Físico da UNIFAL-MG  é entrevistado em reportagem sobre a suposta aparição de Nossa Senhora de Fátima em capela de Cristina/MG

O G1 Sul de Minas publicou, na terça-feira (30), uma reportagem com  explicações de especialistas  perante a suposta aparição de Nossa Senhora de Fátima em capela na cidade de Cristina/MG. Na oportunidade, o G1 conversou com o professor Aníbal Thiago Bezerra, do curso de Física da UNIFAL-MG.

Conforme afirma Aníbal Bezerra, não é possível fazer uma análise mais completa do caso, visto que para isso é necessário ir presencialmente ao local. Ainda assim, com base nas imagens disponíveis, o professor acredita que a suposta aparição seja uma ilusão de ótica: “[…] Dependendo das condições com as quais a luz chega aos nossos olhos, sua relação com o ‘restante da cena’, podemos inferir objetos, cores, que não estariam ali. Nosso cérebro pode nos enganar e isso ocorre com muito mais frequência do que imaginamos. Assim, associada à reflexão da luz nas paredes da igreja e nos objetos ao redor temos a percepção das pessoas que viram a imagem da Santa”.

Entretanto, o professor da UNIFAL-MG, ressaltou que não é possível fazer uma afirmação concreta sobre o caso, muito menos negar o que as pessoas acreditam ter visto. “A ciência nos últimos tempos tem sido muito atacada, as pessoas cada vez mais tem suas opiniões e conclusões próprias e, qualquer coisa que vá contra isso é motivo para ‘revolta’. A ciência é feita com base em fatos e evidências. Eu não consigo obter fatos com as evidências que tenho que são fotos com baixa resolução, falta de diferentes perspectivas. Neste sentido, eu estaria contestando um ‘achismo’ com outro ‘achismo’. A diferença é que minha posição de professor de Física de uma Universidade Federal poderia servir como “argumento de mérito”. Convenhamos que já temos vários desses argumentos rolando por ai. Na perspectiva destas pessoas eles viram a santa e, segundo a fé delas, isto é verdade. Não posso dar um parecer contrário, não seria científico. Nunca estive em Cristina, tampouco na igreja; não vi fotos em outras perspectivas tanto durante o dia quanto à noite. Seria leviano da minha parte afirmar qualquer coisa, além de minhas convicções pessoais”, finalizou Aníbal Bezerra na matéria do G1 Sul de Minas.

Confira a reportagem no G1: Jogo de luz e pareidolia: saiba como a física explica ‘aparição’ de Nossa Senhora de Fátima em capela de MG

A matéria foi citada no Jornal da EPTV 1ª Edição do dia 31/03. Assista em: https://globoplay.globo.com/v/9398588

Colaboração: Túlio Rabelo, estagiário de Comunicação Social da UNIFAL-MG campus Varginha

Copy link
Powered by Social Snap