo das doações que recebermos”, diz.

O relato de uma das beneficiadas, a qual a equipe do projeto e o Portal da UNIFAL-MG preferem não identificar, demonstra a importância da ação solidária. “Eu estou precisando muito, eu trabalho com faxina e por causa dessa crise não ‘tô’ conseguindo nenhuma. O leite é o mais urgente porque o caçula, por ser autista, não come algumas coisas”, narrou à equipe de assistentes sociais durante a visita. Após o envio das cestas, a beneficiada manifestou gratidão pelo apoio recebido. “‘Tô passando para agradecer você, a moça que veio aqui de manhã [assistente social], os professores e funcionários da UNIFAL pela ajuda. Muito grata mesmo. Eu mostrei para ela meu armário e ‘tava’ vazio. Eu abri o último leite hoje. Graças a Deus que vocês mandaram.”

Pela quantidade de famílias em situação de vulnerabilidade identificadas e por perceber o quanto a ação faz diferença na vida dessas pessoas, a professora Marisi reforça que precisa continuar com o projeto e contar com a colaboração de mais pessoas. “Em muitos casos a doação da cesta básica é apenas uma porta de entrada para que possamos encaminhar essas pessoas a muitas assistências a que têm direito e não sabiam ou não conseguem acessar”, argumenta.

Quem puder colaborar com o projeto, pode fazer a doação por depósito, em qualquer quantia, para a FACEPE:

Banco do Brasil
Agência: 0168-6
Conta Corrente: 10238-5
CNPJ: 25.657.149/0001-79
(Após o depósito, é preciso enviar o comprovante para os e-mails
lauder.fabiano@unifal-mg.edu.br e marisigs@gmail.com informando que
a doação é para o projeto UNIFAL-MG em Sintonia)

Aqueles que preferirem doar alimentos não perecíveis também podem levar até a FACEPE no endereço: Praça Dr. Emílio da Silveira, nº 14, Prédio A.

Copy link
Powered by Social Snap