Professor de epidemiologia tira dúvidas dos telespectadores do Jornal da EPTV e fala sobre o novo pico da pandemia de Covid-19

Segundo um estudo da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Minas Gerais poderá passar por um novo pico de Covid-19, com até cinco vezes mais registros de casos, em relação ao primeiro pico ocorrido em Julho/2020. Para entender os impactos no Sul de Minas, o professor de epidemiologia Sinézio Inácio da Silva Júnior, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNIFAL-MG, participou, ao vivo, do Jornal da EPTV 1ª Edição, do dia 15/03.

Conforme o epidemiologista, dentro de uma semana, o Sul de Minas e todo o estado, poderá atingir o que foi projetado pela SES-MG, visto ao recorde de número de casos por semana apresentado em Janeiro. “Em termos de números absolutos de casos, a Secretária do Estado, infelizmente, eu acho que ela não está realmente errada”. O professor demonstra preocupação ao destacar que a sincronização das curvas epidêmicas dos munícipios aponta para uma generalização, o que por si só já é grave. Este novo possível pico, explicou o professor Sinézio Júnior, advém, sobretudo, de uma nova variante do vírus, mais transmissível, chamada P1.

Quanto ao uso de medicamento sem eficácia comprovada contra a Covid-19 na cidade de Itajubá/MG, o docente se mostra totalmente contrário, apontando consequências negativas. Respondendo uma telespectadora, o professor coloca como prioritária a imunização para quem tem comorbidades e, em alguns casos mais específicos, comorbidades ligadas ao sistema imunológicos.

Em relação às medidas de segurança,  o professor da UNIFAL-MG apontou preocupação com aa proximidade das estações mais frias do ano tendo em vista que no frio, as pessoas tendem a ficar em ambientes mais fechados, o que potencializa a transmissão da Covid-19 e de outras doenças. Perguntado sobre a transmissão do vírus pelos olhos, Sinézio Júnior afirma ser possível, ainda que em grau menor que pelo nariz e destacou que quem usa óculos já está, de certa forma, mais protegido, ainda que tenha de higieniza-lo corretamente. “[…] Fundamentalmente temos que praticar o tal do distanciamento social, falar em tom baixo, manter uma distância […] para evitar que até os olhos sejam atingidos”. Durante a edição do jornal, o professor também respondeu perguntas relacionadas à volta ao trabalho após licença médica por Covid-19, a imunização de diabéticos e a situação atual da pandemia.

A entrevista do professor Sinésio Inácio ao Jornal da EPTV também foi utilizada em reportagem do G1: Variante do coronavírus pode trazer novo pico de casos de Covid-19 para o Sul de MG, diz pesquisador

No mesmo dia, no EPTV 2ª Edição, o professor retomou o assunto da imunização em Alfenas em matéria sobre a recomendação do Ministério Público à Prefeitura de Alfenas para priorizar a vacinação em idosos.

Confira a participação do professor no Jornal da EPTV 1ª Edição:

Disponível em https://globoplay.globo.com/v/9350526/

 

Confira a reportagem do Jornal da EPTV 2ª Edição:

Disponível em https://globoplay.globo.com/v/9351762/

Colaboração: Túlio Rabelo, estagiário de Comunicação Social da UNIFAL-MG campus Varginha

Copy link
Powered by Social Snap