Professora da UNIFAL-MG fala sobre racismo e injúria racial em entrevista a jornal da região

No dia 08/12, o jornal “O Alfenense” publicou uma entrevista com a professora do Instituto de Ciências Humanas e Letras e coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) da UNIFAL-MG, Fabiana de Oliveira, com objetivo de discutir assuntos relacionados ao racismo e à injúria racial no Brasil, devido, principalmente, aos crimes discriminatórios cometidos contra padre Riva Rodrigues de Paula,  da paróquia de São José e Nossa Senhora das Dores. 

Na oportunidade, a docente salientou que práticas racistas ainda fazem parte da sociedade e do imaginário social, por mais que existam leis que punam situações de preconceito. “As práticas racistas estão relacionadas a uma coletividade e podem se materializar em propagandas, sites e comunidades na internet, com conteúdos discriminatórios, bem como podem estar em livros, publicações e na discriminação de religiões de matriz africana. Já a injúria racial pode se materializar em práticas relacionadas a um indivíduo, como apelidar/inferiorizar a vítima por conta de seus atributos de raça/cor; recusar-se a prestar serviços por pessoas de outras etnias e desprezar os hábitos/tradições de outros grupos/etnias”, explicou a Profa. Fabiana de Oliveira.

Para ela, é importante que existam políticas públicas de cunho universalista, a fim de reconhecer as diferenças e garantir os direitos e a justiça social.

Leia a matéria completa neste link: https://www.oalfenense.com.br/noticia/437/causas-e-consequencias-do-racismo-e-injuria-racial-na-sociedade-brasileira

Copy link
Powered by Social Snap