Biólogo da UNIFAL-MG comenta vídeo de sucuri perseguida por cobras menores em matéria do UOL

O professor Vinicius Xavier da Silva,  do Instituto de Ciências da Natureza (ICN), comentou  um vídeo que circulou nas redes sociais de uma sucuri, com aproximadamente, seis metros, sendo perseguida por outras cobras no interior de São Paulo.  A matéria do UOL  está disponível nesse link.

De acordo com a reportagem, muitas pessoas acreditavam que se tratava de uma mãe com filhotes, no entanto, o professor da UNIFAL-MG explicou que o fato está relacionado ao “cruzamento” da espécie. De acordo com ele, a sucuri  emite feromônios que atraem os machos que são menores que as fêmeas e, por isso, as pessoas pensaram que fossem filhotes.

“A fêmea é muito maior que os machos e os filhotes, na verdade, têm apenas 20 centímetros. Por isso a confusão e, além disso, quando eles nascem é cada um por si. A fêmea não cria os filhos”, disse Vinicius Silva.

Confira a matéria completa no link: Sucuri de 6 metros é seguida por machos ao cruzar estrada no interior de SP.

Copy link
Powered by Social Snap