UNIFAL-MG na mídia: confira os destaques da semana

Avanço da Covid-19 em Minas Gerais, uso da invermectina, meio ambiente e economia são os temas do UNIFAL-MG na mídia entre os dias 14 e 15/07. Quer saber mais? Confira:

“É fundamental que mantenhamos as medidas de prevenção para acelerar o final deste platô com uma consistente diminuição do número de casos”, comenta professor da UNIFAL-MG 

No dia 14/07, o jornal EPTV 1ª edição exibiu uma matéria sobre a evolução da Covid-19 em Minas Gerais. Na oportunidade, o professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNIFAL-MG, Sinézio Inácio da Silva Júnior, falou sobre as projeções para o mês de julho e reforçou a importância do isolamento social.

“Depois de quatro meses do primeiro caso em Minas Gerais, a projeção que se faz para julho é que cheguemos ao platô máximo do número de casos novos. Quando isso ocorre, como qualquer curva epidêmica, a expectativa é que o número de casos diminua e que ocorra o fim da epidemia”, disse o Prof. Sinézio.

Segundo o docente, embora parecesse que o platô tivesse se estabelecido em junho, Minas Gerais iniciou julho com uma evolução da média de casos. “É fundamental que mantenhamos as medidas de prevenção para acelerar o final deste platô com uma consistente diminuição do número de casos”, comentou.

Confira a reportagem completa abaixo:

Disponível no link: https://globoplay.globo.com/v/8697087/

Docente da UNIFAL-MG fala sobre o uso da invermectina

A Anvisa não garante a eficácia de invermectina, medicamento usado tratar verminoses, contra a Covid-19. Mesmo assim, a procura pelo vermífugo aumentou, e, para discutir o assunto, a reportagem de 15/07, do jornal EPTV 2ª edição, contou com a participação de Tiago Marques dos Reis, professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas e chefe da Farmácia Universitária da UNIFAL-MG, que salientou os riscos do uso incorreto do vermífugo.

“No caso do uso para a Covid-19, não houve estudos conclusivos realizados em seres humanos atestando a efetividade e segurança da invermectina  no manejo da doença”, disse Tiago Marques. Segundo ele, pesquisadores observaram que, para o novo coronavírus, seria necessária uma dose maior do que a atestada no tratamento de verminoses. “Em doses altas como as sugeridas, o uso da invermectina poderia resultar em efeito tóxico para alguns indivíduos e, no mínimo, causar problemas gastrointestinais, neurológicos, respiratórios, hepáticos e musculares de gravidade desconhecida, pelo fato de o medicamento não ter sido estudado com pessoas acometidas pelo novo coronavírus”, completou.

Confira a reportagem completa abaixo:

Disponível no link: https://globoplay.globo.com/v/8701777/

Economia e meio ambiente são temas abordados em bate-papo com professor da UNIFAL-MG

O professor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da UNIFAL-MG, Marçal Serafim Candido, participou, no dia 15/07, de um bate-papo do programa “Análise Van FM”, do Jornalismo de Vanguarda, a fim de discutir a gestão ambiental no Brasil e a recuperação verde da economia.

Na oportunidade, o professor Marçal salientou que desenvolvimento econômico e meio ambiente não são itens antagônicos, bem como incentivou práticas ambientalmente sustentáveis. “Por que não fazer com que surjam mais empresas que contribuam para a redução do impacto ambiental?”, questionou o docente.

Confira o bate-papo completo abaixo:

Disponível no link: http://vanfm.com.br/

*Milena Favalli Simão é estagiária da Diretoria de Comunicação Social da UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap