Fim do auxílio emergencial: economista da UNIFAL-MG fala sobre os impactos sociais e econômicos

Em reportagem exibida no Jornal da EPTV 2ªEdição desta terça-feira (20), o professor Fernando Batista Pereira, do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), analisou os impactos da redução e, do possível fim, do auxílio emergencial sobre as finanças familiares. O economista ressaltou o impacto sobre a economia do país que, com a redução ou fim do auxílio,  irá perder de R$ 20 a R$ 40 bilhões em gastos de consumo.

Conforme o professor, o atual valor de R$ 300 do auxílio é insuficiente para o gasto mensal com cesta básica que, por dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), chega a R$ 500 em média. Além do impacto social, o docente expõe um cenário de crise econômica ao término do auxílio: “A situação se agrava ainda mais com o fim desses R$300. São R$20 bilhões a menos pra economia. O estímulo pra geração de emprego ainda é menor. Se não houver algo pra compensar isso, vai haver a dispensa de mão de obra. E pelo lado das famílias, são famílias que não vão ter renda sequer para adquirir itens básicos da cesta básica”.

Assista a reportagem:

 

 

Disponível no link: https://globoplay.globo.com/v/8956264/programa/

Colaboração: Túlio Rabelo, estagiário de Comunicação Social da UNIFAL-MG campus Varginha

Copy link
Powered by Social Snap