Projeto de educação ambiental orienta catadores de materiais recicláveis de Poços de Caldas sobre como conter a disseminação do coronavírus no manuseio de objetos

Diante da pandemia da Covid-19, pesquisadores de várias áreas do conhecimento da UNIFAL-MG têm buscado direcionar suas linhas de pesquisa para realizar ações e projetos a fim de ajudar a sociedade a combater a doença. Um exemplo dessas ações foi a iniciativa de educação ambiental para o enfrentamento à pandemia do coronavírus junto às cooperativas de materiais recicláveis de Poços de Caldas.

Proposto pelo grupo de pesquisa “Pé de Água”, formado por discentes do mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA) da UNIFAL-MG, sob a coordenação das professoras Adriana Imperador e Luciana Botezelli, do Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT), o projeto envolveu rodas de conversa com os cooperados e associados da Cooperativa de Trabalho Regional Sul de Reciclagem e  Preservação de Poços de Caldas (Coopersul) e Associação dos Catadores e Separadores de Materiais Recicláveis de Poços de Caldas (Assosul).

Conforme a professora Adriana Imperador, que é doutora em Biologia, a ação foi proposta à Prefeitura Municipal de Poços de Caldas após uma visita às cooperativas, quando foi constatada a necessidade de orientar cooperados e associados, com o objetivo de conter a disseminação do coronavírus, sobretudo, no que diz respeito às formas de prevenção, como higienização das mãos com água e sabão, ou álcool em gel 70%, bem como a utilização correta de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Em parceria com a Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SMSP) e o Instituto Arvorecer, o grupo da Universidade promoveu as rodas de conversas presencialmente nas cooperativas, com os participantes utilizando máscaras e respeitando o espaço de distanciamento seguro.

“Em materiais como aço, borracha, PVC, cerâmica e vidro, o vírus pode permanecer por cinco dias; em alumínio de 4 a 8 horas; em plástico, de dois a seis dias e, em papelão 24 horas”, alerta a professora Adriana Imperador. (Foto: arquivo pessoal Profa. Adriana Imperador)

Entre as informações repassadas aos catadores, o grupo falou sobre a forma de contágio pela Covid-19, explicou o conceito de pandemia, a origem do vírus, os principais sintomas da doença e o momento apropriado de buscar auxílio médico. Além disso, enfatizou a necessidade da higienização corporal, utilização e limpeza correta dos equipamentos de proteção individual (EPIs) e, ainda, a importância da boa desinfecção do local de trabalho, dos vestiários, refeitórios e, inclusive, veículos.

Durante os encontros, Profa. Adriana observou que muitas máscaras estão sendo descartadas de forma incorreta no lixo doméstico, junto a outros objetos, o que expõe a saúde dos trabalhadores que manuseiam o material. A bióloga também orientou sobre o tempo que o vírus pode permanecer em determinados materiais recicláveis manipulados pelos cooperados. “Em materiais como aço, borracha, PVC, cerâmica e vidro, o vírus pode permanecer por cinco dias; em alumínio de 4 a 8 horas; em plástico, de dois a seis dias e, em papelão 24 horas”, alertou.

Para a pesquisadora, a importância da ação está no próprio envolvimento dos participantes  nas rodas de conversas. “Durante as palestras, alguns cooperados fizeram algumas observações sobre o risco que correm e também sobre a população em geral, a qual destina seus resíduos para serem separados na cooperativa”, conta. “Os cooperados tiveram algumas dúvidas em relação à proteção e aos materiais necessários a tal ação uma vez que em relação à máscara, este equipamento dificulta a respiração e a manipulação durante o trabalho”, acrescenta.

Cerca de 80 pessoas foram beneficiadas pelos encontros, realizados entre abril e maio. Segundo Profa. Adriana, a intenção é contemplar também outras cooperativas, como a Ação Reciclar, que não estava em funcionamento durante os encontros devido a um incêndio sofrido no início de abril, e, após o período de isolamento, o objetivo do grupo é continuar em contato com os cooperados para desenvolver outros projetos sobre o tema.

 

Fotos: arquivo pessoal Profa. Adriana Imperador

Copy link
Powered by Social Snap