Engenharia Ambiental, Fisioterapia e Medicina da UNIFAL-MG obtêm nota máxima no Enade 2019; na avaliação, 89% dos cursos receberam notas 4 e 5

“Para a UNIFAL-MG, o resultado divulgado pelo Inep traduz a qualidade e o compromisso da universidade pública com a oferta de um ensino superior de excelência e inclusivo.” Esta é a observação feita pelo pró-reitor adjunto de Graduação da UNIFAL-MG, Diego Duarte Ribeiro, ao analisar os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), realizado no ano de 2019 e divulgado nesta terça-feira, 20/10, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira do MEC.

Do total de nove cursos de graduação das áreas de Saúde e Engenharias da UNIFAL-MG avaliados, três obtiveram nota máxima, conceito 5: Engenharia Ambiental, Fisioterapia e Medicina. Cinco cursos alcançaram o conceito 4, também considerada ótima nota na avaliação; e um curso conquistou a nota 3, também positiva. Confira a seguir:

O Enade é um dos componentes do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), criado pela Lei nº 10.861/2004, cujo objetivo é avaliar o desempenho dos estudantes e produzir os indicadores de qualidade da educação superior: Conceito Enade e Indicador de Diferenças entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), também publicado pelo Inep nesta terça-feira.

Além de comentar o desempenho dos cursos da Universidade, o pró-reitor adjunto de Graduação, ressaltou os cursos que alcançaram nota máxima. “Dos cursos ofertados pela UNIFAL-MG, merecem destaque os cursos de Fisioterapia, que é um dos três mais bem avaliados da área no país; Biomedicina, que fica na 9ª posição como o mais bem avaliado da área; Engenharia Ambiental, que se posiciona no 15º lugar mais bem avaliado da área, e Medicina, que obteve nota máxima nos indicadores Conceito Enade e IDD”, enfatiza Diego.

No ano de 2019, o Inep avaliou 29 áreas do Ano 1 do Ciclo Avaliativo do Sinaes. Conforme divulgado pelo Instituto, foram 8.368 cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Agrárias, Ciências da Saúde e áreas afins; e cursos superiores de tecnologia nas áreas de Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar e de Segurança.

Ao todo, 435 mil estudantes de 1.225 instituições de todo Brasil foram inscritos com a aplicação das provas em 1.063 municípios com a participação de 389 mil concluintes de cursos de graduação.

Matéria atualizada em 22/10/2020.

Copy link
Powered by Social Snap