Estabilidade de novos casos e tendência elevada no número de internações por Covid-19 são análises de estudo da UNIFAL-MG que repercutiram em jornais da região

Embora o sul de Minas Gerais tenha registrado aumento de internações por Covid-19, o número de novos casos da doença passou a apresentar tendência de estabilidade após implementação, há três semanas, da Onda Roxa. Para analisar os efeitos das medidas mais restritivas adotadas pelo estado, o professor Sinézio Inácio da Silva Júnior, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNIFAL-MG, participou do jornal da EPTV 1ª Edição no dia 06/04. Os jornais G1 Sul de Minas e Folha da Manhã também repercutiram o assunto.

“O que nós observamos, ainda com certo cuidado, porque nós tivemos feriados de Páscoa, é, por aquele critério da média semanal, uma tendência em todas as regionais de saúde de estabilidade no número de casos novos”, destacou o docente. Apesar disso, conforme explicou ao jornal da EPTV, o número de ocupação de leitos atingiu níveis elevados. “É importante ressaltar esse aspecto porque, primeiramente, diminuem-se os casos, depois as internações e os óbitos. Relativo a esse assunto, nós ainda temos a tendência de mortes em alta e de internações em alta, exceto na regional da Varginha. O que estamos colhendo? O grande número de casos que foi plantado, que começou a circular muito provavelmente a partir da variante mais transmissível, de fevereiro pra cá”, completou.

Segundo o Prof. Sinézio Inácio, devido à maior transmissibilidade da mutação, os mais jovens, ao receberem a carga viral, começam a desenvolver formas de doença, e a internação das pessoas mais jovens se prolongam mais, de modo a congestionar o serviço das UTIs. “Nesse cenário, temos que ficar animados com os possíveis frutos positivos da Onda Roxa, e não relaxar nas medidas, porque se não, de fato, pela variante P1, o cenário pode e poderia ficar bem pior”.

Confira a participação completa abaixo:

Disponível no link: https://globoplay.globo.com/v/9413778/

Confira a notícia no G1 Sul de Minas e no jornal Folha da Manhã. 

Copy link
Powered by Social Snap