Matéria que relembra o eclipse mais longo do século 21 conta com participação de docente e físico da UNIFAL-MG

No dia 28/7, o jornal Onda Poços publicou uma reportagem para relembrar o eclipse lunar mais longo do século XXI, ocorrido no dia 27 de julho de 2018. A fim de explicar esse fenômeno, o professor Cassius Anderson Miquele de Melo, do Instituto de Ciência e Tecnologia, conversou com a equipe do jornal.

Ao longo da matéria, o físico e docente da UNIFAL-MG explicou que os eclipses são causados por um alinhamento entre o planeta Terra, o Sol e a Lua. “Como a Lua gira em torno da Terra e esse ciclo lunar em torno da Terra dura cerca de 20 e poucos dias, isso nos garante que em algum lugar do mundo deve estar acontecendo um eclipse pelo menos dentro de um período de um mês. Então, a gente pode dizer, assim, que todo mês, praticamente, ocorre um eclipse, porém muitas vezes em locais em que não é possível se visualizar. Na maioria das vezes, ele acaba acontecendo no meio do oceano, numa região que não tem uma boa visibilidade”, explicou.

Ao longo da matéria, o professor também falou sobre o fenômeno de Umbra e Penumbra e sobre os eclipses vistos em Poços de Caldas.

Confira o texto completo em: https://www.ondapocos.com.br/curiosidade-ha-dois-anos-acontecia-o-eclipse-lunar-mais-longo-do-seculo-21-fisico-comenta-sobre-este-fenomeno/

Copy link
Powered by Social Snap