UNIFAL-MG implementa sistema regenerativo urbano em Varginha; ação institucional prevê o plantio de mais 800 plantas no campus universitário e a criação de um espaço transdisciplinar de ensino, pesquisa e extensão

Uma ação envolvendo docentes, discentes, técnicos e parceiros institucionais externos, prepara uma grande intervenção socioecológica no campus da UNIFAL-MG de Varginha. Essa ação transformativa, intitulada “Cultivando Sistemas Regenerativos Urbanos da UNIFAL-MG” (SRU Varginha), prevê a implementação de um sistema regenerativo com aproximadamente 7.200 m2 de área, uma floresta comestível com 800 unidades de plantas distribuídas em 120 espécies distintas, com alta capacidade nutricional e em sua maioria, raras no mercado tradicional.

O reitor Sandro Cerveira e o vice-reitor Alessandro Pereira participaram do plantio no SRU Varginha juntamente com o coordenador da ação Fabrício Casarejos. (Foto: ICU/Divulgação)

Ação foi desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-graduação em Gestado Pública e Sociedade (PPGPS) e arquitetada pela rede internacional Interdisciplinary Center for the Unknown – fostering global sustainability through imagination and futures studies (ICU). Aprovada pelo Conselho de Direção do Campus Varginha (Condir) e pela Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan) em agosto do ano passado, a coordenação é dos professores Fabricio Casarejos e Everton Rodrigues da Silva, com apoio da professora Lora dos Anjos Rodrigues, todos do PPGPS, e objetiva proporcionar uma plataforma sistêmica e transdisciplinar de ensino, pesquisa e extensão voltada ao pensamento regenerativo à ciência da sustentabilidade.

A implementação do sistema regenerativo urbano da UNIFAL-MG, campus Varginha, foi realizada com base em uma estrutura operacional colaborativa que envolveu docentes, discentes, egressos, técnicos, colaboradores e pesquisadores e colaboradores da rede ICU, além da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Sustentabilidade da UNIFAL-MG (CPMAS), da Prefeitura de Varginha, do Festival Solar de Alfenas e de membros da comunidade local e regional. “As ações em andamento e a serem realizadas incluem o engajamento da comunidade acadêmica, regional e local sobre os desafios postos pela sustentabilidade e crise climática”, explicou Fabrício Casarejos.

O SRU Varginha está implantado em uma área de 7.200 m2 no Campus da UNIFAL-MG em Varginha. (Foto: ICU/Divulgação)

Os sistemas regenerativos urbanos (SRU), conforme explicou a coordenação do projeto, são sistemas socioecológicos inspirados nos preceitos essenciais da sustentabilidade, da permacultura e dos sistemas agroflorestais, tendo como princípio norteador as diversas dimensões de sua função social para o bem-estar comum. O projeto traz benefícios institucionais, socioculturais e ambientais, como regeneração da biodiversidade local, lazer, cultura, inspiração imagética, manutenção e controle de temperatura e umidade, redução da pegada institucional de carbono, além de distribuição de alimentos cultivados no local.

O Projeto Cultivando está organizado em 5 fases. O plantio ocorre a partir da quarta etapa e na última estão previstos o manejo e a implementação de melhorias, o enriquecimento da biodiversidade ecológica, estética e sensorial. As ações estão em contexto com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas (ONU).

Segundo Fabrício Casarejos, a promoção da sustentabilidade nas Instituições de Ensino Superior pode e deve ser alcançada por meio da criação de programas acadêmicos de recorte determinado de forma a consolidar culturas transformativas e regenerativas intra e extramuros. “As Instituições de Ensino Superior que, pela sua vocação natural, promovem a sinergia ideal e espontânea entre docentes, discentes, funcionários e a sociedade, potencializando assim a imaginação e a elaboração de soluções inovadoras. Nelas, a busca da sustentabilidade societária é inerente à sua finalidade”, ressaltou.

A implantação do SRU Varginha conta com a colaboração de discentes, professores, técnicos, membros da comunidade e instituições públicas e privadas. (Foto: ICU/Divulgação)

O reitor da UNIFAL-MG, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, participou do plantio inicial no SRU Varginha e destaca o entusiasmo e dedicação dos estudantes, professores, voluntários e das entidades parceiras na iniciativa. Para ele, o projeto tem uma visão de futuro para construção de um mundo comprometido com o desenvolvimento sustentável. “É uma alegria porque, para nós, a sustentabilidade não é apenas retórica, mas uma prática e consciência que estamos procurando implantar em todos os setores da universidade”, completou.

Sobre o apoio institucional às ações de sustentabilidade, o reitor defende o fortalecimento da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Sustentabilidade da UNIFAL-MG (CPMAS) e a outras iniciativas na área. “Nossa Universidade apoia ações que, como esta, visa concretizar aquilo que nós queremos e sonhamos enquanto objetivo de ser uma Universidade comprometida com a sustentabilidade, com a vida e com a saúde das pessoas”, concluiu o professor Sandro Amadeu Cerveira.

 

 

Colaboração: Fabrício Casajeros, professor visitante do Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública e Sociedade

Copy link
Powered by Social Snap