Fórum de reitores e reitoras das instituições públicas de ensino superior de Minas Gerais manifesta apoio à reitora e ex-dirigentes da UFMG

O  Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior de Minas Gerais  (Foripes-MG) emitiu no sábado, 23/01, uma nota de apoio à professora Sandra Regina Goulart Almeida, atual reitora da Universidade Federal de Minas Gerias (UFMG), e a ex-dirigentes da instituição, devido aos desdobramentos do processo instaurado pela Controladoria Geral da União (CGU) em virtude de supostas irregularidades cometidas na construção do Memorial da Anistia Política.

No documento, o Fórum manifestou preocupação com a forma da condução do processo pela CGU e ressalta a importância do respeito ao “devido processo legal é condição necessária para a manutenção do Estado Democrático de Direito e para o bom funcionamento das instituições, em especial aquelas contra hegemônicas”.

A UFMG se pronunciou sobre o caso e o Conselho Universitário da instituição manifestou apoio inequívoco à reitora e a ex-dirigentes da universidade. Veja aqui: Conselho Universitário manifesta inequívoco apoio à reitora e a ex-dirigentes da UFMG

Confira a Manifestação do Foripes-MG na íntegra:

Manifestação de solidariedade à reitora e ex-dirigentes da UFMG

O Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior de Minas Gerais – FORIPES-MG vem a público manifestar sua solidariedade à reitora Sandra Regina Goulart Almeida e ex-dirigentes da UFMG em relação aos desdobramentos do processo instaurado pela Controladoria Geral da União (CGU) em virtude de supostas irregularidades cometidas na execução do projeto do Memorial da Anistia Política.

O FORIPES manifesta grave preocupação com o processo em si, pois, apesar da liminar que suspendeu o ato, a autoridade sancionadora extrapolou suas competências com relação aos dirigentes sem poder para tal.

O respeito ao devido processo legal é condição necessária para a manutenção do Estado Democrático de Direito e para o bom funcionamento das instituições, em especial aquelas contra hegemônicas.

O respeito às instituições de ensino e pesquisa é urgente e necessário, assim como o respeito às gestoras e gestores.  Neste triste momento por que passa a sociedade brasileira, em que a pandemia de COVID-19 ceifa vidas e mais vidas, essas instituições e seus gestores e gestoras destacaram-se pelo empenho incansável na busca de soluções que possam aliviar o sofrimento das pessoas e produzir para elas alguma esperança em meio a dificuldades de toda natureza. Em especial merecem nosso reconhecimento e solidariedade as reitoras, como a professora Sandra, que enfrentam diariamente não apenas os desafios da gestão universitária, mas também as manifestações derivadas de uma cultura historicamente marcada por uma atitude patriarcal discriminatória de gênero.

O FORIPES-MG reitera sua confiança de que as instituições do estado de Minas e todo o Brasil serão capazes de enfrentar os desafios colocados para que a autonomia universitária prescrita em nossa Constituição não seja letra morta, de forma que as instituições de ensino superior possam cumprir seu papel de sustentáculo democrático através do ensino, da pesquisa e da extensão de excelência.

Minas Gerais, 23 de janeiro de 2021.

Reitor Sandro Amadeu Cerveira – UNIFAL-MG – Presidente
Reitora Lavínia Rosa Rodrigues – UEMG – Vice Presidente
Reitor Marcelo Bregagnoli – IFSULDEMINAS – Vice Pres

 

Copy link
Powered by Social Snap