Programa de Residência em Enfermagem Obstétrica elabora “Cartilha de Orientação para nutrizes na Pandemia Covid-19”

O coronavírus pode ser detectado no leite materno? Nos locais onde há transmissão comunitária da Covid-19, é recomendado que as mães amamentem? Para responder perguntas como estas, o Programa de Residência em Enfermagem Obstétrica da UNIFAL-MG elaborou uma cartilha com o objetivo de possibilitar que gestantes e puérperas obtivessem informações sobre a amamentação durante a pandemia de Covid-19.

“A amamentação protege contra a morbidade e a morte no período pós-neonatal e durante toda a infância”, apresenta a cartilha. Fundamentada em orientações da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o documento ressalta que “os benefícios da amamentação superam possíveis riscos de transmissão do novo coronavírus (SRS Cov V2) pelo leite materno.”

As professoras Patricia Mônica Ribeiro e Cristiane Aparecida Silveira Monteiro, respectivamente, coordenadora e vice-coordenadora do Programa de Residência, foram as responsáveis pela elaboração da cartilha com a participação dos residentes. “Todas as informações da cartilha são extremamente importantes porque ajudam a mãe e família sobre como proceder durante os momentos de amamentação. Seguimos as recomendações oficiais para escrevermos esse documento”, destaca Profa. Patricia, informando que o material apresenta orientações fidedignas sobre o tema.

Para difundir as informações, o grupo utilizou os perfis nas redes sociais Facebook e Instagram a fim de alcançar o maior número de pessoas possível. Além disso, os residentes levaram a cartilha para as mães na Maternidade do Hospital Regional do Sul de Minas e nas Equipes de Saúde da Família de Alfenas.

De acordo com as residentes do programa, Anicheriene Gomes de Oliveira e Adriana Cherry, a cartilha foi recebida com grande satisfação pelas equipes de saúde em Alfenas, devido à apresentação de um material específico, de forma clara e precisa, para gestantes e puérperas. “Foi ótima a repercussão, pois muitas gestantes e nutrizes tinham dúvida sobre a amamentação durante a pandemia”, contou Adriana.

Já Anicheriene destaca que as gestantes e puérperas ficaram mais tranquilas quanto à amamentação após terem contato com a cartilha. “Informações como o uso da máscara facial e higienização adequada das mãos, mamadeira e bomba extratora de leite, foram objetivas e tranquilizadoras, visto que, incentivar e apoiar o aleitamento materno, principalmente nesse momento, é imprescindível”, afirmou.

A cartilha está disponível neste link!

Copy link
Powered by Social Snap