:: Boletim Epidemiológico N° 49 – 22/11/2021 – Situação epidêmica de covid-19 em Minas Gerais e no sul de Minas

O boletim n° 49 indica que, das 14 regiões de Minas Gerais, apenas duas registraram, na semana, crescimento no número de casos por habitante por dia: Leste e Oeste. Houve melhora desse indicador nas regiões Centro, Centro Sul, Jequitinhonha, Leste Sul, Nordeste, Sudeste, Triângulo Sul e Vale do Aço, que, na semana epidemiológica anterior (45ª), apresentavam crescimento e, na atual (46ª), registram diminuição. A média geral para o estado apresentou diminuição, indo de 24,6 para 24,1.

Situação epidêmica da covid-19 em Minas Gerais (situação da média móvel em 22/11) = Minas Gerais iniciou a semana apresentando melhora, com tendência de queda na média móvel de novos casos, internações e mortes. Casos: Apenas a região Oeste registrou crescimento em novos casos, com estabilidade na Centro Sul, Jequitinhonha, Nordeste e Triângulo Sul e queda nas outras 9 regiões. A média móvel ficou em 637 casos por dia. Esse número é menor do que o registrado no início de junho de 2020, tendo a epidemia em Minas Gerais começado no início de março de 2020. Internações: O estado registrou média móvel de 49 internações. As regiões Centro Sul, Nordeste, Sudeste e Sul apresentaram tendência de crescimento nesta segunda-feira. As regiões Oeste e Triângulo Sul apresentaram estabilidade, e as demais regiões, queda. Óbitos: A semana iniciou com média móvel de 15 mortes por dia, com tendência de crescimento apenas na região Sul; estabilidade na Leste Sul e diminuição nas demais regiões.

Situação epidêmica no sul de Minas Gerais (situação da média móvel em 22/11) = Casos: A média móvel ficou em 59 novos casos nesta segunda-feira. A semana iniciou com a região e todas as suas regionais apresentando tendência de queda. Internações: O Sul de Minas começou a semana com uma média móvel de 4 internações diárias. A região permaneceu com tendência de crescimento. A regional de Alfenas oscilou de diminuição para crescimento; a de Passos de crescimento para diminuição; a de Pouso Alegre permaneceu com crescimento e a de Varginha foi de diminuição para estabilidade. Óbitos: A média móvel ficou em 2 novos óbitos por dia na região sul, e a tendência oscilou de estabilidade para crescimento, resultado devido à permanência da regional de Alfenas em crescimento, a de Passos indo de estabilidade para crescimento e a de Varginha, que foi de diminuição para estabilidade. Permaneceu em diminuição de novos óbitos a regional de Pouso Alegre.

Situação nos 10 municípios sul-mineiros mais populosos (situação da média móvel em 22/11) = Casos: Em novos casos, os 10 municípios mais populosos do Sul de Minas Gerais iniciaram a semana com tendência de estabilidade em Varginha e Alfenas e diminuição nos demais (Poços de Caldas, Pouso Alegre, Passos, Lavras, Itajubá, Três Corações, São Sebastião do Paraíso e Três Pontas). Internações: Em novas internações, apenas São Sebastião do Paraíso apresentou tendência de crescimento; Poços de Caldas e Varginha, estabilidade e os demais, diminuição (Pouso Alegre, Passos, Lavras, Itajubá, Alfenas, Três Corações e Três Pontas). Óbitos: Todos os dez municípios apresentaram diminuição na tendência de novos óbitos.

Relação entre internações, casos e óbitos no sul de Minas Gerais = Considerada toda a pandemia, na região sul-mineira, o índice de internação por caso (IIC) permaneceu em 0,07 (a cada 100 casos ocorreram 7 internações) e o índice de óbitos por internação (IOI) em 0,3 (a cada 10 internações ocorreram 3 óbitos).

Acesse na íntegra

Copy link
Powered by Social Snap