UNIFAL-MG apoiará a realização do Festival Pint of Science em Alfenas, Poços de Caldas e Varginha nos dias 20, 21 e 22 de maio

Lugar de ciência não é apenas na Universidade. Nos dias 20, 21 e 22/05, a UNIFAL-MG vai apoiar a realização do maior festival internacional de divulgação científica, que acontece em ambientes descontraídos como cafés, restaurantes e bares, o Pint of Science. Na edição de 2019, a 4ª feita no Brasil, a UNIFAL-MG coordenará o evento nas cidades de Alfenas, Poços de Caldas e Varginha.

Com o objetivo de derrubar intermediários entre o cientista e a sociedade, estabelecendo um canal direto de conversa, o Pint of Science está crescendo exponencialmente pelo mundo. Por trás do festival há uma equipe nacional de 10 pessoas, sete coordenadores regionais, coordenadores dos municípios participantes e ainda os coordenadores de cada estabelecimento que recebe o festival. São voluntários, estudantes de graduação e pós-graduação, professores e demais envolvidos na área científica das melhores Universidades do país, todos visando explicar para a população como a ciência funciona e suas novas descobertas.

Em 2018, a Universidade coordenou o festival em Alfenas e Poços de Caldas, abordando assuntos universais como Astrofísica, Inteligência Artificial, Educação, Saúde, Evolução, Origem e Destino da Vida, Mudanças Climáticas, Energia Nuclear, História da Humanidade e do Universo, e locais, como a História Geológica de Poços de Caldas e o Direito à Cidade e às Águas.

A programação completa do evento será divulgada no site oficial do festival em 16/04.

Histórico do crescimento

O festival acontece ao longo de três dias consecutivos todo mês de maio e chegou ao Brasil como um projeto piloto na cidade de São Carlos, em 2015. Logo, o evento conquistou as pessoas pela forma descontraída com a qual explica a dinâmica das pesquisas. Em 2016, foram sete municípios; em 2017 o festival esteve em 22 cidades e em 2018, foram 56 participantes! Este ano, 2019, estamos em primeiro lugar com 89 cidades recebendo o festival; em segundo está a Espanha, com 72.

Nascido em 2012, da iniciativa de dois pesquisadores do Imperial College que realizavam encontros em seus laboratórios sobre doenças neurodegenerativas, o festival logo conquistou os cinco continentes. Os pesquisadores Michael Motskin e Pavreen Paul recebiam pacientes e pessoas interessadas em suas pesquisas e com o sucesso do encontro se perguntaram como seria possível levar o cientista até as pessoas. Assim começava o Pint of Science; o maior festival de divulgação científica do mundo.

Colaboração: Diretoria de Comunicação Nacional do Pint of Science

Copy link
Powered by Social Snap