Pele grossa

A epiderme apresenta um epitélio pavimentoso estratificado queratinizado, constituída pelos queratinócitos, e podem ser distintas cinco camadas nela:

  • Camada basal ou germinativa: é constituída por células prismáticas ou cubóides, que repousam sobre a membrana basal, que separa a epiderme da derme. São responsáveis pela constante renovação do epitélio, com intensa atividade mitótica.

 

  • Camada espinhosa: apresenta células poligonais ou cubóides, com núcleo central e com expansões citoplasmáticas que se unem através de desmossomas, o que dá a célula um aspecto espinhoso.

 

  • Camada granulosa: composta de células achatadas com núcleo central, que contém numerosos grânulos de querato-hialina (basófilos).

 

  • Camada lúcida: composta por uma delgada camada de células achatadas, eosinófilas, cujos núcleos e organelas foram digeridos por enzimas lisossômicas e desapareceram.

 

  • Camada córnea: camada superficial de células achatadas, mortas, sem núcleo e sem organelas. Membrana celular bem espessa e citoplasma cheio de queratina.

 

Derme e hipoderme

A derme possui superfície externa irregular, observando-se saliências chamadas de papilas dérmicas. As papilas aumentam a área de contato derme-epiderme, trazendo maior resistência à pele. A derme é constituída de duas regiões distintas que são: a papilar que é a camada mais superficial e a reticular, mais profunda. A região papilar está localizada logo abaixo das papilas dérmicas, é constituída por tecido conjuntivo frouxo. A região reticular é constituída de tecido conjuntivo denso não modelado. Além dos vasos sanguíneos e linfáticos, e dos nervos, também são encontradas na derme de uma pele grossa as glândulas sudoríparas. São glândulas do tipo simples, tubulosa, enovelada. Sua porção secretora localiza-se profundamente na derme ou hipoderme. O ducto da glândula abre-se na superfície da pele e segue um curso em hélice ao atravessar a epiderme. A hipoderme é formada por tecido conjuntivo frouxo, associado a uma camada variável de tecido adiposo, constituindo o panículo adiposo.

Corte de pele grossa em aumento de 4x, corado por Azul de Toluidina. Em 1, observa-se a epiderme; em 2, a derme.

Corte de pele grossa em aumento de 10x, corado por Azul de Toluidina. Em 1, observa-se a epiderme; em 2, a derme papilar; e em 3, a derme reticular.

Corte de pele grossa em aumento de 40x, corado por Azul de Toluidina. A foto contempla a epiderme, em que 1 indica a camada basal; 2, a camada espinhosa; 3, a camada granulosa; 4, a camada lúcida; e em 5, observa-se a camada córnea.

Corte de pele grossa em aumento de 40x, corado por Azul de Toluidina. A seta aponta papilas dérmicas. EM 1, observa-se a derme papilar; já em 2, a derme reticular.

Corte de pele grossa em aumento de 40x, corado por Azul de Toluidina. A foto contempla a derme reticular. As setas indicam glândulas sudoríparas.